A Passagem e o Relógio – um poema recente, recentíssimo

A passagem do tempo
é como um relógio…
Como a metáfora
de um relógio que não para
O tempo não para
e o relógio tic-tac, tic-tac
como um trem destreinado
segue até à última estação.
><> A inspiração é um bicho danado… Alguma coisa fica martelando na sua cabeça e só sai depois que passa para o papel.
Share Button