Category: Opinião Personalizada

Opinião pessoal e intransferível sobre um assunto específico.

Comemorar 300 anos de Cuiabá é lembrar que em um local chamado Ikuiapá pelos bororos nativos, com grandes pedras claras das quais pescavam com flecha-arpão

Cuiabá 300! Por José Antônio Lemos | Desde 2009 a cada aniversário de Cuiabá tenho escrito artigos cujos títulos simulam uma contagem anual regressiva lembrando o tempo até a comemoração do tricentésimo aniversário de Cuiabá. Enfim chegou, Cuiabá 300-0! Comemorar os 300 anos de Cuiabá não deve ser só a justíssima reverência ao passado, mas festejar uma cidade histórica por excelência,

Share Button
Continue lendo

A esperteza da indústria tabagista e a tosquice de Sérgio Moro

Por Eugênio Aragão | Quando fui ministro da Justiça, recebi, tal qual, agora, o ex-juiz de piso de Curitiba, representantes da indústria tabagista, que me propunham uma ação junto ao ministro da Fazenda, para baixar a alíquota de IPI de uma nova classe de cigarros de “baixo custo”, para concorrer com os cigarros paraguaios contrabandeados para o Brasil. Sustentavam que os

Share Button
Continue lendo

André Lara Resende, em texto demolidor, diz que “é preciso uma reforma da Previdência, não porque ela seja deficitária, mas porque ela é corporativista e injusta e porque o aumento da expectativa de vida exige a revisão da idade mínima”

Uma breve aula de macroeconomia que demole os conceitos do ministro Paulo Guedes e sua reforma da previdência

Share Button
Continue lendo

As Cheias de São José – Por José Antônio Lemos

Por José Antônio Lemos | Diziam os antigos que a estação das chuvas em Cuiabá tinha dois picos, um em dezembro/janeiro e outro em março, também chamado de “repique”, por volta do dia de São José encerrando o período chuvoso, e as cheias eram aguardadas nessas épocas, ainda que nem sempre ocorrendo as duas com a mesma intensidade. Domingo que

Share Button
Continue lendo

Milton Pereira de Pinho: Esse ser superior, chamado mulher, tornou-se alvo nesses últimos tempo da política de um congresso nacional corrupto e machista num país de 3º Mundo, aliado à uma dezena de juízes velhos e broxas de um Supremo Tribunal Federal

A insanidade humana idiossincrática Por Milton Pereira de Pinho | A idiossincrasia humana é tão absurda e a cada dia que passa, parece estar se tornado uma loucura oficializada e banalizada ao mesmo tempo. Umas das mais crônicas e de amplitude maior, é o gasto de bilhões de dólares em busca de água e se possível uma minúscula bactéria nas redondezas

Share Button
Continue lendo

Discordem de Lula e do PT; critiquem, governem diferente, mas não percam o respeito à verdade nem ao ex-comandante supremo a quem um dia juraram lealdade e que lhes devolveu a dignidade. E defendam a soberania. – Gleisi Hoffmann 

PRECISAMOS FALAR SOBRE MILITARES E SOBERANIA Por Gleisi Hoffmann | Jair Bolsonaro nomeou inúmeros oficiais-generais para o governo. A Constituição lhe garante o direito de nomear ministros e, a estes, de exercer as funções. As Forças Armadas têm homens e mulheres preparados, competentes. Convivi e trabalhei com muitos quando exerci a chefia da Casa Civil. Mas, como ministros, deixam de ser

Share Button
Continue lendo

As Obras doVLT, artigo de José Antônio Lemos

Por José Antônio Lemos | O artigo da semana passada sobre o “Largo do Rosário” trouxe à baila questões similares sobre as demais obras componentes do projeto do VLT. De fato, o projeto do VLT envolve vários “sub-projetos” muitos também parados, atravancando e enfeiando o espaço urbano, outros já em uso pela população e outros que também poderiam estar sendo usados

Share Button
Continue lendo

A era da insensatez e o caso do neto de Lula: Deus não perdoará! – Artigo de Lênio Luiz Streck

Resumo: A crueldade humana não tem efeito constitutivo; é declaratório. Assim como a imbecilidade. Ela sempre esteve aí. A internet a revelou! Se o mundo tem pessoas horríveis, meu dever é incomodá-las!

