Categoria: Poética

Lembranças Eternas – Um poema de João Bosquo

Não tenho tantas dores para contar: Quebrei o braço, fui pro Santa Casa, Me roubaram a namorada e chorei, Perdi o ônibus, atrasado, perdi o emprego… As alegrias, por inúmeras, são várias Que não...

Share Button

Fim da linha pra você, ex-presidente ladrão – Um poema realista de Herton Gustavo Gratto 

Por Herton Gustavo Gratto |  Fim da linha pra você, ex – presidente ladrão mesmo sem provas bato panelas em prol da sua condenação isso é pra você aprender que o pobre não tem...

Share Button

Antes da Física Quântica – uma imitação de soneto de João Bosquo

Não conhecer física, o princípio de Einstein, Demora mais para entender que o amor, Como as velhas e novas coisas universais, Também é variável no espaço e tempo O amor, embora a causa primeira...

Share Button

Sereno – Uma imitação de soneto de João Bosquo

Vamos fechar nossos olhos, procurar o sereno Que se encontra nas partículas gotas da madrugada E suavemente deitam nas gramas dos jardins, Nos telhados, como um calmo lençol à forrar… Quando tudo serenar, ao...

Share Button

Poema Escrito – uma imitação de soneto de João Bosquo

Olho-te e vejo Como estás, Meio sem graça Não faço nada E me perguntas Se passo fome Respondo: não! E continuo são Na minha tarefa Isso te perturbas Vês assombrações, e Segues os meus...

Share Button

Como este poema desejo a todos, amigos, comparsas, companheiros e desafetos, um feliz ano 2018

Café do Ano Novo Estou aqui. Bebi o café quente do ano novo, lembrei-me de pessoas e dum livro de poemas lidos quando queria ficar triste, mas alegre permaneci olhando para fora da janela...

Share Button

Vanguarda – Uma imitação de soneto de João Bosquo

Qual é a saída pra vanguarda? Qual a saída pra crise, pela vanguarda? A vanguarda está em crise Ou a crise não afeta a vanguarda? O que é ser vanguarda? Sou fã ou fui...

Share Button

Assim Caminha… – uma imitação de soneto de João Bosquo

O Brasil era Estados Unidos do Brazil Agora somos República Federativa A cidadania nem por isso ficou mais ativa Os gestores menos corruptos e espertos… O antigo Primário, o antigo Ginasial… Estudei em todos...

Share Button

Da Água que Bebo – Uma imitação de soneto de João Bosquo

Dessa água não beberei Depois de morto E enterrado acima da cabeira Do rio que desce Rumo ao mar Pantanal Posso beber, não sei, Das águas subterrâneas Que procriam águas As quais meu corpo...

Share Button

Medo – Por João Bosquo

Share Button

Morte – Um poema de Marília Beatriz

A cruz é a sentença, o verbo é presença onde a morte? O surto é periférico o vôo é atmosférico onde a morte? Se a cruz é o surto o verbo e o vôo...

Share Button

Luiz Renato ressuscita o seu Garçom Performático

Personagem reaparece para animar lançamentos de seu novo livro que acontecerão a partir deste sábado, 4, em Rondonópolis Por João Bosquo | O escritor Luiz Renato de Souza Pinto não esconde a satisfação de ser...

Share Button

Manuel Bandeira: Vou-me embora pra Pasárgada

Vou-me embora pra Pasárgada Lá sou amigo do rei Lá tenho a mulher que eu quero Na cama que escolherei Vou-me embora pra Pasárgada Vou-me embora pra Pasárgada Aqui eu não sou feliz Lá...

Share Button

De Alianças e Vaias – uma imitação de soneto de João Bosquo

Para João Batista Negrão Vejo alianças nas mãos das jovens médicas que vaiam Velhos médicos cubanos pretos como nós brasileiros Netos dos exilados da África em navios através dos mares Rumo aos berços de...

Share Button

Quando Anoitece – uma imitação de soneto

Quando tudo começa anoitecer algumas coisas simples acontecem… Simples porque é da natureza e elas se realizam quando adormecem A cidade, quando anoitece, começa exercitar noutra dimensão outro parâmetro, outra média visão e os...

Share Button

Receita de Galáxia Entrelinhas – uma imitação de soneto de João Bosquo

Uma receita benquista de um poema saudosista Lembra, sem dar na vista, que o poeta dança na pista De mãos dadas com o planeta ribeirinho do sistema Logo ali no fim da curva da...

