0

Entre aspas: Sócio da Ginco é alvo de operação que investiga fraudes ambientais

Divulgação/Polícia Civil

Redação do GD | O empresário Osvaldo Tamura, sócio da Ginco Construtora, foi um dos alvos da Operação Polygonum investiga um esquema de irregularidades no Cadastro Ambiental Rural (CAR), dentro da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema). A 3ª fase da operação foi deflagrada pela Polícia Civil nesta segunda-feira (3) para cumprir 28 ordens judiciais sendo 10 mandados de prisão, 15 de busca e apreensão e 3 sequestro de veículos.

A residência de Tamura, no Condomínio Florais Cuiabá foi alvo de um dos mandados de busca e apreensão. Conforme a Polícia Civil são investigadas de fraudes ambientais que envolvem empresários e servidores Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) que já foram alvos da operação em fases anteriores.

Continue Reading

Share Button

Shopping Estação Cuiabá abre suas portas ao povão com 7 salas de cinema

Da AssessoriaA Cinépolis, considerada a maior operadora de cinemas da América Latina e segunda maior do mundo em ingressos vendidos, inaugura mais um complexo de cinema no próximo dia 24 de outubro, no Shopping Estação Cuiabá.

Ao todo, o projeto conta com sete salas, quatro salas tradicionais, duas salas VIP e uma sala Macro XE, totalizando 1.433 lugares, sendo que dessas, 30 vagas são para cadeirantes. As quatro salas tradicionais possuem projeção digital, sendo duas com tecnologia 3D e duas com tecnologia 2D, totalizando 866 lugares numerados, 17 vagas para cadeirantes e 08 lugares para obesos. Todas as salas têm formato stadium, poltronas reclináveis, braço removível (tipo namoradeira), óculos 3D em tamanho infantil e adulto e som digital 7.1 Surround.

Já as duas salas VIP, contam com tecnologia 3D e 2D e possuem 166 lugares numerados e seis vagas para cadeirantes. Ambas as salas têm formato stadium, poltronas de couro com comando elétrico e totalmente reclináveis, carregadores USB, braço removível (tipo namoradeira), óculos 3D em tamanho infantil e adulto e som digital 7.1 Surround. O acesso às salas contará com um lobby exclusivo e com a bombonière VIP, transformando a experiência do cinema em algo ainda mais incrível. O cardápio trará uma grande variedade de pratos VIP como o exclusivo Hot Dog feito com pão e salsicha especiais, bacon bits e cheddar importados; Boneless Chicken Tenders; Mini Hambúrguer Sliders; Mini Hot Dog com Batata Smiles; Crepes; Sanduíche de Pernil e Churros gourmet. Já as tradicionais pipocas trarão temperos exclusivos como Lemon Pepper, Doce e Salgada, além da Pipoca Mix, que permite misturar diferentes sabores e temperos.

O grande diferencial no atendimento fica por conta do serviço exclusivo dentro das salas VIP, onde os clientes poderão ser servidos em suas poltronas até o início do filme, solicitando quaisquer serviços da bombonière, incluindo os pratos VIP.

O empreendimento conta ainda com uma sala Macro XE, com 371 lugares numerados, 07 vagas para cadeirantes e 04 lugares para obesos. A sala tem formato stadium, tela gigante de 147m2, som digital com mais de 13.000 watts de potência e 7.1 canais de áudio Surround.

É uma grande satisfação inaugurar um complexo de excelência no maior shopping do Mato Grosso, o Shopping Estação Cuiabá, um espaço diferenciado que irá agregar muito em entretenimento para o povo cuiabano. Estamos entregando um serviço de qualidade e conforto que trará as principais novidades, nacionais e internacionais, da indústria cinematográfica para nossos clientes. Tudo isso aliado ao alto padrão de qualidade de nossos serviços que proporcionam as melhores experiências para nossos clientes. Estamos também trazendo para Cuiabá nossas premiadas salas VIP, onde os clientes poderão ser servidos em suas poltronas até o início do filme, solicitando quaisquer serviços da bombonière, incluindo os pratos VIP”, afirma Luiz Gonzaga de Luca, presidente da Cinépolis Brasil.

Todas as salas têm lugar marcado e a venda de ingressos estará disponível nas bilheterias, nas máquinas de autoatendimento e também pela internet, a partir de 23 de outubro. É possível consultar a programação dos filmes, trailers e promoções pelo site: www.cinepolis.com.br.

“Pensando no lazer, conforto e bem-estar dos nossos clientes,  trouxemos para capital um complexo de cinema com a qualidade Cinépolis, que conta com diferenciais na projeção, bem como sistema de som de alto impacto. Queremos proporcionar a melhor experiência em cinema para o público mato-grossense”, destaca Anderson Rondon, superintendente do Shopping Estação Cuiabá.

A programação trará as estreias nacionais e internacionais de acordo com os lançamentos do mercado, em formatos legendado, dublado, 2D e 3D. Os clientes poderão complementar a experiência dentro de salas com uma grande oferta de produtos na bombonière, incluindo combos de pipoca, bebidas e balas tematizados dependendo do filme em lançamento. Destaque especial para a pipoca salgada e doce preparada na hora, assim como produtos especiais como nachos e cachorro quente.

Serviço:

Inauguração Cinépolis Shopping Estação Cuiabá
Data: Hoje, 24/10/2018
Endereço: Av. Miguel Sutil, 9300 – Duque de Caxias, Cuiabá – MT, 78020-160.

><>Observações momentâneas, que nossa vida é observar: com o novo projeto, Cuiabá passa a contar com 30 salas de projeções, que podemos fazer até um paralelo com os 300 anos. Porém, observei, outro dia que fui ao cinema – cada vez mais raro por conta da Netflix, Prime Vídeo e Telecine Play – notei uma ausência singular de público.

Estava no Shopping Pantanal, por comodidade de distância, transporte coletivo e tem os menores preços de ingressos e promoções de meia entrada praticamente durante toda semana.

O Brasil neste momento de recessão, com desemprego em alta, não sei se Cuiabá terá tanta gente para manter as 30 salas com um mínimo de frequência para não causar prejuízos.

Tempos atrás, não muito tempo, tinha salas que cheiravam à mofo, cadeiras rasgadas e o público lá formando filas enormes, mesmo para filmes razoáveis.

Os investimentos são feitos em cima de estudos. Estudos severos, pois é muito dinheiro investido. Os estudos, lembro, foram feitos quando a economia estava bombando, emprego e salários em alta e depois do golpe tudo desacelerou, não temos como fugir dessa realidade.

Share Button

Mais de 30 projetos culturais receberão apoio da prefeitura de Cuiabá

Ao total 31 propostas serão executadas por artistas regionais e devem resultar em grandes eventos em 2018

Da Assessoria | Com o objetivo de contribuir para a ampliação democrático das mais variadas manifestações culturais, bem como promover a valorização e difusão dessas atividades, a Prefeitura de Cuiabá realizou na sexta-feira (13) a apresentação do projetos culturais aprovados por meio do Edital de Cultura, lançado em 2017. Coordenado pela Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, a ação de incentivo selecionou 31 propostas a serem executadas pelos artistas regionais com o apoio financeiro do Executivo cuiabano.

A medida cumpre com política de fomentação adotada pela gestão do Município e também com Lei Complementar nº 273/11, que dispões sobre a captação de recursos públicos para o desenvolvimento de projetos artísticos-culturais na Capital. No total, foi destinado aos sete segmentos contemplado o montante equivalente a R$ 535 mil, oriundo do Fundo Municipal de Apoio e Estímulo à Cultura. O valor está divido entre as seguintes áreas: Artes Cênica, Artes Visuais, Audiovisual, Cultura Popular, Literatura e Patrimônio.

“Esse é apenas um dos elementos que, com recursos próprios a nossa gestão está buscando desenvolver. Ao contemplar esses projetos estamos demonstrando nosso desejo de fortalecer esse segmento. Além disso, já determinei que o secretário Francisco Vuolo trabalhasse na promoção de uma série de outras ações. Dentes elas, está o festival de siriri, de rasqueado, e outros eventos que farão com que nossa cultura, que por si só já é muito rica, se consolide cada vez mais” comentou o prefeito Emanuel Pinheiro.

De acordo com o secretário municipal de Cultura, Esporte e Turismos, Francisco Vuolo, a escolha dos 31 projetos deve ser vista com um importante momento de fortalecimento às atividades culturais cuiabanas. Durante a solenidade, ele explicou que, nos últimos anos, o campo cultural não recebeu a devida atenção por parte do poder público. Todavia, Vuolo destacou que, ao assumir a Prefeitura, Emanuel Pinheiro estabeleceu que fosse retomado e colocado em prática os editais de incentivo aos artistas.

“O que vimos aqui foi o resultado da soma de nossos esforços, onde os 31 projetos foram apresentados para a população, já com a os recursos creditados na conta de cada proponente. Nossa expectativa é que, a partir do próximos meses, possamos ter uma série de grandes eventos e atividades culturais ocorrendo nos quatro cantos da nossa querida Cuiabá. Estamos buscando difundir e valorizar nossa cultura e, ao mesmo tempo, aproximar a Prefeitura dessa classe”, argumentou Francisco Vuolo.

Aprovação dos artistas Com apenas quatro meses de existência e contando com 20 componentes, o prodígio projeto Musikan, que une a prática do Karatê com a música de instrumentos de cordas, foi um dos beneficiados pelo Edital de Cultura. Segundo o diretor e maestro do grupo, Jorge Moura, poder contar com o apoio do Município é um reconhecimento de um trabalho que, em pouco tempo, conseguiu demonstrar todo potencial existente. Ele lembrou que, ao longo dos anos, vários projetos são iniciados pela cidade, porém, por não terem esse auxílio, acabam sendo finalizados sem os frutos almejados.

“Com essa assistência da Prefeitura, teremos condições de manter as aulas, conseguir novos instrumentos, e trazer mais crianças. Esse é um projeto que surgiu a partir de uma amizade com outros membros do grupo, onde tivemos a ideia de juntar o esporte com a música. Tínhamos uma vontade de levar para as crianças, além do lado físico do Karatê, um pouco da cultura que a arte proporciona, unindo os benefícios das duas práticas em prol da formação de bons cidadãos. São alunos que estão tendo contato com músicas regionais e, ao mesmo tempo, trabalhamos a questão do companheirismo e a necessidade de sempre ajudar o colega com mais dificuldade”, relatou o maestro.

