A Cara é Nova mas o Conteúdo Continua o Mesmo…

Um novo jornal está nas bancas
Que a informação nos venha de braços abertos
Idônea, precisa, máscula

A nova Gazeta está nas bancas
Que a manchete vibre
As pupilas do leitor arregale
Com ansiedade para além do lide

Que o novo jornal seja, sempre,
O palco do debate democrático
Que as idéias circulem
O confronto de posições se faça
Mas que prevaleça a verdade

Um novo jornal se namora em cores
Em síntese um novo produto…
Porque um jornal sempre será um produto
De consumo para atender as necessidades do leitor

Que os jornalistas Coutinho e Auro Ida
Nadja e Chico Ferreira
Severino e Fernando Fiori
Trindade e Sílvio Carvalho…
Enfim, todos, novos e velhos companheiros,
Sempre tragam a informação fresquinha
Calcada na ética

Não a ética simplória
De ouvir os dois lados
Mas a ética compromissada
Com a transformação
E lutar permanentemente
Para transformar a sociedade
A política, os poderes das cidades
Do Estado e do país.

anos 90
Poemas de João Bosquo
Share Button