Canto para pátria: poema de João Bosquo

Perdoe-me, Cuiabá,
se não canto
suas belezas
suas ruas
suas pessoas
que honram de serem cuiabanas,
suas moças morenas
seus jardins públicos
seus parcos poetas
seu sol da tarde
no crepúsculo
seus rios
sua história
seus colégios
suas igrejas…

Perdoe-me, Cuiabá,
Se não canto,
É pura simplicidade…

><>Vamos fazer aquele velho esquema: publicar alguns de nossos poemas que falam desta Cuiabá, que hoje festeja 292 anos de fundação.

Share Button