Representando as raízes e tradições cuiabanas, o grupo de cururu Tradição Cuiabana, composto por mais de 30 membros, também teve a oportunidade de apresentar sua arte e ser contemplado pela iniciativa da Prefeitura. Conforme um dos lideres da associação, Thomas Flaviano, a medida da Prefeitura deve ser considerada não só mais um alento, mas também uma importante iniciativa de fomentação, diante de todas as dificuldades enfrentadas diariamente pelo conglomerado, que propaga a legitima representação da cultura regional.

“Todos nós nascemos e nos criamos seguindo a tradição do cururu e das festas de santos. Somos os grande representantes da cultura cuiabana. Se falar de cururu e siriri em qualquer lugar do Brasil, a pessoa imediatamente irá reportar a Cuiabá. Então, nada mais justo que possamos receber dos órgãos públicos incentivos como este. Somos muito gratos a Prefeitura de Cuiabá, representada pela Secretaria de Cultura, por ter nos ajudado. É mais uma ação que irá contribuir para o enriquecimento dessa atividade”, finalizou o curureiro. (Texto: Bruno Vicente / Foto: Luiz Alves)

Share Button

Projetos aprovados no edital 2017 de Cultura da Prefeitura de Cuiabá serão apresentados hoje

Museu do Rio será palco de evento cultural que vai revelar quais são e, como estão sendo aplicados os recursos

Da Assessoria | A Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo e o Conselho Municipal de Cultura promovem hoje, sexta-feira (13), no Museu do Rio, um encontro entre a classe cultural, o poder público e sociedade civil para Apresentação dos Projetos Culturais que serão realizados, aprovados no Edital de Cultura 2017. O objetivo do evento é revelar quais são e como estão sendo aplicados os recursos. O evento faz parte da programação dos 299 Anos da Capital.

O recurso destinado aos sete segmentos contemplados pelo edital do Fundo Municipal de Apoio e Estímulo à Cultura de Cuiabá/2017, resultaram no montante de R$ 535 mil, divididos entre Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Cultura Popular, a Literatura e o Patrimônio.

No total 31 projetos foram aprovados, compondo a Lei Complementar nº.  273, de 05 de dezembro de 2011. De acordo com o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo o intuito do evento é mostrar de forma transparente a aplicação desses recursos e ainda comemorar os 299 anos de Cuiabá.

“A ideia é aproximar a prefeitura de Cuiabá da classe cultural. Estamos preparando uma programação voltada para as expressões artísticas cuiabanas inseridas no contexto do Conselho de Cultura, que é o responsável pela aplicação dos recursos do fundo municipal. Iremos apresentar os 31 projetos e seus proponentes à sociedade, para que todos saibam quem são os realizadores que fazem muito pela nossa cultura. E ainda brindar Cuiabá pelos seus 299 Anos, para que se inspirem para os 300 anos”, ressaltou Vuolo.

Seguem os proponentes que tiveram seus projetos aprovados no Edital de 2017:

Artes Cênicas – Thereza Helena de Souza Nunes, Juliana Capilé Rivera, Ilson de Oliveira, Vlademir Oliveira dos Reis e Cícera Pereira Pinheiro.

Artes Visuais – Reginaldo Silva GomesLinalva Alves de SouzaFrede Hortelli FogaçaOdete Venâncio e Alair Xavier dos Santos.

Audiovisual – Josemaire Pinheiro, Larrissa Mineyah de Lima Pereira e Rafael Irineu Alves Lacerda.

Cultura Popular – Luciana Santos Shuring Siqueira, Marcelino de Jesus, Nilton Amorim de Carvalho e Sebastião do Nascimento.

Literatura – Wuldson Marcelo Leite SouzaAlice de OliveiraDilson de Oliveira Miranda, Aclyse de MatosDivanize Carbonierie Caio Augusto Ribeiro Bertorni.

Música – Paulo Lopes PereiraKatylen Mendes dos ReisAna Gabriela Santana Correa, Nilton Vitório Silva de Assis e José Humberto de Souza.

Patrimônio – Lucrécia Dilda, Ligia da Silva Viana, Associação dos Produtores Culturais de Mato Grosso – Ação Cultura.

Durante o evento a comunidade do São Gonçalo Beira Rio vai lançar 12ª edição da festa “Rota do Peixe”, que acontece sábado e domingo, respectivamente, dias (14 e 15/04).

Serviço:
O que: Apresentação dos Projetos Culturais que serão realizados, aprovados no Edital de Cultura 2017.
Onde: Museu do Rio
Quando: 13, sexta-feira
Horário: 19h

Share Button

O governo municipal medebista de Emanuel Pinheiro, apesar da crise que desemprega mais de 12%, irá cobrar na justiça o IPTU atrasado

A prefeitura de Cuiabá anuncia nova investida no sentido de cobrar os IPTUs atrasados.

Pela nota publicada no DC, a PMC vai cobrar judicialmente.

A crise promovida pelo governo Michel Temer, do MDB, o mesmo do prefeito cuiabano, Emanuel Pinheiro, que elevou a a taxa de desemprego acima dos 12%, ajudou nesse aumento de contribuintes inadimplentes.

Agora, vamos combinar, essa cobrança dos impostos atrasados tem que começar pelos mais ricos, como fez o ex-prefeito Mauro Mendes. Os primeiros, encabeçando a lista, devem ser os donos de imóveis nos alfavilles, imóveis dos bancos, os de propriedades de senadores.

Se começar a cobrança pela periferia, corre o risco de fracassar…

Share Button

Projeto Ciranda Mulher no Pedra 90 debate a situação da mulher nos dias de hoje

Do Namarra | Saúde, justiça social, cultura, empoderamento e emancipação feminina; arte, musicoterapia, socialização, terapias estes são os temas e atividades que o Ciranda Mulher levará a comunidade do Pedra 90 e região, no próximo dia 4 de março, domingo, das 08h30 às 11h00 na Escola Estadual Rafael Rueda.

O Projeto Ciranda Mulher acredita que a troca de experiência entre as mulheres vítimas de violência e o acesso a informação contribuem no processo de autoconhecimento, emancipação feminina e justiça social.

A facilitadora Isis de Castro, moradora do bairro e pesquisadora do Direito das Mulheres, diz que o projeto é uma iniciativa que visa a democratização e mesclagem da arte, da psicologia e da justiça para mulheres do Pedra 90 e região, com a proximidade do Dia das Mulher, que será comemorado com arte, amor, dinâmica-terapia e justiça social.

“A beleza do evento reside, na sua essência, em forma de Ciranda, que é um movimento circular, despertar a união, o interesse pelo debate e, consequentemente, a busca por seus direitos”.

No evento, o painel “O Defensoria Até Você”, com a participação da defensora pública Rosana Leite, especialista em proteção ao direito da mulher e família; “A força da Mulher”, com a palestrante Esther Salomão; “Autoestima e Identidade”, com a psicóloga Marli Pegorini; “O que sabemos sobre feminicídio?”, palestra e bate papo com Cláudia Cristina Carvalho, doutora em Educação-UFMT.

Para completar as atividades, musicoterapia, com Josilaine Virmieiro e Camila Kalix; samba de roda, com Érica Salles e Ísis Castro; exposição de artes plásticas com o tema “Raízes”, com trabalhos de Gilda Portella, Meg Marinho e Paty Wolff; e a programação encerra com “Heroínas Negras”, pelo Coletivo Negro Universitário da UFMT.

Apoio da Rádio Megapop, Escola Estadual Rafael Rueda, Defensoria Pública e profissionais voluntários: psicólogos, advogados, sociólogos, assistentes sociais e psicoterapeutas que atenderão gratuitamente. (Com material da Assessoria)

Share Button

Entre aspas: Abandono – um dos tristes legados da gestão Leandro Carvalho a frente da Cultura de MT

><>Em matéria assinada pela jornalista Cíntia Borges, o MidiaNews revela, sem citar, uma das faces da ex-gestão Leandro Carvalho à frente da SEC. A do descaso pela cultura mato-grossense.

Abre aspas:

Marco de Cuiabá, Residência dos Governadores está abandonada

Erguido na década de 40, imóvel está sujo, com pintura desgastada e sem perspectiva de reabertura

Foto: Alair Ribeiro/MídiaNews

A Residência dos Governadores, que fica no Centro de Cuiabá

CÍNTIA BORGES
DA REDAÇÃO

Um dos ícones arquitetônicos da História de Mato Grosso, a Residência dos Governadores, no Centro de Cuiabá, vem sofrendo com o descaso por parte do Poder Público.

O imóvel, de responsabilidade da Secretaria de Estado de Cultura desde 2014, apresenta desgastes por conta do tempo e da falta de manutenção.

Em visita aos arredores da casa, que fica na Rua Barão de Melgaço, o MidiaNews constatou um cenário de abandono. Um outdoor – que fica no quintal – está há mais de um mês no chão, provavelmente derrubado devido a uma das chuvas de dezembro.

As janelas, feitas de madeira, já demostram sinais de descuido: partes quebradas e pintura desgastada. Em um dos cômodos do segundo andar, é possível ver que o lado de uma das janelas veio abaixo. Quem entra no local se depara ainda com galhos secos espalhados pelo chão, demonstrando que falta, também, serviço de limpeza.

A casa está fechada desde o outubro de 2017. Em agosto do mesmo ano, a Secretaria de Estado de Cultura havia lançado um novo edital para a gestão do Museu Histórico de Mato Grosso e Residência dos Governadores, que funcionava no local.

Entretanto, a MT Fomento, atual Desenvolve MT, contestou a medida e interrompeu o processo licitatório, que desde então está paralisado.

Leia Mais: MidiaNews

Share Button

Karol Garcia pede pra sair, agora é ex-secretária de Comunicação de Cuiabá

Karol Garcia pede para sair e controlador-geral do Município, Marcus Brito assume interinamente Foto: Divulgação

Da Assessoria | O prefeito Emanuel Pinheiro nomeou interinamente o controlador-geral do Município, Marcus Brito, à frente da Secretaria Municipal de Inovação e Comunicação. O novo titular assume as atribuições em virtude da saída, a pedido, de Karoline Garcia, que retoma suas atividades na iniciativa privada. A decisão é fruto de um longo diálogo entre ambos os gestores. O chefe do Executivo refletiu sobre o trabalho desenvolvido pela gestora, pontuando sua presteza em garantir que as ações da Prefeitura de Cuiabá tivessem o devido impacto na vida das comunidades, através da divulgação e de um próximo relacionamento com a imprensa.

