Assim Caminha… – poema a propósito do sorriso de Márcio Tomás Bastos

O Brasil era Estados Unidos do Brazil
Agora somos República Federativa
A cidadania, nem por isso, ficou mais ativa
Os gestores menos espertos e corruptos…

O antigo Primário, o antigo Ginasial…
Estudei em todos eles e mudaram de nome
Assim terminei o Segundo Grau

Professores, agora são educadores
Assim como motorista passou a condutor
Mas nem um educa, nem outro conduz

Muda-se as nomenclaturas das instituições
Das coisas, dos objetos, das profissões…
O caráter, coitado, Macunaíma continua o mesmo
Um fazer de conta de sermos politicamente corretos.

><>É triste, mas é verdade, este poema é uma tentativa de negar que somos assim mesmos… só de fachada!

Share Button