A nova eleição presidencial e votos que cada um precisa

Quem confiou nos institutos de pesquisas – que erraram feio – está decepcionado: todos disseram que NÃO haveria segundo turno para presidente. Nenhum dava mais que 16% para Marina Silva, que chegou perto de 20%.

É uma nova eleição? É, não tem dúvida. Mas ela carrega os números da eleição anterior. Nenhum candidato – na presidencial – conseguiu virar o placar. Collor, FHC, Lula que acabaram na frente no segundo turno confirmaram a preferência.

Dilma precisa de mais 4% de votos para alcançar os 51%, enquanto José Serra precisa de quase 19% (os 19% de Marina).

Quem tem mais chance de agregar esses percentuais em quatro semanas de campanha?

Quem precisar de menos, claro. Dilma precisa conquistar um, 1%, de votos por semana; Serra, por seu turno, precisa agregar 4,59% de votos por semana.

Nada é impossível. Mas há tarefas mais difíceis de executar que outras. A da Dilma é mais fácil, sem dúvida.

PS.: Os institutos dirão que a diferença de Marina está dentro da margem de erro.

Share Button