“Karol executou um trabalho excepcional no comando da Secretaria de Inovação e Comunicação, mantendo sempre um diálogo aberto com a nossa imprensa, possibilitando que o cidadão cuiabano tivesse acesso rápido a todas as nossas ações. Através do seu empenho e entusiasmo, ela foi uma agente pontual na ligação entre o munícipe e a gestão municipal, mostrando ainda mais a força e o emponderamento que as mulheres possuem em cargos dessa natureza. Sob seu comando, desempenhamos projetos de engajamento, como a campanha ‘Eu Amo Cuiabá’, que envolve o cidadão nas mudanças tricentenárias que estamos construindo em nossa terra. Minha gratidão a ela se estende grandiosamente, por seu comprometimento, profissionalismo e amizade fortalecida ao longo deste tempo em que trabalhamos juntos”, afirmou Pinheiro.

Para Karoline, a oportunidade de servir a população foi uma experiência ímpar, que marca sua trajetória profissional como sendo seu grande ápice. “A gratidão transborda pelo acolhimento recebido na Prefeitura e pelo amparo que recebi durante este período, de meus colegas gestores e do prefeito Emanuel Pinheiro, com quem estive lado a lado durante esta prazerosa caminhada. Passo as minhas atribuições adiante com a certeza de dever cumprido, por ter representado nossa Capital, bem como a minha categoria. Nos aproximamos mais do cidadão, tornando a gestão municipal absolutamente acessível para receber os anseios da nossa população. E agora, por razões pessoais, me despeço da gestão, sabendo que pude contribuir um pouco mais para a consolidação de uma Cuiabá diferente, que entende as necessidades de seu povo e se desenvolve de maneira plena e uníssona” disse.

Assumindo por tempo indeterminado, Marcus Brito unirá sua expertise no controle social para aproximar ainda mais os contribuintes de todas as iniciativas desempenhadas pelo poder público. Para o prefeito Emanuel Pinheiro, seu papel será crucial e sua habilidades serão fundamentais neste sentido. “O gestor possui um vasto conhecimento jurídico, o que nos auxiliará a conduzir o futuro certame licitatório da secretaria com maestria. Além disso, seu posicionamento em virtude de uma maior participação popular na gestão municipal – amplamente aplicado nas propostas da Controladoria Geral do Município – é imprescindível para fazer com que o nosso trabalho chegue à ponta, alcançando aquele cidadão que se importa com Cuiabá e quer fazer parte deste extenso projeto de crescimento exponencial que tanto buscamos”, pontuou.

Para Brito, que também é um dos integrantes da Rede de Controle da Gestão Pública – ao lado de órgãos como o Ministério Público Federal, o Tribunal Regional Eleitoral e o governo do Estado, a oportunidade de poder ajudar em outras áreas municipais é valiosa. “Agradeço a confiança do prefeito Emanuel Pinheiro por me colocar nesta posição, me permitindo contribuir ainda mais. No comando interino da secretaria, dedicarei meus esforços para continuarmos conduzindo Cuiabá em direção a um novo tempo, como a Karol fez com brilhantismo, oferecendo todo o amparo necessário ao nosso prefeito e a todas as 18 pastas que precisarem. Celeridade e eficiência também farão parte da nossa dinâmica de trabalho, priorizando o relacionamento com o cidadão, que é o nosso grande foco e precisa perceber as melhorias da Prefeitura em sua residência”, concluiu. (Texto: Rafaela Gomes Caetano/Sicom)

Share Button

Curso da Casa de Artes de tecelagem em tear atrai turistas e várzea-grandenses

Por Fred Nogueira | A americana Randa Lou Cocker, professora aposentada de 70 anos, está em Várzea Grande fazendo o curso de Rede no Tear oferecido pela Casa de Artes da Prefeitura Municipal de Várzea Grande.

Residente no estado de Wisconsin nos Estados Unidos, a professora aposentada tomou conhecimento e se interessou em aprender a técnica através de um vídeo postado no YouTube pela artesã Lucinei Pereira, a Giva, professora do curso. De férias no país, a americana está empenhada em concluir o curso durante sua permanência no Brasil e levar a técnica para produzir as peças onde mora.

“Estou me esforçando para aprender tudo em um período de tempo mais curto, depois de volta a Wisconsin pretendo produzir peças para meu próprio uso, para comercializar e, se conseguir aprimorar bem a técnica, penso também em ensinar outras pessoas”, declarou Randa.

O exemplo da americana serve também para várias outras pessoas que têm procurado a Casa de Artes em Várzea Grande para aprender um hobby, fazer trabalhos manuais, atividades culturais, artesanatos e até mesmo iniciar uma profissão.

De acordo com o Superintendente de Cultura, Alex Rodiney, a tradicional arte de tecer redes faz parte da cultura de Várzea Grande. As redeiras da comunidade de Limpo Grande, área rural do município, passam essa habilidade de geração para geração. Para ‘assentar’ a linha, as redeiras batem nos fios com a ajuda de uma tábua, no tear. Com o movimento das mãos, os desenhos vão tomando forma. As redes de Limpo Grande são tradicionais e conhecidas pela beleza, cores e figuras do Pantanal Matogrossense. A técnica encanta, e desperta curiosidade em muitas pessoas, que se inscrevem no curso. A aluna Americana é uma dessas pessoas que são atraídas pela peculiaridade do artesanato, bem como a população local”.

Já estão abertas as inscrições para os cursos em 2018 da Casa de Artes. Podem se inscrever jovens, adultos e crianças a partir de 8 anos. “Este ano estamos disponibilizando 180 vagas para 11 cursos com duração de 2 a 6 meses. Além dos cursos de Rede no Tear, Corte e Costura, Bordados (crochê, tricô, ponto cruz, trançado de fita), Desenho, Pintura em Tecido, Pintura em Tela, Pachwork e violão, oferecidos todos os anos, a novidade para 2018 é a criação dos cursos de Violino, Flauta Doce e Teclado”, informa a gerente de Cursos e Oficinas, Dalila Felfili.

Dalila Felfili, lembra ainda que são apenas 10 vagas para cada curso e as inscrições podem ser feitas diretamente na Casa de Artes em horário comercial. “O valor mensal de qualquer curso custa R$ 70,00, sendo a primeira mensalidade paga no ato da inscrição. Os cursos acontecem em horário comercial duas vezes por semana de segunda a quinta-feira”, destacou.

As inscrições podem ser feitas na Casa de Artes na Avenida Couto Magalhães, nº 1.422, ao lado da Praça Aquidaban, no centro de Várzea Grande. Outras informações pelo telefone (065) 3682-6640.

Source: Curso da Casa de Artes de tecelagem em tear atrai turistas e várzeagrandenses

Share Button

A estação de embarque da Praça Alencastro provoca transtornos durante a construção e quando estiver funcionando como será???

A penúltima reforma da Praça Alencastro, ainda na gestão do ex-prefeito Roberto França, foi perfeita. Depois de derrubar a resistência do Ministério Público estadual, a reforma possibilitou a caminhada mais ágil dos pedestres, principalmente no final da tarde, respeitando os monumentos que ali existiam.

A atual reforma, além de remover os bustos de seus locais de origem, demoliu outros e agora tem um terminal de embarque para ônibus.

As pessoas que sobem a Av.Getulio Vargas, por exemplo, da Loja Riachuelo até o Banco do Brasil (e vice-versa) vão ter que contornar essa dita estação, fazendo as pessoas perderem preciosos minutos, quando sai do trabalho.

Não sei qual será a reação do público, mas vamos aguardar.

Share Button

Coral Municipal intensifica ensaios para apresentação especial de natal

Por Maurício Dalepiane | Os novos cantores do Coral Municipal estão em fase de preparação para a primeira apresentação do grupo, que acontece no dia 17 de novembro, na orla do Porto, dando início as programações do natal 2017. Com ensaios semanais, o grupo promete uma linda apresentação, contemplando o público com duas canções natalinas.

Regido pelo professor Carlos Taubaté, o grupo de 75 cantores foi formado este ano, após várias audições. Segundo Carlos, o mais encantador é descobrir grandes talentos em meio à multidão. “Em poucos ensaios descobrimos vozes privilegiadas e encantadoras, que com certeza levarão um belo espetáculo à população. Estamos em uma época de reflexão e creio na transformação através da arte musical. Esperamos tocar o coração de cada pessoa, na busca de um mundo melhor,” expressou o professor.

Os ensaios acontecem nas quartas e sextas-feiras, das 19h30 às 21h, na Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, localizada na Rua Barão de Melgaço, esquina com a Rua Campo Grande, nº 3677.

Share Button

Cuiabá lança Guia de abordagens e intensifica combate às doenças sexualmente transmissíveis no ‘Dezembro Vermelho’

 

Por Oziane Rodrigues | A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) atua rotineiramente na conscientização e combate às doenças sexualmente transmissíveis em Cuiabá. Apenas neste ano, além das orientações, mais de 1,6 milhões de preservativos masculinos e 81.860 femininos, já foram distribuídos à população, no intuito de diminuir as 40 novas contaminações, diagnosticadas todos os meses na Capital. Conforme a SMS, de janeiro a novembro deste ano, 398 pessoas foram positivadas com o vírus HIV. Destas, 83 são do sexo feminino e 315 masculino.

Os dados ainda revelam que a faixa etária deste público está entre os 15 e 24 anos. Visando conscientizar este e os demais públicos, na sexta-feira, 1º de dezembro, dia Mundial de Combate à Aids, a SMS deu início às atividades alusivas ao ‘Dezembro Vermelho’. O mês terá as ações de conscientização contra as doenças sexualmente transmissíveis intensificadas. Durante toda a manhã, com a parceria do Hospital Universitário Júlio Müller, profissionais da saúde do Município e de outras entidades, lançaram o “Guia Prático em Abordagem Sindrômica”. A Coletânea facilitará o diálogo dos médicos, enfermeiros e técnicos sobre as Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST) para com a população.

“Por muito tempo as pessoas se infectaram com essas doenças porque elas eram tabus. Hoje se infectam porque não acreditam que elas podem ocasionar a morte. Esse Guia Prático, construído a várias mãos, será agregado às atividades que já estamos realizando, para que, de uma maneira mais simples possível, possamos levar as informações de forma a impactar e alertar a população quanto e esse risco cada vez mais ignorado”, frisou a Diretora de Atenção Secundária, Dúbia Beatriz Campos. Ela representou a secretária de Saúde do Município, Elizeth Araújo na cerimônia de lançamento.

