A educação necessária, como e por que, segundo o estadista Leonel Brizola

Por Alderico Sena | No Brasil, não existe um partido que se identifique com a ferramenta educacional, que o PDT. Ultimamente o que se vê na mídia são alguns teóricos e políticos defendendo a escola em tempo integral. Vejamos algumas teses defendidas pelos eternos lideres políticos do PDT, defensores da escola de tempo e educação integrais.

“Todas as crianças deveriam ter direito à escola, mas para aprender devem estar bem nutridas. Sem a preparação do ser humano, não há desenvolvimento. A violência é fruto da falta de educação. Dizem alguns que deveriam ser como as escolas que sempre tivemos. Afirmamos que não. As nossas crianças merecem ainda mais. Elas representam o que o Brasil tem de maior valor e, também, os nossos próprios destinos, como nação livre e democrática, empenhada na construção de uma existência digna para todos os seus filhos. Todas as crianças deveriam estar em escolas com os CIEPs. Para isto, bastaria que não desviássemos tantos recursos públicos para fins inúteis e inconfessáveis. Se deixássemos, por exemplo, de pagar os juros da dívida externa apenas dois anos, todas as crianças brasileiras poderiam estar estudando num CIEPs”. (Leonel Brizola, Livro dos CIEPs, Governador do RJ: 1986)

O Mestre Darcy Ribeiro escreveu: “Sua tarefa (isto é, da escola) é educar as crianças brasileiros tal e qual elas são, a partir da situação real em que se encontram. Isto significa, sobretudo, que nossa escola deve adaptar-se à criança pobre com a consciência de que é a própria escola que fracassa quando não consegue educar a maioria dos seus alunos. Criar uma escola pública de qualidade social significa criar uma escola comprometida com a inclusão social. Tamanho fracasso educacional não se explica, obviamente, pela falta de escolas – elas estão aí, numerosíssimas – nem por falta de escolaridade, uma vez que estão repletas de alunos, sobretudo na 1ª série, que absorve quase metade da matrícula. Muitos fatores contribuem para este fracasso. A escola pertence a sua comunidade e deve tratá-la com respeito. Uma escola de qualidade social é a que respeita a diversidade, integrando diferentes culturas. Torna-se cada vez mais urgente a necessidade de criar condições favoráveis à prática da leitura e da escrita entre educadores. O analfabetismo real e o analfabetismo funcional são, hoje, ainda, as marcas da sociedade brasileira no que se refere à educação”.

A sociedade, em especial a juventude, desconhece a história e os princípios da educação em tempo integral, defendidas pelos lideres Leonel Brizola, Darcy Ribeiro, Anísio Teixeira, dentre outros.  Com base neste princípio, pedetistas históricos tem o dever moral e institucional de defender a educação e a escola em tempo integral para passar algumas às propostas, ideias e ideais de nossos lideres eternos Leonel Brizola e Darcy Ribeiro para a sociedade, em especial a juventude terem conhecimento o porquê a Bandeira do PDT – Partido Democrático Trabalhista, é a Educação integral em tempo integral.

Educação com qualidade social para todos: a) nossa escola pública é antipopular; b) nossa escola substituiu uma escola razoável para poucos por uma escola péssima para muitos; c) nossa escola é uma calamidade, pois não oferece o mínimo necessário aos domínios cognitivos mínimos de escrita e leitura; d) as duas primeiras séries são uma peneira que seleciona quem vai ser educado e quem vai ser rejeitado; e) nossa escola tenta mostrar ao aluno pobre que suas deficiências são trazidas de casa e de sua cultura.

A Educação como vocação do PDT – Tese defendida pela autora do trabalho de reflexão, constante das Cartilhas Trabalhistas Volume 4 – Educação Integral Emancipatória e Trabalhista – Construindo um projeto de escola e educação integrais – Professora Doutora em Ciências da Educação Maria Amélia Souza Reis”.

O Partido Democrático Trabalhista – PDT é, inegavelmente, o único partido político que, no Brasil, coloca a Educação como uma das possibilidades de alcance da democracia, não de uma perspectiva formal e consumista, mas com sentido de forjar uma sociedade mais justa, mais fraterna e igualitária.

Por esta razão, todos Pedetistas do Brasil devem ter o compromisso em defender como Programa de Governo, a luta de Leonel Brizola, Darcy Ribeiro e Anísio Teixeira para tornar uma Política de Estado, a implantação de escolas que venham, verdadeiramente, oferecer a todas as crianças e jovens brasileiros a oportunidade de elaborar um conhecimento que, até agora só está à disposição das camadas mais privilegiadas da população. (Publicado: 19 Agosto 2013)

Alderico Sena – Especialista em Gestão de Pessoas, Presidente Estadual e Vice Nacional do MAPI – Movimento do Aposentado, Pensionista e Idoso do PDT – Partido Democrático Trabalhista.

Fonte: http://www.noticialivre.com.br/index.php/2014-03-09-16-39-32/20146-a-violencia-e-fruto-da-falta-de-educacao

Share Button