Categoria: Sem Categoria

Minuta do edital do Prêmio MT de Literatura já está disponível para contribuição da sociedade; o prazo termina dia 30

Minuta do edital do Prêmio MT de Literatura já está disponível para contribuição da sociedade; o prazo termina dia 30

Da Assessoria | Já está disponível para consulta pública a minuta do edital do Prêmio Mato Grosso de Literatura 2017. Interessados podem ter acesso ao conteúdo e contribuir com críticas e sugestões até o dia...

Porto Alegre do Norte recebe próxima etapa do Festival de Quadrilhas

Porto Alegre do Norte recebe próxima etapa do Festival de Quadrilhas

Assessoria | SEC-MT O município de Porto Alegre do Norte (1.159 km de Cuiabá) será a próxima parada do Festival Mato-Grossense de Quadrilhas (Festrilha 2017), nesta quinta-feira (08.06), sexta-feira (09.06) e sábado (10.06). As apresentações...

A mídia não mostra nada além da violência

A mídia não mostra nada além da violência

http:// A TV e os jornais só vão mostrar bomba, pânico e violência policial Mas nosso domingo teve muito mais pic.twitter.com/kuy1gGCO1r — jornalistaslivres (@j_livres) 5 de setembro de 2016

Novos, novíssimos colaboradores: Johnny Marcus e Roberto Boaventura

Novos, novíssimos colaboradores: Johnny Marcus e Roberto Boaventura

O nosso blog participativo a partir desta semana conta com a colaboração dos jornalistas Johnny Marcus e Rorberto Boaventura, que passam a integrar o nosso time de colaboradores se juntando a Eduardo Mahon, jurista,...

Pátria furtada

Pátria furtada

Dirigentes petistas são tão desprezíveis, tão pequenos, mas tão mesquinhos que, dos 568 itens que a presidência recebeu de outras representações internacionais, Lula deixou no patrimônio apenas 9. Dilma não foi diferente: dos 163...

Medalha de Ouro para o Brasil

Medalha de Ouro para o Brasil

Enfim, o PT está se retirando. Discretamente, pela porta dos fundos. Sem alarde, de madrugada, durante a Olimpíada. Ninguém quer mais saber o que já se tornou óbvio. Não houve revolta, não houve resistência,...

Ai!, Quanta Mentira

Ai!, Quanta Mentira

Ai, quanta mentira  falta de vergonha, sei lá  um cinismo sem fim  seja deste ou daquele  lado da mesma moeda  todos são como que  acreditassem que a mentira  fosse a única saída  Ai, quanta...

Primeira Vez

Primeira Vez

Da primeira vez, solitário e triste, Que me vi, como num espelho, Tentei um sorriso e meio E quis enganar-me aos olhos… Da segunda vez, embora triste, Um tanto quanto solitário e só, Busquei...

Lembro Curitiba

Lembro Curitiba

No caminhar sozinhopelas ruas de Curitibasempre olho para os ladospor onde andam os ônibus expressosde Jaime Lerner Pelas janelas dos ônibustento enxergaraquele outdoor provocativode João Urbanque Curitiba urbanamente escondeu. 2011 Poemas de João Bosquo

O Amor Apareceu

O Amor Apareceu

O amor apareceuna minha vida depoisde te conhecer aquie poder sonhar a dois O amor um dia vemremexe com nosso peito…O que estava arrumadofoi revirado, desfeito O amor quando padecetudo fica meio assimsem saber...

A Praça

A Praça

Para cada verso escritoexiste toda uma vidacom fôlego suficientepara despertar uma praça Praça cheia de gente      cheia de vidaA praça inteira é nossa A praça é um poema completo. Poemas de João...

O Passarinho na Janela

O Passarinho na Janela

A ave vem e pousano parapeito da janela… Assiste com seus olhinhoso andar pela casada filha mais velhavê o pais diante da TVe a dona de casa arrumandoa mesa para o almoço… Suspira, um...

Sonho de Menino é Piraputanga no Anzol

Sonho de Menino é Piraputanga no Anzol

Os peixes estão dormindo Embalados por sonhos úteisQue lembram antigos parentesPerdidos por outros rios… – Menino, menino, menino,Tira daí esse anzolE deixe os peixes do CuiabáSonharem em paz. Poemas de João Bosquo

Falar Poema é Coisa Simples

Falar Poema é Coisa Simples

Falar alguma coisa: poemaou falar coisa alguma: fonemafaz o mesmo sentido ou tema Temer a letra oclusiva, combinadacom outra letra vogal ou seminuano recinto fonético da salaÉ próprio dos alfabetos escritos O som saiu...

Teus Seios

Teus Seios

Vi a base de teus seios.Como são gostosos!, livressem remorsos e sutiã, jovens…Espera!… São pêras, maçãs? Que sabor terão os teus seios?Nós dois no ônibus, próximosmeus olhos procuram ver melhore investigam teus seios gentis,...

Merda (segundo capítulo)

Merda (segundo capítulo)

A Merda de Caetanonão é a mesma merdaque entra pelo cano A Merda do artistasimboliza outra falaA fala de artista A Merda de Caetanotranscende a palavraescrita em um plano A Merda do artistapode ser...