No fim da tarde, outra equipe da SMS se reuniu na Praça Alencastro. A ação foi voltada à informação e orientação para a comunidade sobre as formas de prevenção à Aids e IST, estimulando o autocuidado. Embora interrompida pela forte chuva que acometeu no Centro Histórico, o ato entregou cerca de 4,5 mil preservativos, esclareceu dúvidas referentes à utilização dos mesmos e alertou sobre a importância do diagnóstico precoce por meio de abordagens e da distribuição de panfletos.

Parceiro da ação, Valdomiro Arruda, coordenador do Conselho de Atenção a Diversidade Sexual de Cuiabá, lembra que a falta de procura e de interesse da população pela temática, faz com que cresçam os índices sobre as doenças. “Infelizmente as pessoas não estão levando a sério essas graves doenças e essa falta de interesse faz com que os números aumentem cada vez mais, especialmente entre a população jovem e as mulheres casadas. Ações como estas servem para lembrar que não importa a opção sexual, ou se você tem um parceiro fixo ou não, é preciso se cuidar, e o melhor remédio contra as doenças sexualmente transmissíveis é a camisinha”, alertou.

Atento a palestra, Ronielson Tavares, 23 anos, ficou impressionado com os números de soropositivos na Capital e no Brasil. “Realmente eu não fazia ideia de que o HIV estava assim tão presente em nossas vidas. A cada 15 minutos uma pessoa é contaminada pelo vírus no Brasil. Não é simples, é algo muito grave. Parabenizo a equipe que está aqui na praça, que mesmo em tempo chuvoso trouxe essas informações valiosíssimas para as pessoas. Eu confesso que era meio relapso com relação ao uso do preservativo, mas depois dessas informações, sexo só com camisinha”, confidenciou.

Conforme a coordenadora do Programa de Infecções Sexualmente Transmissíveis (Ist’s/AIDS e Hepatites Virais), Mariella Padilha,, evento é uma extensão do que já é realizado pela secretaria ao longo da semana. Entretanto, garantiu que até o fim do mês, as atividades serão intensificadas. “Nosso objetivo é alcançar o maior número de pessoas possíveis e alertá-las quanto aos riscos dessas doenças. Dessa forma, vamos aproveitar o primeiro ‘Dezembro Vermelho´, para energizar as ações, haja vista que o tema será abordado nacionalmente com mais ênfase. Até o fim do mês, diversas atividades ainda serão realizadas com esse foco”, ressaltou.

CUIABÁ É REFERÊNCIA EM ATENDIMENTO

Além dos suportes de testagem rápidas que permitem celeridade nos diagnósticos, o Serviço de Assistência Especializada (SAE) de Cuiabá é referência em atendimento contínuo e humanizado para pessoas soropositivas, com Hepatites Virais e IST em Cuiabá, e para outros municípios do Estado.

Conforme a coordenadora do SAE – IST/HIV/AIDS e Hepatites Virais, Márcia Quatti, a equipe multiprofissional do SAE esta preparada para oferecer o atendimento e o suporte necessário para a população. “O HIV é um vírus do século passado que infelizmente está cada vez mais presente na vida da população nos dias atuais. Estamos imensamente felizes por termos um mês dedicado à prevenção e combate às IST, e estamos radiantes por podermos contar, a partir de agora, com o Guia prático de abordagens, pois sabemos que isso favorecerá o entendimento da população sobre essa temática, cada vez mais preocupante”, finalizou.

Share Button
1

Na Praça Ipiranga também foram realizadas as primeiras touradas havidas na cidade, sendo então transferidas em 1876 para a Praça do Alegre, depois denominada Campo D’Ourique, lembra Ubiratã Nascentes Alves

A HISTÓRICA PRAÇA IPIRANGA

Por Ubiratã Nascentes Alves | Face a todo arrepio que esta praça sofreu no decorrer do tempo e agora com a reforma em curso, necessário destacar seu relevante, histórico papel de coadjuvante na evolução da cidade. Ainda menino recordo das vêzes em que por ali passei, vindo da antiga rua Formosa – hoje Joaquim Murtinho. Seguia pela atual Travessa Des. Lobo – irmão de minha avó Amelinha, onde situava-se a vizinha rádio “A Voz do Oeste”, e atravessava a balançante pinguela indo buscar a marmita do outro lado do córrego da Prainha. Estas minhas reminicências, de um passado maior !

Mergulhando no tempo ainda no período do Brasil Colônia, é uma das mais antigas, era o local onde se faziam o enforcamento dos condenados, uma Bastilha Tupiniquim, que lhe valeu o primeiro nome … “Largo da Cruz das Almas”. Os julgamentos eram realizados por um magistrado que vinha de fora e aplicava a sentença para forca ou prisão, inexistindo tribunais de apelação … Havia até a crença dizendo que as pessoas ali enforcadas, continuavam assombrando moradores. Sendo a Prainha navegável neste período, pescadores vinham em suas canoas até o largo oferecer seus pescados, célula que incrementou a formação de um dos primeiros mercados da capital com a chegada de mais vendedores trazendo verduras frescas e outros alimentos.

O Grande Rubens de Mendonça, que tive o prazer de conhecer em vida, nos ensina que a inicialmente Praça Marquês de Aracati – João Carlos Augusto de Oeynahansen de Gravenburg, foi um baluarte memorável nas gestões da Capitania de Mato Grosso e seu 8º Capitão General. Dedicou no período de seu governo especial atenção com a saúde, levantou hospitais como o Nossa Senhora da Conceição – atual Santa Casa da Misericórdia, São José dos Lázaros, ainda uma sala de cirurgia e anatomia na intenção de fundar uma escola de medicina. Mais, implantou um Horto Botânico, além de uma Escola de Marinheiros e de construções navais. Finalmente procurou solucionar o abastecimento de água da capital, seria encanada e captada no ribeirão da Mutuca. Durante seu governo, findo em 27 de janeiro de 1819, Cuiabá galgou a categoria de cidade, registra o Visconde de Beaurepaire … “dele se fala com veneração e saudade.”

Merece registro é o fato que na frente da Praça, na atual rua 13 de Junho – antiga Cruz das Almas, ficava o casarão do Cel. João Poupino Caldas, caudilho de grande influência política, um dos líderes da matança de portugueses conhecida como “Rusga”, na noite de 30 de maio 1834. Morto em 1837 por uma bala de prata, em razão de prováveis perseguições efetuadas no passado.

Durante a presidência de Augusto Leverger – Barão de Melgaço, em1852 foi construído um grande casarão onde colocaram todos os comerciantes da feira que existia ao redor da praça. Com o advento da Guerra do Paraguai o grande prédio foi ocupado pela Guarda Nacional e ao findar, abrigou os soldados e pessoas infectados com a devastadora peste de varíola 1867/69, que ceifou metade da população de Cuiabá, depois sediou a Imprensa Oficial, hoje o “Poupa Tempo.”

Nesta Praça Ipiranga também foram realizadas as primeiras touradas havidas na cidade, sendo então transferidas em 1876 para a Praça do Alegre, depois denominada Campo D’Ourique. Nesse período, o governo da província através de uma lei propiciou a construção de um chafariz, sendo a água oriunda da Caixa D’Água Velha – 1882, cujo reservatório já colhia-a do rio Cuiabá, que aproveitando o declive, descia pela gravidade até chegar nessa prodigiosa fonte, objetivando ser distribuída nas residências da elite cuiabana. Até então, as águas consumidas pela população no geral eram oriundas de nascentes nas suas propriedades ou de poços, inoportunamente salobas. Neste período foram igualmente plantado palmeiras imperiais, tornando-se um local propício para encontros amistosos e distração das mais populares, destacando-se a pitoresa, única Gogó da Ema, que na atualida veio a ser tombada através da Lei 3.733/1999.

Ganhando nova vida, depois da reforma na Praça Alencastro iniciada durante o governo Mário Correia da Costa, o coreto lá existente foi então transferido em 1930 para a Praça Ipiranga, transformando-a em palco de inúmeras manifestações de cunho artístico-cultural, alegria do povo. Oportuno informar que este coreto foi construído na cidade de Hamburgo da Alemanha, adquirido pelo itendente municipal Avelino de Siqueira, e infelizmente após a remoção, as “bacias de cobre” que existiam no seu interior sumiram, como também os postes com “cabeças de leões”, ingleses.

Uma curiosidade merece registro, pois nesta calorosa cidade, o primeiro comércio de gelo era localizado em estabelecimento na frente desta praça, propriedade do Sr. Oriente Tenuta.

Restanos apenas clamar ao prefeito desta tranqüila e pacata Cidade Verde, conhecido pelo alcunha de “paletó furado”, que deverá estar as voltas na lâmina de um porreta impeachment, que zele como a um filho único de viúva honesta, da Praça, sofrido chafariz e do Gogó da Ema. Evitando-se assim, os surrupios e destruição, dos que jogaram no lixo a bela história de Cuiabá !!!

Ubiratã Nascentes Alves, membro da AML – cadeira nº 1

Share Button

Sarau da Casa de Artes resgata cultura várzea-grandense

Da Redação | A Superintendência de Cultura da Secretaria de Educação realiza nesta quinta-feira, 9 de novembro, mais uma edição do Sarau da Casa de Artes de Várzea Grande. O evento, já tradicional, tem o objetivo de divulgar as manifestações artísticas e culturais dos várzea-grandenses nas áreas das artes plásticas, da música, da dança, comidas típicas e o artesanato.

De acordo com o superintendente Alex Rodney Xavier, para esta edição, a Superintendência de Cultura está programando várias atrações. Na abertura, os convidados serão recepcionados com uma Camerata, com a participação dos músicos Vanderson Luiz da Silva (Violino) e Arthur Silva Sccharneski (Piano), integrantes da Banda Municipal de Várzea Grande.

Os convidados também irão apreciar as obras de arte do artista plástico e grafiteiro Antonny Vinicius Ferreira e do escultor Tchello Santos, que estarão expostas nos salões durante todo o evento. Haverá comercialização de peças de artesanato produzidas pelos artistas e artesãos locais.

As apresentações musicais irão ficar por conta da Banda Municipal com a participação especial do cantor Uanderson Rodrigues Siqueira. O espaço de cinema da Casa de Artes estará homenageando os grandes clássicos da sétima arte de todos os tempos.

