Anunciado os vencedores do 2º Prêmio MT Literatura e cada um vai receber R$ 30 mil

Os vencedores do 2º MT Literatura na categoria poesia são Luiz Renato Souza Pinto, com o livro “Gênero, Número, Graal” e Divanize Carbonieri, com o livro “Entraves”; na categoria prosa, os premiados foram Teodorico Campos de Almeida Filho, com o livro “Os mesmos”; Marcelo Leite Ferraz, com a obra “O assassinato na Casa Barão”; Afonso Henrique Rodrigues Alves, com o livro “Contos do Corte”, e Fernando Gil Paiva Martins, com “As intermitências da água”. Na categoria infanto-juvenil, a escritora e acadêmica Cristina Campos, com a obra “Papo cabeça de criança travessa”, e Victor Hugo Machado dos Anjos, com “Mundo dos sonhos – O ferreiro e a cartola”. Na categoria revelação temos os nomes de Helena Werneck dos Santos, com “NU”, e Alexandre Marcos Rolim de Moraes, com “Tikare: alma de gato”.

Segundo a Secretaria de Cultura, a 2ª edição do MT Literatura contou com um total de 89 inscrições, e o prêmio se consolida como uma das principais vitrines para os escritores residentes em Mato Grosso. Cada obra selecionada será contemplada com R$ 30 mil, totalizando R$ 300 mil em investimentos. Parte do prêmio deverá ser investido na edição de cada livro.

Ao ampliar significativamente o número de obras inscritas (na primeira edição foram 58), bem como o valor total (de R$ 200 mil para R$ 300 mil), o Prêmio de Literatura se fortalece como vitrine e oportunidade para que os escritores coloquem suas obras no mercado.

Foram selecionados trabalhos inéditos nas seguintes categorias: duas obras em poesia, quatro obras em prosa, duas obras na categoria revelação e duas obras na categoria infanto-juvenil, que é também uma novidade da segunda edição do certame.

Para o escritor Ricardo Ramos Filho, que presidiu a Comissão de Avaliação na primeira edição, o Prêmio MT de Literatura não fica atrás de outras iniciativas nacionais, como o prêmio Oceanos e o São Paulo de Literatura, dos quais ele já participou como jurado.

“Todas estas iniciativas são importantes no sentido de dar oportunidade ao escritor de mostrar sua obra e de ser lido. Está cada vez mais difícil publicar livros no Brasil e estes concursos têm como resultado mais importante permitir ao autor, não apenas aquele já consagrado, mas também ao que está começando, a chance de publicar sua obra. É por intermédio de iniciativas como esta que muitos dos novos escritores conseguem chegar a um mercado cada vez mais restrito. E ter o trabalho conhecido é, afinal, o que todo escritor mais deseja”, observa.

Pareceristas – As obras literárias inscritas nesta segunda edição do prêmio foram submetidas a duas comissões, a de Habilitação e a de Avaliação Técnica, esta última composta por profissionais de reconhecido mérito e competência no meio literário. Cada projeto foi avaliado por três pareceristas de notório saber.

A primeira parecerista é a Profª Draª Vera Lúcia da Rocha Maquêa, graduada em Língua Portuguesa e Inglesa e respectivas Literaturas pela Universidade do Estado de Mato Grosso (1992), possui especialização em Literatura Brasileira pela Universidade Católica de Minas Gerais – PUC/MG (1996); Mestrado em Letras (Literatura Brasileira) pela Universidade Federal do Paraná (1999) e Doutorado em Letras (Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa) pela Universidade de São Paulo (2007).

O segundo é Agnaldo Rodrigues da Silva, cacerense, mestre e doutor em Estudos Comparados de Literaturas de Língua Portuguesa pela Universidade de São Paulo (USP), com Pós-doutorado em Letras, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRS); professor da Unemat, onde foi pró-reitor de Ensino e Graduação nos anos de 2006 a 2010 e atualmente preside o Conselho Editorial da mesma instituição de ensino e é membro da Academia Mato-grossense de Letras (AML), onde ocupa a cadeira nº 10.

O terceiro integrante do grupo de pareceristas, é o professor doutor Dante Gatto, com graduação em Letras pela Universidade do Oeste Paulista (Unoeste), mestrado em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp), em Assis (1999), doutorado em Letras (2004) pela mesma Universidade e pós-doutorado pela USP (2010). Atualmente, é professor adjunto da Universidade do Estado de Mato Grosso, campus de Tangará da Serra.

Share Button

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...