Breves Notas de Fim de Semana – Por Sebastião Carlos

Por Sebastião Carlos | 1. Nomes que assustam
Três Rodrigos estão tirando o sono de Temer. O Janot que quer por que quer tirá-lo do Planalto, o Rocha Loures que pode incriminá-lo definitivamente e o Maia, presidente da Câmara, que pode acelerar o processo de impedimento e que irá substitui-lo. E, entre tantos Rodrigos, só faltou mesmo o Sant’Anna. Faltou, virgula, porque entre tantas gafes e mancadas do Presidente não há como deixar de lembrar do humorista do Zorra Total. Como poucas vezes, a origem etimológica do nome calhou tão bem. Rodrigo, em alemão antigo, significa “poderosamente famoso”.

2. Enquanto isso em Mato Grosso
Um nome só criou um reboliço não só assustando mas derrubando muitos poderosos. Valtenir reentrou no PSB e incomodou e desalojou uma bancada inteira de deputados estaduais e federais. Todos fizeram pesadas críticas ao colega deputado. E o ex-prefeito da Capital chamou de safadeza essa chegada arrasadora do ex-companheiro e, ante a hipótese de uma candidatura ao Senado, afirmou que o mesmo não tem envergadura e credibilidade, ou seja, lhe falta estatura política e moral. Somos obrigados a convir que, quer se queira ou não, o deputado trapezista é mesmo muito forte porque forçou a que o ex-prefeito voltasse ao palco político. Ele mesmo que no minuto final da última campanha abandonara a candidatura à reeleição, causando decepção a seus abnegados seguidores, sob o argumento de que iria cuidar da família e dos negócios. Diante disso, como não dizer que o homem incomoda e assusta mesmo. Nem que seja aqueles que com ele convivem. Menos mal.

3. Quais sonhos?
E somos levados a acreditar que um dos responsáveis por tanta força que ganhou o novo presidente do PSB se deve a um seu adversário. Estranho, não? Pois foi o governador que acaba de declarar: “… se o PSB com a nova direção desejar ir para a oposição, eu vou lembrar Roberta Miranda: vá com Deus”. Ora, a não ser que se trate de um ateu, não há melhores votos do que desejar que uma pessoa siga na companhia de Deus?

E já que o governador citou a conhecida musica de Roberta Miranda, por que não lembrar de outro trecho que diz: “É pena que este amor / Não teve consciência / Dos sonhos que sonhamos em segredo.” E então perguntarmos: estes sonhos sonhados em segredo o foram quando ele foi eleito pelo PDT, com o qual o PSB tem uma proximidade histórica, ou esses sonhos foram tidos já no seu atual Partido, com o qual o velho PSB (não o atual e descaracterizado) nada tem a ver?
___________________
Sebastião Carlos Gomes de Carvalho é advogado e professor.

Admin

Este perfil publica Releases e material Da Assessoria

Você pode gostar...