Durante o Sarau, haverá venda de comidas típicas preparadas no fogão à lenha, que estarão sendo servidas a preços populares, bem como realizando uma rifa por R$ 10 reais de uma  legítima rede várzea-grandense .

Para o secretário Silvio Fidélis, o Sarau da Casa de Artes é importante para divulgar as manifestações culturais tão tradicionais do povo de Várzea Grande. “Estamos empenhados em levar ao público o conhecimento e a difusão dos movimentos desta cultura tão rica como é a do várzea-grandense, que reflete sua força, persistência, tradição e sua religiosidade desde a fundação da cidade até os dias de hoje”, declarou.

O evento terá início às 18h na sede da Casa de Artes, localizada na Avenida Couto Magalhães, 1422, no centro, próximo à Praça Akidaban. A  entrada é gratuita. (Com material Da Assessoria)

Fonte: Sarau da Casa de Artes resgata cultura várzeagrandense

Share Button

3ª edição do campeonato de crossfit acontece na Orla do Porto e tem mais de 300 participantes

Por Rafaela G. Caetano | Cerca de 300 atletas participaram da 3ª edição do Strong Competition, o maior evento de crossfit de Mato Grosso. Feito com o apoio da Prefeitura de Cuiabá, a iniciativa trouxe as principais provas da modalidade para a Orla do Porto, em dois dias intensos de competição que celebraram um dos esportes mais populares da atualidade, valorizando também todos os portes físicos e a inclusão social. Encerrando-se com o entardecer do domingo (08), as atividades reuniram esportistas cadeirantes, iniciantes, intermediários, avançados, além de membros da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros, todos em categorias distintas e correspondentes ao seu condicionamento físico.

Para o secretário municipal de Cultura, Esporte e Turismo, Francisco Vuolo, a realização do evento em um dos principais cartões postais da Capital é uma forma de valorizar a ampla extensão e beleza que o local tem a oferecer.

“A Orla do Porto oferece um vasto leque de opções para as mais diversas festas, competições, mostras e outros tantos tipos de celebração e nós queremos enaltece-la, permitindo que ela tenha um vigor constante. Esta é a determinação do prefeito Emanuel Pinheiro, que compreende que aqui temos uma estrutura riquíssima que une o Rio Cuiabá à história da cuiabania, que possui suas raízes neste espaço. Ao trazermos 300 atletas e um público apaixonado pelo esporte para a Orla, solidificamos mais uma opção de lazer ativa, que será palco de shows, feiras artesanais e muitos outros acontecimentos artísticos e esportivos”, afirmou.

O amparo da Prefeitura para a instalação de toda a estrutura necessária foi fundamental para garantir um bom evento. Segundo Marcella Abreu, uma das organizadoras do 3º Strong Competition, ter a Orla do Porto gratuitamente permitiu que o evento acontecesse sem comprometer o orçamento necessário para viabilizar a competição.

“Trazer o evento para a Orla com certeza amplia a sua visibilidade, uma vez que estamos diante de um espaço vasto e que naturalmente atrai visitantes. O suporte da Prefeitura na liberação do local gratuitamente e na contribuição da estrutura também foi de extrema importância, pois garantiu a viabilidade da competição sem sobrecarregara organização com custos mais elevados – o que aconteceria se fôssemos alugar alguma estrutura física. Nossos parceiros CFZ7 Barbell Club, Açaí Strong, ECO Eventos Corporativos e Knun Studio fizeram desta uma bela celebração do esporte e da qualidade de vida”, concluiu.

Share Button

Cuiabá recebe a Caminhada Rumos – Escuta

Da Assessoria | No dia 7 de outubro, sábado, conhecido como amanhã, das 16h às 20h, o Mosaico Espaço de Convivência Artística e Cultural recebe uma equipe do Itaú Cultural para realizar a Caminhada Rumos – Escuta. A proposta do grupo formado pelos gerentes do instituto Marcos Cuzziol, gerente no núcleo de Inovação, e Henrique Soares, de Produção, é ouvir artistas, pensadores, pesquisadores, gestores da cidade e interessados no assunto com o objetivo de criar um mapeamento e entender como o Rumos e outras ações do instituto podem acolher mais e melhor as pessoas e os projetos da região. Esta é uma das novidades deste programa, que chega aos 20 anos como um dos primeiros editais públicos do Brasil e no momento em que o instituto completa três décadas de fomento à produção e à difusão de trabalhos de artistas, produtores e pesquisadores brasileiros.

A instituição abriu no dia 29 de agosto as inscrições para a edição Rumos Itaú Cultural 2017-2018, que devem ser efetuadas exclusivamente pelo site rumositaucultural.org.br até as 23h59 de 3 de novembro – horário de Brasília. Para explicar como funciona, uma equipe do Itaú Cultural percorrerá todas as regiões do Brasil na já tradicional Caminhada Rumos, até o dia 26 de outubro, passando pelas 27 capitais de modo a abranger todos os estados do país.

As inscrições para o Rumos 2017-2018 já estão abertas e, como é tradição, equipes do Itaú Cultural começam as suas caminhadas por todas as capitais do país para explicar como funciona; neste ano, há uma inovação: em 10 delas, a ação é ampliada e diferenciada para ouvir os agentes da cena cultural local e identificar as suas potências, dificuldades, melhorias e necessidades; a dinâmica já passou por Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Campo Grande (MS), Boa Vista (RR) e Palmas (TO), Maceió (AL) e Teresina (PI)

Em 10 das capitais, a caminhada é ampliada por uma ação diferenciada que começou em Porto Velho (RO), já passou por Rio Branco (AC), Campo Grande (MS), Boa Vista (RR), Palmas (TO), Maceió (AL), Teresina (PI) e agora chega em Cuiabá (MT). Em seguida irá para Aracaju (SE) e Macapá (AP), em datas em definição. Nestas localidades, o encontro será mais dinâmico de modo a lançar um olhar mais apurado, exercer uma escuta e discutir a cena cultural local para identificar as suas potências, dificuldades, melhorias e necessidades.

O instituto identificou, nelas, baixa inscrição no Rumos, refletindo questionamentos recorrentes da distância geográfica, isolamento, falta de investimento público, de informação e de distribuição de recursos. Não é necessário se inscrever para participar da Caminhada Rumos – Escuta e a entrada é gratuita, contando, ainda, com interpretação em Libras, a Língua Brasileira de Sinais.

Sobre o Rumos Itaú Cultural – O Itaú Cultural mantém o programa Rumos desde 1997. Este que é um dos primeiros editais públicos do Brasil para a produção e a difusão de trabalhos de artistas, produtores e pesquisadores brasileiros, já ultrapassou os 52 mil projetos inscritos vindos de todos os estados do país e do exterior. Destes, foram contempladas mais de 1,3 mil propostas nas cinco regiões brasileiras, que receberam o apoio do instituto para o desenvolvimento dos projetos selecionados nas mais diversas áreas de expressão ou de pesquisa.

Os trabalhos resultantes da seleção de todas as edições foram vistos por mais de 6 milhões de pessoas em todo o país. Além disso, mais de mil emissoras de rádio e televisão parceiras divulgaram os trabalhos selecionados.

Nesta edição de 2017-2018, os projetos inscritos serão examinados, em uma primeira fase seletiva, por uma comissão composta por 40 avaliadores contratados pelo instituto entre as mais diversas áreas de atuação e regiões do país. Em seguida, passarão por um profundo processo de avaliação e análise por uma Comissão de Seleção multidisciplinar, formada por 22 profissionais que se inter-relacionam com a cultura brasileira, incluindo gestores da própria instituição.

SERVIÇO
Caminhada Rumos – Escuta
Em Cuiabá (MT)
7 de outubro, sábado, das 16h às 20h
Local: Mosaico Espaço de Convivência Artística e Cultural
Rua Marechal Floriano Peixoto, 512 – Quilombo
Tel: (65) 3358-3897
Não é necessário se inscrever previamente
Entrada gratuita
Interpretação em Libras

Share Button

Projeto que valoriza o Centro Histórico de Cuiabá será lançado neste domingo

Da Assessoria | A Associação Angeli lança neste domingo, 01 de Outubro, ás 19hs o Projeto “Valorizando o Centro Histórico de Cuiabá: Projetando na História” que tem por objetivo, valorizar, chamar a atenção da população para a importância dos patrimônios históricos de Cuiabá, principalmente pela aproximação dos 300 anos de fundação da cidade.

Igrejas como a Nossa Senhora da Boa Morte, Nossa Senhora do Rosário – São Benedito e Nossa Senhora do Bom Despacho que são verdadeiros tesouros patrimoniais da cidade e por muitas vezes passam despercebidos pela população receberão durante 30 dias uma projeção especial, com apresentações culturais, painéis contando suas histórias para que durante as visitações de fiéis e turistas todos possam conhecer a importância dessas obras e assim contemplar as joias históricas de nossa cidade. Este projeto pretende iniciar um movimento de valorização do centro histórico através da arte e da cultura usando o que há de mais moderno e tecnologia para atingir a conscientização cultural da cidade sobre a riqueza de seu patrimônio histórico.

Com a chegada da primavera aproxima-se o mês de outubro dedicado a conscientização da saúde da mulher e é nessa sensibilidade da alma feminina o que projeto se lança nos pilares da Associação de melhoria de qualidade de vida, desenvolvimento artístico e cultural aliadas a confraternização da população dando início ao movimento Outubro Rosa em Cuiabá

Essa é exatamente a preocupação da Associação Angeli, despertar, conscientizar, revitalizar, valorizar a cultura e desta forma chamar a atenção para os monumentos, utilizando-os como chamariz para os destinos patrimoniais, ajudando a incrementar o turismo em nossa cidade/região e assim chegar aos 300 anos da capital de Mato Grosso com a cidade revitalizada, moderna, com qualidade de vida, gerando uma capital cidadã, renovando a cidade, perpetuando a história, transformando os patrimônios em ícones turístico-culturais.

Num momento em que todas as atenções estão voltadas para o Projeto Cuiabá 300 anos, a Associação Angeli também se engaja nessa luta e um dos seus primeiros passos é cuidar e valorizar as joias arquitetônicas da cidade que precisa ser vista pela população e bem cuidada para que também sejam um forte potencial turístico, assim como em diversas cidades do Brasil onde os pontos de visitação a monumentos históricos são o cartão de visita aos turistas e a população.