Share Button
Continue lendo

Diferencial Histórico de Cuiabá – por José Lemos

Por José Antônio Lemos | As melhores cidades do mundo aprenderam faz tempo que o patrimônio histórico urbano não é uma carga inútil ou um sacrifício. Ao contrário, ensinam tratar-se de enorme riqueza e que seu aproveitamento sustentável é seguramente um investimento com enorme potencial de retorno financeiro pelo incremento turístico e de outras atividades produtivas na área beneficiada, ou

Share Button
Continue lendo

Entre aspas: Dr. Moro, que tal uma delação premiada para Bebianno?, questiona Fernando Brito, do Tijolaço

Por Fernando Brito / Tijolaço  | Nas redes sociais, já se pergunta se Sérgio Moro vai oferecer uma “delação premiada” a Gustavo Bebianno para denunciar a organização criminosa que se formou para a tomada do poder no Brasil. Afinal de contas, foi notória a ameaça de revelar a face oculta da campanha que guindou Bolsonaro ao Planalto. Como cansou de escrever

Share Button
Continue lendo

Chorar pela destruição da história é prantear também pelo presente e pelo futuro

RUINAS DO CENTRO HISTÓRICO As lágrimas que caem a cada desmoronamento no centro histórico de Cuiabá, mesmo as dos crocodilos, não caem pelo patrimônio que se esvai, caem por nós. O que estamos fazendo com a história de Cuiabá, parte significativa da história do Brasil, faz lembrar John Donne, que conheci numa citação de Hemingway: ”A morte de qualquer homem

Share Button
Continue lendo

Talvez eu devesse falar… Luciene Carvalho questiona o resultado do Edital de Literatura 300 da prefeitura de Cuiabá

PARA QUE EU POSSA DORMIR Talvez eu devesse falar um pouco sobre o novo , totêmico e definidor de destinos na cultura cuiabana: O EDITAL que importa mais que trajetória construída, carreira, criatividade. A busca de equanimidade se tornando um gesso e o pior é que pode ser ” maquiado” Talvez devesse falar de pareceres de conselheiros que rejeitam projetos

Share Button
Continue lendo

Manifesto marca posição de espíritas progressistas, por Dora Incontri

abpe@pedagogiaespirita.org.br por Dora Incontri | Na última quinta-feira, dia 7 de fevereiro, a Associação Brasileira de Pedagogia Espírita (SP) lançou um manifesto “por um espiritismo kardecista livre”, marcando uma posição progressista, aberta e avessa às tutelas institucionais. A carta, assinada por mais de 150 espíritas de todo o Brasil, rapidamente recebeu o apoio de centenas de outras pessoas, que estão fazendo

Share Button
Continue lendo

Gustavo Conde, do Brasil 247, disseca a morte política do coronel Ciro Gomes

O coronel que virou suco Por Gustavo Conde | Não é agradável redigir obituário político de ninguém. É, na verdade, uma tarefa inglória, triste, de pesar. Quando um político morre, em geral, presta-se condolências à família, destaca-se o legado – concordando-se ou não com ele – e respeita-se o último suspiro de alguém, que bem ou mal, viveu o seu tempo.

Share Button
Continue lendo

Eduardo Mahon: É Para Já, Governador!

