Canto para novo dia, o poema escolhido para hoje

A João Batista de Almeida

Dia
Porque insiste
Amanhecer com o mesmo sol de milênios?

Por que não amanheces
Sem mendigos
Sem vagabundos
Sem empresas
Sem palácios
Sem diferenças?
Todo mundo igual
Numa varanda vermelha
De uma casa sem cor.

><>Do livro abaixo-Assinado (1977), com L. E. Fachin.

Share Button