Na abertura, que será na Igreja Nossa Senhora do Rosário e São Benedito o Instituto Flauta Mágica fará um concerto e teremos ainda, Cerrado Groove com Henrique Malouf e a Chuva de Poesias com Luciane Carvalho.

 

Programação:

19h – Missa

20h – Lançamento do Projeto: Valorização do Centro Histórico de Cuiabá: Projetando na História e Campanha Outubro Rosa

Atrações: Flauta Mágica, Cerrado Groove com Henrique Malouf e Chuva de Poesias com Luciane Carvalho.

Share Button

Várzea Grande: 69 anos de Independência; temos muito o que comemorar

Por  Wilson Pires | A década de quarenta foi à fase decisiva para o encaminhamento de Várzea Grande rumo ao progresso. Nem os cinco anos da 2ª Guerra, nem os anos restantes da ditadura foram obstáculos para o crescimento do 3º distrito cuiabano, cujo desenvolvimento já não recebia a fiscalização e o controle da Prefeitura da Cidade Verde – Cuiabá, a qual, diga-se de passagem, muito pouco se interessava por Várzea Grande. 

Tanto isso é fato, pois tudo que foi realizado na pequena vila durante o período distrital de Cuiabá, foi feito pelo Estado e nunca pelo Executivo Municipal cuiabano.

PRIMEIRA PONTE

Em 1942, graças à supervisão do interventor Júlio Muller, inaugura-se a primeira ponte sobre o rio Cuiabá e o Várzea-grandense, liberado da incômoda balsa, aumentam o seu comércio com a capital, fornecendo produtos de primeira necessidade como carne, leite, galináceos, suínos e seus derivados, lenha, carvão, chinelos, material de construção e grande quantidade de cereais, que eram transportados por dezenas de carroças-mascates e auxiliando assim o suprimento do mercado cuiabano.

Os pescadores de Várzea Grande, em todos os tempos foram grandes abastecedores do mercado cuiabano.
Para os varzeanos não importava a guerra lá na Europa, interessava apenas mais escolas e pontes. Em 1945, no final do governo de Júlio Muller que o próspero distrito recebe a tão sonhada iluminação pública.

Era também o fim da ditadura e da II grande guerra. A liberdade que ressurgiu para os povos humilhados por Hitler, foi acompanhada juntamente com a libertação da democracia no Brasil. 

O Várzea-grandense respirou feliz, antevendo a possibilidade de adquirir a autonomia da área reservada ao 3º distrito cuiabano, e com a constituinte de 1947, a subdivisão política do Estado tornou-se necessária, a fim de acomodar determinadas regiões mato-grossenses, cuja população e riqueza tinham crescido durante os 15 anos da ditadura.

EMANCIPAÇÃO

Em 1947, Licínio Monteiro da Silva foi eleito deputado estadual e com ele, apoiado pela UDN, sob o comando de Gonçalo Botelho, foi eleito o Dr. Benedito Vaz de Figueiredo, outro constituinte de 1947. Várzea Grande foi incluída entre as prioridades e a 23 de setembro de 1948 conseguiu sua independência, com a promulgação da lei nº 126. Foi realizado o sonho de todo o povo Várzea-grandense de ver um dia, sua terra transformada em cidade, apesar da relutância de alguns cuiabanos. 

Para a formação do novo município, além das terras do antigo 3º distrito cuiabano, foi incorporado uma área livramentense, somando cerca de 600 Kms2. Cinco anos mais tarde foi anexada também a Várzea Grande a área do distrito de Passagem da Conceição, totalizando assim 682 Kms2. 

Era governador de Mato Grosso o engenheiro Arnaldo de Figueiredo, que nomeou o Várzea-grandense Major Gonçalo Romão de Figueiredo para exercer o cargo de prefeito do mais novo município, até que se realizassem eleições.

INSTALAÇÃO DA CÂMARA MUNICIPAL

No dia 25 de julho de 1949 foi instalada a Câmara Municipal do novo município, com seus cinco primeiros vereadores eleitos: Benedito Gomes da Silva, Manoel Santana do Nascimento, João Nepomuceno de Magalhães, Júlio Domingos de Campos e Generoso Tavares, escolhidos nas eleições de 29 de maio daquele ano. 

Foi seu primeiro presidente o vereador Benedito Gomes da Silva, que em sessão extraordinária do dia 27 de julho de 1949, deu posse ao prefeito eleito, Miguel Leite da Costa, que governou o município até o dia 31 de outubro do mesmo ano. Miguel Leite da Costa governou o município por apenas cinco meses e quatro dias, pois após uma recontagem de votos a Justiça Eleitoral declarava prefeito eleito o senhor Gonçalo Botelho de Campos, que também disputara as eleições e foi declarado derrotado por uma contagem mínima de votos.

POLÍTICA E POLÍTICOS NOS DIAS DE HOJE

Várzea Grande, como a maioria dos municípios brasileiros passa por dificuldades em todas as áreas. É necessário unirmos forças para mostrar o que está acontecendo com a segunda maior cidade do estado. Principalmente com a grande transferência de responsabilidades ao poder municipal por parte da União e do Estado.

Com a crise que assola o nosso País, tem causado grandes dificuldades aos municípios e refletem, negativamente, e inviabilizam, assim, a execução das políticas públicas. Com isso, o município é prejudicado, principalmente, na qualidade da prestação de serviços à população.

Os programas oficiais do governo são criados seguindo uma política vertical. Os municípios são os verdadeiros executores das estratégias. Com isso, o município vai assumindo cada vez mais responsabilidades.

Com a crise, os munícipes têm dificuldades em pagar seus impostos, faltam empregos e reflete diretamente nos cofres municipais.

Dentre os vários problemas enfrentados pelos municípios destacamos: A desigualdade na repartição da arrecadação dos impostos; A sobrecarga do município para a execução de política públicas firmadas por meio de programas e convênios com a União e o Estado que não realizam as transferências necessárias; A judicialização da saúde e a redução no financiamento da educação básica. 

Vale ressaltar que a qualidade e eficiência dos serviços prestados pela prefeitura à população para a execução de políticas públicas em saúde e educação dependem dos recursos transferidos pelos governos federais e estaduais. Ou seja, quanto menos repasses para educação ficam crianças fora de escolas, sem transporte escolar, sem merenda, pouca qualidade no aprendizado, o que resulta em mais evasão escolar. 

Quanto menos repasses na saúde faltarão vagas nos hospitais, medicamentos, equipes do PSF, combate à dengue e outras doenças, o que resulta em mais sofrimento para população. 
Menos repasses para investimentos em obras e infraestrutura, diminuirão as contratações, investimentos no comércio e serviços, capacidade de compra pela população, o que resulta em mais demissões e desemprego. 

O que perguntamos, com os recursos financeiros cada vez mais escassos, como é que os municípios brasileiros poderão garantir a segurança da população nas vias públicas municipais como: engenharia de tráfego, sinalização das vias, quebra-molas, faixas de pedestres e a realização de projetos de educação no trânsito, e reduzindo o número de acidentes nas vias municipais.

É preciso estabelecer mecanismos que impeçam que o governo federal crie despesas para estados e municípios sem apontar a respectiva fonte de custeio. A medida é fundamental para que possamos reequilibrar o Pacto Federativo, de maneira que municípios e estados sejam capazes de atender com dignidade, respeito e qualidade os cidadãos.

Temos que discutir em Várzea Grande, temas como da educação, onde a prefeitura tem enfrentado um grande desafio, especialmente nos últimos anos, de promover avanços.

A necessidade de se garantir uma escola para todos e a incessante busca de uma educação de qualidade, de manter e construir novas unidades escolares, formação de professores e uso de tecnologias de informação. 

Ocorre que o financiamento das ações diretamente relacionadas à educação como transporte escolar, merenda, salário e qualificação dos professores dependem de repasses de verbas do governo federal, o que coloca o gestor municipal em uma situação de dependência.

É fácil perceber que o valor repassado é insuficiente para custear a despesa, ficando as prefeituras responsáveis pela obrigação. 

O pacto atual da divisão de recursos e obrigações pode-se dizer que funciona como verdadeira “ficção”, dada a centralização de poder e recursos na União. 

O que falta na política é o debate de idéias, as conversas frente a frente e o aprofundamento dos assuntos que fazem parte do cotidiano das pessoas.

Vivemos uma crise política e econômica e por isso precisamos chamar a atenção dos governos para a realidade. Não podemos deixar que a crise faça morrer a principal célula do sistema, que é o município.

Na “Cidade Industrial”, em especial, a alternância de “Poder” por maus administradores nos últimos anos levou o município a um estado lastimável de abandono e de acusações de corrupções em todos os setores.

O várzea-grandense é ordeiro, trabalhador e inteligente, por isso acredita em dias melhores, colocando muita fé e esperança na atual administração.

Em Várzea Grande, como em muitos municípios brasileiros, tradicionalmente se comemora a data de fundação da cidade que é 15 de maio de 1867, mas não deixa de ser importante a data de aniversário de “Emancipação Política Administrativa” que é 23 de setembro de 1948.

Wilson Pires é jornalista em Mato Grosso

Share Button

Residencial Ana Maria vai receber 3 km de drenagem e pavimentação

Serão oito ruas que receberão a malha asfáltica, beneficiando mais de 1.500 pessoas residentes nos 260 imóveis do local

Este blogueiro explica ao prefeito a necessidade de derrubar o muro que separa o bairro Serra Dourada

Por Bruno Vicente | A Prefeitura de Cuiabá irá lançar, ainda este ano, o edital de licitação para a execução de cerca de 3 km de drenagem e pavimentação no Residencial Ana Maria, localizado na Região Norte da Capital. O compromisso foi firmado nesta segunda-feira (18) pelo prefeito Emanuel Pinheiro, em reunião com mais de 100 pessoas, ocorrida na Associação dos Titulares de Imóveis e Moradores da localidade. O ato contou ainda com a presença dos secretários municipais de Obras Públicas, Vanderlúcio Rodrigues, e de Serviços Urbanos, José Roberto Stopa, do deputado federal Valtenir Pereira, e do vereador Misael Galvão.

Ao todo serão oito ruas que receberão a malha asfáltica, dando fim aos problemas de poeira, no tempo de seca, e de lama, durante o período chuvoso, beneficiando as mais de 1.500 pessoas residentes nos 260 imóveis do local. Conforme o chefe do Executivo, a Secretaria Municipal de Obras Públicas se encarregará agora da elaboração do Termo de Referência, onde serão determinados todos os elementos necessários para a abertura do processo licitatório.

