Antes da Física Quântica – uma imitação de soneto de João Bosquo

Não conhecer física, o princípio de Einstein,
Demora mais para entender que o amor,
Como as velhas e novas coisas universais,
Também é variável no espaço e tempo

O amor, embora a causa primeira de tudo,
Em nós, enquanto gente = energia concentrada,
É a mais instável dentre todas as equações
E invariavelmente apostamos no contrário

A causa primeira de tudo, escrevo, é o Amor
O Amor imanente, permanente em cada um,
Contudo dessa permanência não entendamos

Perfeitamente como ela se estabeleceu e fica
Nos cobrando que amemos uns aos outros,
Na mais simples das equações, como a nós mesmos.

Share Button