Entre aspas: Renan Calheiros, presidente do Senado, filiado ao PMDB, assim de forma inocente, defende Geddel porque, segundo ele, houve ‘interpretação indevida’ de caso

><>Olha o que diz a Folha de hoje. Abram aspas: 

“O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou nesta terça-feira (22) que a polêmica envolvendo o ministro Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo) é um “fato superado”.

‘Parece que houve uma interpretação indevida’, disse o senador.

Como mostrou a Folha, o ex-ministro da Cultura Marcelo Calero acusou Geddel de pressioná-lo a produzir um parecer técnico para favorecer seus interesses pessoais.”

Fecham aspas. Realmente, não é possível, todos os políticos da atualidade, independente de origem, parecem que perderam de vez a noção do que é vergonha na cara.

Dizem as mais absurdas justificativas, para um fato grave, como se fosse algo como um propeção de uma pessoa andando na rua e saiu catando cavaco e que não se machucou.

A falta de compostura chega às raias do cinismo.

Share Button