Caio Mattoso, depois do EP Opereta Trum,  sobe aos palcos da UFMT para o lançar o seu primeiro disco

Da Assessoria | À primeira audição, “Experimenta Assim”, disco de estreia oficial do compositor Caio Mattoso, sob a produção engenhosa de Igor Carvalho, pode soar exatamente o que sugere seu título, experimental. Mas Mattoso e seu time de instrumentistas formidáveis conseguiu transformar uma série de experiências musicais em um disco consciente, que transita com autoridade por diferentes estilos, do funk ao bolero, com direito à ganzá e mocho.

Gravado com suporte do edital Circula MT, da Secretaria de Estado de Cultura, “Experimenta Assim” traz oito canções inéditas que serão apresentadas ao público pela primeira vez nesta terça-feira, 20, às 20h, no teatro da UFMT, com entrada franca.

Com guitarras de Sidnei Duarte, percussão e bateria de Alex Teixeira, teclados de Igor Mariano, contrabaixo de Igor Carvalho e trompete de Hélio Flanders, do Vanguart, “Experimenta Assim” ganhou outro horizonte. “Foi um exercício e tanto. Mas eu estava muito seguro, contei com instrumentistas de alta capacidade técnica e artística, não teria chances de dar errado, nem se eu quisesse”, brinca Mattoso.

O olhar autêntico sobre o próprio trabalho, desde a escolha dos instrumentistas que o acompanham, até a seleção do repertório, mostra a maturidade do músico já no seu álbum de estreia. “Correu tudo de maneira tão natural que até parece que as canções já nasceram prontas. Caio conseguiu comprimir várias particularidades do seu processo criativo, buscando assim uma jovialidade levemente tardia, que deixa o disco ainda mais interessante”, adianta Igor Carvalho.

Um dos mais atuantes compositores de Mato Grosso, Caio Mattoso fala sobre a chance de poder lançar esse disco com o apoio da Secretaria de Estado de Cultura. “Ter esse projeto selecionado pelo edital Circula Mato Grosso me trouxe tranquilidade e conforto para trabalhar. Sem oportunidades como essas fica mais difícil. Eu uso meu tempo para fazer música, é o que eu faço, é o meu ofício. Poder registrar esse trabalho, gravar, mixar e lançar um disco com músicos gabaritados, que não é barato, me trouxe confiança e a confiança é combustível para o sucesso”, se diverte.

O espetáculo Experimenta Assim

Ainda, se depender do aparato, o Teatro da UFMT vai ficar pequeno para o show de lançamento do disco “Experimenta Assim”. O espetáculo, inserido na programação da Semana do Calouro 2018, conta com direção artística de João Batista e exibirá projeções em vídeo de Fabrício Chabô, com iluminação de Everton Britto. Além de Igor Carvalho, Caio Mattoso e um computador, o espetáculo traz ao palco algumas participações especiais. Maykon Salder assume a guitarra e Ana Amélia Marimon declama uma (ou mais) das 14 canções reservadas para o show de lançamento.

“Outra importante participação é a da obra de João Sebastião, que será projetada durante a canção ‘Badabadum’. Uma semana antes de João desencarnar, conversamos muito sobre a importância da arte, por isso, resolvi projetar alguns de seus trabalhos, pela saudade que sinto dele e pela importância desse grande artista na minha vida”, explica Mattoso.

De Cuiabá, o espetáculo que promove o disco vai para Sinop, no extremo norte de Mato Grosso, onde ocorrem duas apresentações. A primeira, dia 27 de abril, numa escola pública daquela cidade e depois, dia 29 de abril, no bar Guadalupe, aberto ao público.

A curta turnê do disco “Experimenta Assim” finaliza ainda no primeiro semestre de 2018, numa aldeia xavante, na Serra do Roncador, ainda sem data definidas.

Oficinas de composição

Uma das finalidades do edital Circula MT é a multiplicação de conhecimento da arte. E, parte dessa multiplicação, vem por meio das oficinas previstas no projeto. Serão três oficinas. A primeira, marcada para ocorrer na Escola Estadual São Vicente de Paula, em Sinop, dia 27 de abril; depois no Lar da Criança, em Cuiabá; e por fim, na aldeia xavante próxima a cidade de Barra do Garças.

As inscrições para as oficinas são gratuitas e as vagas são limitadas. Para se inscrever, encaminhe um e-mail com assunto “Oficina” para experimentassim@gmail.com ou ligue (65) 9-9999-7971.

Caio Mattoso

Artista mato-grossense, o compositor Caio Mattoso escreve canções há quase 20 anos. Em 2001, iniciou sua carreira na banda Donalua, tocando baixo e compondo as canções interpretadas pelo grupo, que contava com os músicos Bruno Kayapy (Macaco Bong) e Douglas Godoy (ex-Vanguart). Passou cinco anos atuando no grupo Teatro Fúria e em 2010 sua canção “Rap do Gurizão” foi selecionada na 4ª Mostra de Música do Sesc Arsenal de Cuiabá-MT.

Em 2014 seu “show 200 km/h” foi contemplado no Edital Cultura 2014 do Ministério da Cultura para a realização de cinco apresentações durante a Copa do Mundo FIFA 2014 em Cuiabá. Em 2016, Caio foi convidado pela Orquestra Sinfônica da Universidade Federal do Mato Grosso – UFMT para fazer a variação sinfônica de um de seus trabalhos, “Montanha”, especialmente para a orquestra. Ainda, gravou o EP Operetra Trum, patrocinado pela Prefeitura Municipal de Cuiabá, cujo lançamento ocorreu no evento “Vem pra Arena”, da Secretaria de Estado de Cultura do Mato Grosso.

Leia também: Caio Mattoso lança Opereta Trum, hoje ao vivo no Gran Bazar Pac, na Praça da Mandioca

Share Button

Admin

Este perfil publica Releases e material Da Assessoria

Você pode gostar...