Para o prefeito, a medida é fruto da política de humanização, onde, por meio de uma administração próxima da população, a atual gestão tem conseguido identificar de maneira eficiente as demandas mais urgentes de cada bairro e, a partir dai, tomar decisões mais justas e acertadas para a melhoria de vida do cidadão. No caso do Residencial Ana Maria, a expectativa é de que até o fim de 2017 toda a parte burocrática esteja finalizada, dando andamento às obras já no início do próximo ano.

“Esse é último Natal que essa comunidade irá passar sem asfaltamento. É o meu compromisso com os moradores do Ana Maria. O prefeito é o maior representante de um povo que anseia por melhorias, investimento, qualidade de vida e de serviços públicos que cheguem com eficácia e respeito. Por isso, aquilo que eu falava na campanha, tenho vivenciado durante meu mandado. O prefeito tem que estar presente na vida das pessoas e onde estiver um cuiabano lá estará nossa gestão presente na vida do cidadão”, comentou Emanuel.

O presidente Associação dos Titulares de Imóveis e Moradores do Residencial Ana Maria, Deivid Santana, destacou que o compromisso firmado pelo prefeito é visto como um momento ímpar na vida dos moradores, que há mais de 20 anos sofrem com a falta de infraestrutura na comunidade. “Já choramos pela falta de infraestrutura, mas hoje o clima é de alegria pela postura do prefeito, que veio trazer um alento de um futuro com uma qualidade de vida melhor para esta comunidade”, disse.

Já a moradora Maria Auxiliadora, de 59 anos, ressaltou que, apesar de ser uma demanda antiga, essa foi a primeira vez que um prefeito se preocupou em ir até o residencial para verificar a situação e apresentar uma solução para as necessidades apresentadas. “O asfalto é um antigo sonho nosso e agora estamos esperançosos. Chegamos a procurar a Prefeitura em anos anteriores, mas não fomos atendidos. Por isso, agradecemos o prefeito Emanuel Pinheiro, que prontamente nos atendeu e hoje nos trouxe essa grande notícia”, contou a moradora.

Também participaram da reunião o vereador Elizeu Nascimento e lideranças comunitárias.

><>Como morador do bairro também estive no local para ouvir o que o prefeito tinha a dizer e ao mesmo tempo apresentamos a demanda de parte dos moradores da necessidade de se derrubar o muro que separa o bairro do Serra Dourada.

Share Button

Cuiabá recebe o selo “Alimentação Consciente Brasil”

Por Adão de Oliveira | Cuiabá recebeu da Ong Internacional Food Police Manager o prêmio selo “Alimentação Consciente Brasil”, resultado de um trabalho desenvolvido nas escolas da rede municipal com alimentação balanceada, iniciativa do Conselho Municipal de Segurança Alimentar de Cuiabá. O trabalho de reeducação alimentar com os alunos reduziu em até 20% o consumo de alimentos de origem animal nas unidades escolares.

Com isso, Cuiabá, que atingiu a excelência entre outras cidades do mundo, passa a ser a primeira cidade brasileira a receber o reconhecimento. A premiação entregue pela Ong ainda é definida pelas práticas de uma alimentação sustentável e saudável para os alunos das escolas públicas.

Participaram da solenidade de entrega de premiação Alan Darer, gerente da ONG internacional, Mariana Vidotto, especialista em Políticas Alimentares e representante da ONG no Brasil, além da presidente do Conselho Municipal de Segurança Alimentar, Claudia Maria Ourives Figueiredo.

A premiação conferida à Prefeitura de Cuiabá permite alavancar linhas de créditos especiais de recursos do governo federal para aplicar na merenda escolar no Restaurante Popular.

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, destacou o empenho e esforço de todos por uma melhor educação e uma alimentação mais saudável. “Nós cuiabanos estamos orgulhosos desse prêmio, que representa o esforço que mantemos para uma boa educação e alimentação cada vez mais saudável”, disse o prefeito.

“Estou muito feliz com mais essa grande notícia e, com isso, vamos ter uma alimentação cada vez melhor e mais saudável para as nossas crianças, agora muito mais orgulho de ser cuiabano”, acrescentou Pinheiro.

Segundo Mariana Vidotto, o selo “Alimentação Consciente Brasil” é um programa sem fins lucrativos que trabalha para criar um sistema de alimentação saudável e sustentável. Junto a profissionais encarregados de serviços de alimentação e todo o País, são indicados cardápios saborosos e nutritivos, opções sem carne. “Uma mudança que promove saúde e protege o meio ambiente, enquanto contribui na redução de custo para os refeitórios”, acrescentou Mariana Vidotto.

Ela ainda citou as iniciativas em Cuiabá de reunir pequenos produtores para a entrega direta de alimentos ao Poder Público, diminuído com isso até o custo da alimentação aos alunos. “No caso das crianças, os alunos têm redução de 20% de carne vermelha em suas alimentações, ou seja, menos proteína vegetal uma vez ou duas vezes na semana”, destacou a coordenadora do Conselho, Claudia Maria Ouriveis Figueiredo de Souza.

O projeto também vai atender as famílias carentes da capital. Para isso, já foi definida uma série de treinamento e qualificação com entidades filantrópicas que atendem essas mesmas famílias. O trabalho também será coordenado pelo Conselho, que tem a missão de organizar a distribuição de alimentos na rede municipal de ensino.

Segundo ela, o trabalho consiste em validar todos os programas de agricultura familiar junto com o programa da aquisição de alimentos. Os agricultores entregam os alimentos às entidades filantrópicas que repassarão para as famílias.

Share Button

Pontos de ônibus da Praça Alencastro são transferidos temporariamente

Da Assessoria | A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) está transferindo temporariamente os pontos de ônibus da Praça Alencastro. Os novos abrigos ficarão a 100 metros da praça, na Avenida Getúlio Vargas, próximo ao Banco do Brasil.

De acordo com a Semob, a mudança é necessária para propiciar segurança aos passageiros, por cerca de 30 dias, enquanto a Prefeitura conclui as obras de revitalização da Praça Alencastro.

Conforme a Semob, cerca de 35 mil passageiros circulam pelo local diariamente, abrangendo 11 linhas do transporte coletivo.

Segundo o diretor de Transportes da Semob, Nicolau Budib, os novos pontos de ônibus terão a mesma funcionalidade sem que haja prejuízos e desconforto aos usuários do transporte.

“Os passageiros embarcam e desembarcam normalmente como ocorria alguns metros antes. Removemos os pontos antigos no sentido de promover qualidade para os passageiros e facilitar o trabalho da Prefeitura que precisa concluir a obra da Praça Alencastro”, disse Nicolau.

><>Nós, eu e Meu Peixe, estamos ansiosos para ver o resultado dessa reforma da Praça Alencastro, pois ela foi mais radical que a do ex-prefeito Roberto França, anos atrás, e teve que se explicar com o Ministério Público. Agora foram derrubados até os pedestais dos bustos dos personagens históricos que aquela praça abrigava. Cada busto tinha o seu lugar e a razão de ali estar. Cada pedestal contava uma história.

Share Button

Novos membros do Conselho Municipal de Cultura de Cuiabá tomam posse

Os conselheiros de Cultura do município de Cuiabá foram empossados em solenidade realizada na Casa Barão de Melgaço

Artistas manifestam contra possível contratação de Romero Britto para fazer o Selo 300 anos

Por João Bosquo | A solenidade de posse dos novos membros do Conselho Municipal de Cultura aconteceu na noite desta segunda-feira, 28, na Casa Barão de Melgaço. Além das formalidades de assinatura da ata de registro de posse, propriamente dito, do farto coquetel aos presentes, antes da abertura, para completar o roteiro, aconteceu uma manifestação por parte dos artistas plásticos contra a “romerização”, ou seja, contra a proposta feita pelo prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro de convidar para a criação do selo comemorativo aos 300 anos um artista de fora. Sê-lo ou não sê-lo o neologismo ‘romerização’ vem do nome do artista plástico Romero Britto, pernambucano, radicado nos Estados Unidos.

O secretário de Cultura de Cuiabá, Francisco Vuolo, que também assume a presidência do Conselho Municipal de Cultura, diz que a visão de política cultural se demonstra clara a partir da escolha do local para a posse dos novos conselheiros, que foi a Academia Mato-grossense de Letras. “Buscar as parcerias e as integrações com os diversos eixos da área cultural e será a tônica do Conselho Municipal de Cultura. Vamos trabalhar para que possamos – cada vez mais – aproximar dos produtores culturais, descobrir novos talentos, oportunizar a sociedade, a todos aqueles, em seus diversos segmentos da área da cultura para potencializarmos na construção de uma política cultural justa, concreta, na qual, principalmente nós sejamos os mais valorizados, ou seja a cuiabania, as nossas tradições, aquilo que nós representamos”, disse.

Os conselheiros posam para a foto oficial, após posse na Academia Mato-grossense de Letras

O secretário de Cultura e presidente do CMC disse que é essa a linha determinada pelo prefeito Emanuel Pinheiro e que ele, Francisco Vuolo, acredita que também será seguida pelos novos conselheiros. Vuolo disse que ainda que está muito confiante essa é a linha que também será adotada pelos demais conselheiros, ao mesmo tempo diz que está confiante em poder elaborar ações concretas, efetivas para construir uma nova roupagem, principalmente nesse momento emblemático no qual nos aproximamos dos 300 anos.

Uma dessas ações efetivas que o secretário e presidente do CMC destaca é a valorização e reorganização do Centro Histórico de Cuiabá. O Centro Histórico, lembra, é a porta de entrada, o cartão de visita da tricentenária capital. E um dos pontos mais importante para a revitalização da área central é, sem dúvida, o rebaixamento da fiação, já que faz parte do embelezamento e das condições para garantir a nova repaginação da cidade.

Francisco Vuolo com o conselheiro Matheus Aguiar

O vice-presidente da Academia Mato-grossense de Letras, José Carrara, abriu sua fala dizendo que a entidade estava orgulhosa em abrir as portas para a posse dos novos conselheiros. “Estamos conscientes da importância incomensurável do CMC para os 300 anos de Cuiabá”. Ele lembrou que “fazer cultura no Brasil não é fácil e exige denodo”, destacou.