É PARA JÁ, GOVERNADOR! (E.M) Ao articulista ainda não é dado o dom da infalibilidade. Que se saiba, só o Papa é infalível. Claro, essa é a opinião da Igreja, pelo Concílio Vaticano I. Eu que não sou cardeal, não confio tanto assim. Por outro lado, dizem que as cartas não mentem jamais e essa é outra mentira. Tarô, runas,

Share Button
Continue lendo

Molecagem contra Cuiabá, por Eduardo Mahon

O governador-candidato Taques, até o momento da campanha, não havia repassado os 82 milhões de reais para equipar o Pronto Socorro. Esperou a derrota nas urnas para inviabilizar o governo seguinte, qual seja, o do adversário Mauro Mendes. Este, na segunda quinzena de dezembro, no apagar das luzes do governo derrotado, barra na Justiça o repasse os valores em 30 parcelas de 2.7 milhões de reais. Pedro Taques saiu sem pagar o 13º salário do funcionalismo público mato-grossense e, num gesto de tresloucada irresponsabilidade, queria comprometer o orçamento do próximo governo que já está sobrecarregado com outros compromissos, somando mais de 500 milhões por mês apenas com a folha.

Share Button
Continue lendo

Entre aspas: Guedes tem pronta MP que revê regras da Previdência e economiza R$ 50 bi

Comentamos a matéria publicada no jornal Folha de S. Paulo sobre a edição da MP para acabar com a corrupção na Previdência Social.

Share Button
Continue lendo

João de Deus, a FEB e os espíritas: “não julgueis para não ser julgado”, por Marcos Villas-Bôas

Marcos de Aguiar Villas-Bôas | A prisão de João de Deus tomou repercussão enorme, tendo sido discutida em todo o Brasil e até fora dele. Sob um ponto de vista, todos os acontecimentos em torno dela vêm servindo como motivadores de conversas a respeito de temas como espiritualidade, espiritismo, religião, mediunidade, cura e outros, o que é muito bom para expandir

Share Button
Continue lendo

2018, a Nação Vitoriosa

Não se trata de quem ganhou ou deixou de ganhar as eleições, nem de discutir se os caminhos escolhidos foram os melhores, mas de uma nação que ao iniciar o ano tinha pela frente um conjunto de desafios e escolhas de enorme dificuldade e que ao final sai vitoriosa, ainda que chamuscada, combalida em função dos duros e sucessivos embates

Share Button
Continue lendo

Proporcionais Números E Representatividade

Por José Antônio Lemos | Nestas eleições Mato Grosso contou com 2.329.374 eleitores aptos a votar. Destes, 571.047 e 555.860 votaram diretamente nos candidatos eleitos a deputado federal e estadual respectivamente. Ou seja, nas eleições proporcionais deste ano menos de 1 em cada 4 do total de eleitores de Mato Grosso (menos de 25%) elegeu diretamente o candidato em quem votou.

Share Button
Continue lendo

Escritores contemporâneos em diálogo, por  Olga Maria Castrillon Mendes

Por Olga Maria Castrillon Mendes | Estamos diante de um fenômeno editorial em Mato Grosso, cuja festa maior se dará no próximo dia 10 de dezembro, às 19:30, na Casa Barão de Melgaço. Afinal de contas, teremos duas coleções de textos de escritores contemporâneos. A Coleção Olho d’água traz os poetas Ronaldo de Castro, Silva Freire, Santiago Villela Marques, Marília Beatriz Figueiredo

Share Button
Continue lendo

Da liberdade e seus limites, por Nilson Lage

Por Nilson Lage | Diga a um pobre que ele é livre; que pode, por exemplo, xingar o patrão e ir a Roma ver o papa. Ele lhe responderá que não tem meios de fazer nenhuma dessas coisas. Se entendesse de discursos enganosos, o acusaria de cometer falácia de ambiguidade: o sentido, em português, de “pode” conjuga as noções de permissibilidade

Share Button
Continue lendo

A inédita Luciene Carvalho de Sempre, por Eduardo Mahon

 A INÉDITA LUCIENE CARVALHO DE SEMPRE (E.M) Já tive oportunidade de comentar sobre o novo ângulo que Luciene Carvalho deu ao que, até então, chamava-se “cuiabania” ou, como querem outros, “cuiabanidade”. Nos primeiros livros, a autora fez questão de desterritorializar a ação do centro para a periferia, descrevendo “tipos” que são diferentes dos consolidados no imaginário coletivo. É no Porto

