Casa Barão de Melgaço mais rica com os livros de Therezinha Arruda

Por João Bosquo | A Casa Barão de Melgaço – sede dos venerados Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso (IHGMT) e Academia Mato-grossense de Letras (AML) – está mais rica. Rica em cultura, em história e literatura com a doação do acervo bibliográfico de Therezinha Arruda, professora aposentada da UFMT, historiadora, produtora cultural, a mítica diretora da Casa da Cultura dos anos 80, quando Cuiabá passou por momento efervescente com ações culturais efetivas voltadas para a população.

A festa (parece batido dizer festa, mas foi uma festa em que pese o número reduzido de presentes) de estreia da Biblioteca Therezinha de Jesus Arruda aconteceu no último sábado, 28, e teve certa formalidade – apesar da busca da informalidade – com uma fala de saudação da professora Nileide Souza Dourado, também do IHGMT. A professora Nileide destacou que “as contribuições de Therezinha Arruda passam por diversas áreas, como os livros colecionados, trabalhados e socializados por intermédio de suas aulas, pesquisas, palestras, projetos e inúmeros outros estudos, hoje doados para a Casa Barão de Melgaço, que permanecerão disponíveis e auxiliarão as gerações futuras e, de modo geral, a sociedade cuiabana e mato-grossense na construção dos saberes e na preservação do patrimônio histórico e cultural de Mato Grosso”.

A professora Nileide lembrou ainda que “Therezinha Arruda não mediu esforços em contribuir, enquanto uma das pioneiras, no campo da produção do conhecimento histórico mato-grossense, especialmente na UFMT, cuja participação e envolvimento se destacam para as questões regionais”, lembrou. Uma dessas contribuições – sem dúvida – foi a participação na criação do Núcleo de Documentação e Informação Histórica Regional (NDIHR) da UFMT.

A professora Elizabeth Madureira Siqueira, presidenta do IHGMT, falou sobre o acervo acumulado desde a década de 1960 e de sua relevância para o universo da pesquisa.

“Temos certeza de que as obras ofertadas servirão para pesquisa daqueles que investigam sobre a América Latina, Brasil e também Mato Grosso e Ciência Política, visto a preciosidade e a quantidade de livros que versam sobre as temáticas”, comemorou a professora Elizabeth.

Segundo ela, o conjunto de obras foi dividido em quatro campos temáticos: América Latina, com especial produção sobre Cuba, onde a historiadora residiu e atuou no campo cultural; Brasil, cuja coleção inclui obras raras e hoje esgotadas, além de coleções referentes à trajetória brasileira; Mato Grosso, contendo obras raras sobre a produção bibliográfica referente ao contexto histórico mato-grossense; e Obras Gerais, incluindo a expressiva coleção no campo da Ciência e Sociologia Política, além de coleções de consulta geral.

A coleção está sendo catalogada, a partir do que Therezinha Arruda irá assinar o Termo de Doação para que essa preciosa biblioteca seja adicionada ao acervo da Casa Barão de Melgaço. Na cerimônia de inauguração, merece destaque, a presença da irmã mais velha de Therezinha, Maria Benedita Martins de Oliveira, e mãe do ex-governador, ex-ministro Dante Martins de Oliveira. A presidenta da AML, Marília Beatriz de Figueiredo Leite, que além dos agradecimentos pela doação, lembrou de sua relação com Therezinha Arruda desde os tempos de formação conjunta no Colégio Coração de Jesus.

Presente também o empresário Carlos Antônio Garcia, conhecido Catonho, que lembrou um projeto do qual participou na época desenvolvido na preservação da cultura ribeirinha, e resultou na produção de um curta em super 8 “As Usinas de Rio Abaixo”, que tinha parte da narrativa feita por Alfredo Scaff, que falava da Usina Itaici. Da lembrança vem a interrogação: onde está, em que prateleira, acervo está esse filme? Acreditamos que seria interessante resgatar parte dessa memória, mesmo porque quando o filme foi produzido alguma dessas usinas ainda estava em funcionamento.

Presentes ainda: José Cidalino Carrara, vice-presidente da AML, Sueli Batista, secretária Geral da AML, Ubiratã Nascentes Alves, entre outros.

“>

Share Button

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...