Justino Astrevo, um dos conselheiros representante da prefeitura empossados, diz que o CMC vai poder analisar todas as perspectivas e avaliar como o poder público municipal irá investir, distribuir os recursos para que os segmentos funcionem, para que os projetos possam ser realizados e, enfim, que a cidade se beneficie desses projetos ao levar até a população.

Mas quem falou pelos novos conselheiros culturais foi Antonieta Luísa Costa, do Instituto Mulheres Negras (Imune), um discurso quase em prece, no qual pediu, além da proteção divina, nessa nova caminhada. “Que possamos realmente trabalhar para uma política cultural que atenda o nosso povo de Cuiabá. Que possamos ter consciência e discernimento de nosso papel quanto conselheiros nesse processo. Que Deus nos ilumine também e nos guie para que, na aprovação dos projetos, na construção das políticas culturais, possamos fazer o melhor, o melhor para o nosso município”. Antonieta disse ainda que acredita que o melhor será feito pois o conselho – o novo CMC – tem pessoas competentes, responsáveis e comprometidos com a cultura de Cuiabá.

Os artistas visuais cuiabanos, após que o prefeito Emanuel Pinheiro, em rede social, anunciou a participação do badalado artista Romero Britto na “construção” da identidade visual e do selo dos 300 anos de Cuiabá estão realizando uma abaixo-assinado on-line pedido explicações do prefeito sobre o porquê de tão inusitado convite a um artista, já que Cuiabá, Mato Grosso tem nomes de envergadura internacional (não vamos aqui citar nomes, pra não ferir suscetibilidade de ninguém) que poderia realizar essa ‘identidade 300’. Mesmo porque, vamos combinar, “agora são outros 300”, como lembrou um recém empossado.

Os porta-vozes dessa manifestação foram os artistas Ruth Albernaz e Vicente Paulo. Ruth lembrou o abaixo-assinado, que em dois dias já tinha alcançado mais de 800 adesões. O movimento criou a hastag #nãoaRomerizaçãodeCuiabá. O secretário de Cultura elogiou da postura de cobrar explicações que – segundo ele – serão dadas, mas de antemão adiantou que não existe nenhum contrato assinado com o referido artista.

Foram empossados, sendo seis titulares e seis suplentes dos segmentos artes visuais, música, audiovisual, literatura, cultura popular e artes cênicas, oriundos de eleição realizada no dia 18 de julho, no qual elegeu os seguintes nomes: Antonieta Luísa Costa, do Instituto de Mulheres Negras (Imune); Carolina Miranda Barros, do Instituto Inrede, e Marcos Levi de Barros, do Instituto Case de Desenvolvimento (pela Sociedade civil organizada) e Zilda Barradas, do setor Artes Visuais; Eduardo Francisco da Silva, o Eduardinho Mistura, da Música, e Odail da Costa Neves, da Cultura Popular (pelos segmentos).

Leia também: Novos membros do CMC tomam posse

Share Button

Conselho Municipal de Cultura empossa 23 novos membros para biênio 2017-2019

Da Assessoria | O Conselho Municipal de Cultura empossou, na noite desta segunda-feira (28), os seus 23 novos membros que exercerão o cargo de representantes do nicho no biênio 2017-2019. Com o objetivo de atuar em prol do fomento e da valorização das diversas manifestações artísticas que valorizem a cuiabania, os conselheiros são os responsáveis por avaliar projetos e deliberar sobre iniciativas que garantam oportunidades para os artistas locais, prezando pelo fortalecimento das nossas tradições.

Para o secretário municipal de Cultura, Esporte e Turismo e presidente do conselho, Francisco Vuolo, é necessário repensar o papel da instituição, para que as atribuições que correspondem a esta grande responsabilidade coloquem os interesses comuns à frente. De acordo com o gestor, é fundamental se despir de favoritismos e partidarismos na escolha dos projetos a serem executados.

“É preciso olhar primeiramente para dentro do próprio conselho, para que possamos construir um corpo formado por representantes que prezem genuinamente pelos interesses do segmento ao qual foi eleito. Parte deste zelo se perdeu no passado e hoje renovaremos essa premissa, garantindo a apreciação correta da arte, tomando decisões de maneira sábia e prudente. Como líderes que correspondem a um nicho tão crucial, devemos aferir projetos com excelência e qualificação, pensando em iniciativas culturais que valorizem nossa abundante riqueza e tradição, expressa tão nitidamente nos artistas que aqui se fazem presentes. Neste papel que assumimos, é fundamental desempenhar propostas que permitam a descoberta e promovam novos talentos locais. Para que isso seja uma realidade vivenciada pelo setor, a nossa instituição precisa criar novos instrumentos que oportunizem este leque tão abrangente de manifestações artísticas, ampliando o seu acesso. Esta será a tônica que iremos trabalhar ao longo destes dois anos, valorizando aquilo que produzimos com tanta propriedade em Cuiabá, buscando traduzir esta arte em dividendos econômicos”, afirmou.

Competência e discernimento são as palavras chaves que englobam as motivações do Conselho Municipal de Cultura, formado por artistas e produtores culturais das mais diversas vertentes. Para Antonieta Luisa Costa, representante da classe artística na solenidade de posse, o encorajamento aos colegas conselheiros é trabalhar por políticas que atendam o povo cuiabano, sempre ponderando o papel importante que os novos líderes possuem neste processo como agentes ativos na consolidação e propagação da arte local.

“Temos conselheiros de grande competência, que eu sei que serão capazes de atuar de maneira sábia na aprovação dos projetos, oferecendo o seu melhor para o município, a fim de que juntos possamos projetar ainda mais a cultura cuiabana – que em suas raízes é tão poderosa e marcante. Que possamos exercer essa responsabilidade com prudência, trabalhando arduamente de maneira correta e justa, lutando pela valorização dos nossos talentosos artistas, bem como de cada diversidade cultural existente em Cuiabá. Vamos a cada dia caminhar de cabeça erguida, nos orgulhar de nossas origens, reforçando que somos dessa terra e que como cuiabanos somos dignos e somos competentes sim. Este é o compromisso que firmamos com toda a classe”, pontuou.

Refletindo sobre a função do conselho, o vice-presidente da Academia Mato-grossense de Letras, José Carraro evidenciou o valor incomensurável que a instituição possui como impulsionador da cuiabania, solidificando o apoio da AML para os novos representantes. “Nós não poderíamos nos furtar em não abonar todo esse trabalho que será desenvolvido pelos novos membros. Fazer cultura neste país não é uma tarefa fácil, exige denoto, sacrifício, com um reconhecimento pequeno. Escrever neste país é tornar-se um escritor de gaveta, considerando os baixos investimentos dispensados à categoria. Então, em nome da nossa entidade e da presidente Marília Beatriz Leite, desejamos sucesso em abundância na execução desta árdua tarefa que visa o prestígio daquilo que temos criado na Capital”, disse.

Para o músico, escritor, compositor e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso, Neurozito Figueiredo Barbosa, consagrar as manifestações artísticas que abordem a cultura da nossa terra deve ser o critério principal na avaliação dos representantes. “É de suma importância que haja sabedoria na análise da escolha de projetos e peço encarecidamente que eles deliberem com cautela sobre as iniciativas, evitando injustiças e preferências incompatíveis. Que as coisas da terra sejam sempre prioridade no ato das decisões”, concluiu.

Share Button

Prefeitura de Cuiabá vai retirar as catracas do Terminal do CPA III a partir do dia 28 de agosto

A integração entre linhas de ônibus será realizada através do cartão transporte TEM Foto: Michel Alvim

Por Bruno Vicente | Visando reduzir custos no sistema de transporte público da Capital e combater o alto índice de evasões, o Terminal Urbano do CPA III passará a funcionar, a partir do próximo dia 28 de agosto, de forma aberta. Por meio de um trabalho em parceria entre a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob) e a Associação Mato-grossense dos Transportadores Urbanos (AMTU), as catracas existentes no terminal serão retiradas definitivamente.

O sistema adotará, de agora em diante, o modelo de funcionamento existente na Praça Bispo Dom José, que também operava como terminal de ônibus até o ano de 2005. Com a retirada das roletas de ambas as entradas, a integração passará a funcionar através do cartão transporte TEM. Nesse caso, com exceção de idosos que não possuem o cartão Melhor Idade, o embarque dos passageiros ocorrerá somente pela porta dianteira.

A Semob explica que, assim como vigora atualmente em todo o município, cada bilhete terá a validade de duas horas, ficando nesse período assegurado o direito do usuário de integração sem que haja uma nova cobrança tarifária. A Secretaria esclarece ainda que, caso ocorra alguma cobrança indevida, o cidadão pode dirigir-se até a sede da AMTU ou procurar a unidade móvel instalada dentro do próprio espaço no CPA III.

O secretário municipal de Mobilidade Urbana, Antenor Figueiredo, destaca que toda a ação será realizada seguindo um planejamento que conta com duas semanas de intensas campanhas orientativas, a fim de deixar o usuário totalmente informado da medida. Ele conta ainda que, durante os primeiros dias de adaptação, agentes técnicos estarão no local prestando total auxílio aos passageiros.

“Nosso intuito com essa nova forma de funcionamento é eliminar esse grande número de pessoas que, infelizmente, ainda usam da prática de burlar o sistema, prejudicando os demais usuários do nosso transporte público. Com o terminal aberto a gente consegue combater essa evasão e reduzir consideravelmente os prejuízos financeiros, o que reflete diretamente no preço da passagem. Quando todos pagam, todos pagam menos”, argumentou o secretário.

><>A ideia dos terminais de integração, como diz o nome, era a integração entre um ônibus e outro para que o usuário pagasse apenas uma passagem, o que foi resolvido pela criação do cartão transporte..

Falta agora a Prefeitura, junto com as empresas, a desenvolver uma campanha conscientização o usuário a carregar, abastecer, ou outro termo que se queira usar, o seu cartão antecipadamente. Mais de 10 anos de implantação do sistema, muitos usuários insistem em abastecer o cartão quando entra no ônibus, o que atrasa as viagens. O cartão, vamos combinar, foi criado com o objetivo de tornar a viagem mais ágil, consequentemente mais confortável.

Com a retirada da catraca, alguns – não todos – usuários serão prejudicados – embora o aumento do tempo da validade para integração. Acontece que alguns moradores que precisam pegar o alimentador e trabalha na região do Coxipó ou Várzea Grande (MT) passarão a pagar duas passagens para chegar ao seu destino. Fato esse que será mais sentido quando retirarem as catracas do Terminal do CPA I.

  

“>

Share Button