Share Button
Continue lendo

Em discurso histórico, Roberto Requião, senador pelo Paraná, dá nome aos traidores da Pátria neste duro momento que vivemos

Por Roberto Requião | Lava Jato, trair a Pátria não é crime? Vender o país não é corrupção? O juiz Sérgio Moro sabe; o procurador Deltan Dallagnol tem plena ciência. Fui, neste plenário, o primeiro senador a apoiar e a conclamar o apoio à Operação Lava Jato. Assim como fui o primeiro a fazer reparos aos seus equívocos e excessos. Mas,

Share Button
Continue lendo

Por que vamos pagar caro – Por Nilson Lage

Humberto de Alencar Castelo Branco tinha um projeto para o Brasil – tanto que uma das primeiras medidas de seu governo foi criar o FGTS, gigantesco reservatório de recursos que logo financiaria o “milagre brasileiro”. Enfrentou forte oposição da linha dura: oficiais treinados pelos americanos para repetir slogans anticomunistas e não pensar. Morreu em um desastre de avião mal explicado,

Share Button
Continue lendo

Lula: Neste momento em que uma ameaça fascista paira sobre o Brasil, quero chamar todos e todas que defendem a democracia a se juntar ao nosso povo mais sofrido, aos trabalhadores da cidade e do campo, à sociedade civil organizada, para defender o estado democrático de direito

Por Luiz Inacio Lula da Silva | Meus amigos e minhas amigas, Chegamos ao final das eleições diante da ameaça de um enorme retrocesso para o país, a democracia e nossa gente tão sofrida. É o momento de unir o povo, os democratas, todos e todas em torno da candidatura de Fernando Haddad, para retomar o projeto de desenvolvimento com inclusão social

Share Button
Continue lendo

A tragédia dos mil e um erros – por Nilson Lage

Por Nilson Lage | A pergunta que interessa à História é: – Onde o Brasil errou? A lista é extensa. Começa na década de 1950, quando o país não soube defender sua indústria cultural – as produtoras de cinema e gravadoras de músicas; prossegue com a omissão diante do Ibad, antes da eleição de 1960, e, anos depois, com a preservação

Share Button
Continue lendo

O Voo da Águia, artigo de José Antônio Lemos

Por José Antônio Lemos | Neste domingo do primeiro turno das eleições o Facebook trouxe uma foto e um comentário sobre o “Monumento Ulysses Guimarães” na avenida do CPA lembrando sua construção na gestão do prefeito Dante de Oliveira e que simbolizaria “a ação metafórica de uma Águia voando em direção à região norte do Estado de Mato Grosso, onde

Share Button
Continue lendo

Meu nojo, por Ricardo Gondim

Por Ricardo Gondim | Na noite do primeiro turno das eleições de 2018 escrevi que estava com nojo do segmento evangélico que apoiou o “coiso”. Recebi algumas mensagens de apoio e, logicamente, milhares de críticas. Não retiro uma só letra do meu tuíte. Explico: Fui vítima da ditadura de 1964. Meu pai, um homem honrado, honesto, trabalhador e gentil padeceu

Share Button
Continue lendo

Um dos entraves ao urbanismo no Brasil é a discrepância entre seu horizonte de planejamento de 20 a 30 anos e a gestão política atual que não consegue enxergar além das eleições, a cada 2 anos

20 anos atrás, 20 na frente Por José Antônio Lemos | No último dia 30 de julho o jornal O Globo trouxe matéria sobre o Plano Diretor Estratégico de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana do Rio (PDUI) abordando algumas de suas principais propostas para mudanças no padrão de ocupação do solo visando melhorias na mobilidade urbana. A matéria “O

Share Button
Continue lendo