Share Button

A Minha Língua– uma imitação de soneto de João Bosquo

A minha língua, até aonde eu saiba, É a mesma língua falada por minha mãe… Foi ela que me ensinou “benção, mãe” E diuturnamente respondia “Deus te abençoe” Depois, mais tarde, outras línguas Dos...

Share Button

O Poema Que se Pede – uma imitação de soneto de João Bosquo

Veja, o poeta se mete em enrascadas Quando pessoas pedem um poema Ele não sabe dizer não – bem feito – E a poesia não se assunta de emergência O poema – mesmo de...

Share Button

Quando Anoitece – Uma imitação de soneto

Quando tudo começa anoitecer algumas coisas simples acontecem… Simples porque é da natureza e elas se realizam quando adormecem A cidade, quando anoitece, começa exercitar noutra dimensão outro parâmetro, outra média visão e os...

Share Button

Desapego – uma imitação de soneto

Sinto, como sinto, com o passar dos anos que Minha alma calmamente vai se desapegando Deste corpo que, em verdade, nunca me pertenceu O desapego do corpo não significa desprezo Não. Tenho muito apreço...

Share Button

Minha Poesia Dramatiza – Uma imitação de soneto

Minha poesia dramatiza Qualquer mudança de endereço Mudança de tempo: vento em temporal, Mão de rua ou transformação urbana Minha poesia se solidariza Com o homem a passear sozinho Viúvo guardador de lembranças Que...

Share Button

Despermanecer – Uma imitação de soneto

Não permaneço onde estou No mesmo lugar, fora do tempo Dentro do eixo, por entre esquinas Enquanto vejo sóis e luas Anoitecerem dias-lunares Não permaneço um segundo Enquanto o mundo gira No mesmo ponto...

Share Button

Sete Sentidos – uma imitação de soneto

Não importa o abrir e fechar de portas é sábado e só nos resta o caminhar sempre em frente é essa a direção determinada, embora sob contrariedade O abrir e fechar cancela também acelera,...

Share Button
Desapego – Uma imitação de Soneto

Desapego – Uma imitação de Soneto

Sinto, como sinto, com o passar dos anos que Minha alma calmamente vai se desapegando Deste corpo que, em verdade, nunca me pertenceu O desapego do corpo não significa desprezo Não. Tenho muito apreço...

Share Button
Uma imitação de soneto: Vagas Inspirações

Uma imitação de soneto: Vagas Inspirações

Não há espaço para escrever mais nada. Tudo, tudo que possa ser imaginado, Já foi dito em poemas e romances Por escritores e poetas atemporais… Os poetas, em magnas poesias, Escritores, em homéricas narrativas,...

Share Button
Uma imitação de soneto: Além da Imaginação

Uma imitação de soneto: Além da Imaginação

“Mil dias antes de te conhecer” Chico Buarque Quando os navios chegaram com as vidraçarias No antigo Porto Cuiabá pra construção do Palácio Dos intendentes que governavam a província Ninguém sabia que os cristais...

Share Button
Poesia Curta Metragem  – uma imitação de soneto

Poesia Curta Metragem – uma imitação de soneto

Minha poesia é curta, pouca inteligência à mostra, poucos centímetros de um decassílabo e sobrevive apenas uma década A sobrevida dos versos, no papel ecológico, é menor ainda que na web escritos na memória...

Share Button
Uma imitação de soneto: Anjo de Cara Amarrada

Uma imitação de soneto: Anjo de Cara Amarrada

Não vi o anjo de cara amarrada. Só vi o anjo (Não era pescador) Navegava na flor Pelos rios do Pantanal Os peixes seguiam Esse anjo em sua barca rosa As flores pantaneiras são...

Share Button
Uma imitação de soneto: Manga Madura no Quintal

Uma imitação de soneto: Manga Madura no Quintal

O amarelo Não é uma cor, apenas cor, Vai além do horizonte E acompanha o morrer do sol O amarelo Quando chega, de manhã cedinho, Provoca espantos, o galo canta… O amarelo, vê, é...

Share Button
Gosto de falar e falo Cuiabá em poemas; hoje 8 de abril a capital verde festeja 300-2 anos de fundação

Gosto de falar e falo Cuiabá em poemas; hoje 8 de abril a capital verde festeja 300-2 anos de fundação

Gosto de Ser Cuiabá Gosto de ser Cuiabá Do gosto de peixe Peixe de rio, frito Ensopado e mojica Gosto de ser Cuiabá De ser sal da terra De pé rachado E caminhar à...

Share Button