Category: O Editor Esqueceu de Marcar

Posse de Aclyse Mattos na AML foi uma noite de poesia

A festejada solenidade teve Casa Barão com lotação esgotada, tanto que muitos assistiram de pé Por João Bosquo e Enock Cavalcanti | A solenidade comandada pela professora Marilia Beatriz Figueiredo Leite, que está se despedindo do cargo de presidente, fechou com chave de ouro sua temporada à frente da Academia Mato-grossense de Letras , marcada pela ‘interminável’ reforma da Casa Barão

Share Button
Continue lendo

Geddel Pinheiro em 2015 em um protesto contra a corrupção, contra a ladroagem…

Geddel Vieira, em um raro momento de luta contra a corrupção, em agosto de 2015. Dois anos, portanto, quando se descobre uma montanha de dinheiro em seu apartamento oculto que já passa de R$ 40 milhões, sendo de longe a maior apreensão de dinheiro vivo roubado dos cofres públicos.

Share Button
Continue lendo

Canto Pantaneiro – Uma imitação de soneto

O canto vivo do pantanal É o som do rio corrente Que corre como um signo Entre peixes e aquário O canto pantaneiro, amor Tem xis, chiados e pipios Entre a luz e o entardecer De todos os voos singulares… O canto é música sonora Que os ouvidos do coração Ouve sem precisar escutar O canto do pantanal – ouça

Share Button
Continue lendo

Entre aspas: O ministro Blairo Maggi no radar do MPF não consegue acesso as denúncias de Silval Barbosa

><>O ministro, senador licenciado e ex-governador Blairo Maggi tentou acessar as ações que transcorrem em segredo de Justiça no STF, mas não conseguiu. Eis a informação veiculada no Diário de Cuiabá, em reportagem assinada por Kamila Arruda. Abre aspas: Maggi sofre nova derrota no STF Da Reportagem O ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP) teve mais uma tentativa frustrada de

Share Button
Continue lendo

Porto Alegre do Norte recebe próxima etapa do Festival de Quadrilhas

Assessoria | SEC-MT O município de Porto Alegre do Norte (1.159 km de Cuiabá) será a próxima parada do Festival Mato-Grossense de Quadrilhas (Festrilha 2017), nesta quinta-feira (08.06), sexta-feira (09.06) e sábado (10.06). As apresentações ocorrem no Complexo de Esporte Gezil Araújo, a partir das 20h, com entrada gratuita. O Festrilha é uma realização da Federação Mato-Grossense de Quadrilhas e tem

Share Button
Continue lendo

Um dia ainda acabo pensando diferente como todo mundo

Um dia ainda acabo pensando diferente como todo mundo.

Share Button
Continue lendo

Equidade de gênero no mercado de trabalho vai demorar 80 anos, indica estudo

Por Isabela Vieira – Repórter da Agência Brasil  Apesar do aumento de mulheres no mercado de trabalho nas últimas décadas, a equidade com os homens pode levar até 80 anos, segundo o Relatório Global de Equidade de Gênero, do Fórum Econômico Mundial. Para tentar diminuir esse tempo, equivalente a uma geração, pesquisa feita com líderes de 400 empresas ao redor

Share Button
Continue lendo

A mídia não mostra nada além da violência

http:// A TV e os jornais só vão mostrar bomba, pânico e violência policial Mas nosso domingo teve muito mais pic.twitter.com/kuy1gGCO1r — jornalistaslivres (@j_livres) 5 de setembro de 2016

Share Button
Continue lendo

Novos, novíssimos colaboradores: Johnny Marcus e Roberto Boaventura

O nosso blog participativo a partir desta semana conta com a colaboração dos jornalistas Johnny Marcus e Rorberto Boaventura, que passam a integrar o nosso time de colaboradores se juntando a Eduardo Mahon, jurista, escritor e polemista. Johnny Marcus, além de jornalista, formado pela UFMT, é radialista, escritor e professor. Mora e trabalha em Lucas de Rio Verde. Roberto Boaventura

Share Button
Continue lendo

Pátria furtada

Dirigentes petistas são tão desprezíveis, tão pequenos, mas tão mesquinhos que, dos 568 itens que a presidência recebeu de outras representações internacionais, Lula deixou no patrimônio apenas 9. Dilma não foi diferente: dos 163 itens, 6 apenas ficaram para a União. Embolsaram tudo. No Palácio, sumiu até mesmo a faixa presidencial, com ouro e pedras preciosas. Os dados são do

Share Button
Continue lendo

Medalha de Ouro para o Brasil

Enfim, o PT está se retirando. Discretamente, pela porta dos fundos. Sem alarde, de madrugada, durante a Olimpíada. Ninguém quer mais saber o que já se tornou óbvio. Não houve revolta, não houve resistência, não houve conflito. Os longos anos de roubo institucionalizado do petismo serão enclausurados na prisão. Nenhuma ruptura institucional, nenhuma comoção social, nenhuma paralisação duradoura. Eles cansaram.

Share Button
Continue lendo

Hello world!

Welcome to WordPress. This is your first post. Edit or delete it, then start blogging!

Share Button
Continue lendo

1955

Viva Dona Josefa que sempre me tevecom fé, boa mesae levou-mepra tomar todas as vacinase, por isso, estou aqui.

Share Button
Continue lendo

Das Mortes

A Igreja Nossa Senhora da Boa Morte continua no mesmo lugar, a caminho de quem vai para o Cemitério da Piedade. A casa de minha avó, Mariana, ficava perto da Igreja Mãe dos Homens, longe do cemitério onde se assistia as missas dominicais… Frei Quirino, pároco da Boa Morte, foi quem ajudou vó Amélia a desencarnar As pessoas usavam luto:

Share Button
Continue lendo

Ai!, Quanta Mentira

Ai, quanta mentira  falta de vergonha, sei lá  um cinismo sem fim  seja deste ou daquele  lado da mesma moeda  todos são como que  acreditassem que a mentira  fosse a única saída  Ai, quanta mentira  lero-lero feito bolero  dois pra lá, dois pra cá  todos se fazendo de inocentes  de uma misantropia sem par  como se, quem ouvisse,  por obrigação

Share Button
Continue lendo

Lembro Curitiba

No caminhar sozinhopelas ruas de Curitibasempre olho para os ladospor onde andam os ônibus expressosde Jaime Lerner Pelas janelas dos ônibustento enxergaraquele outdoor provocativode João Urbanque Curitiba urbanamente escondeu. 2011 Poemas de João Bosquo

Share Button
Continue lendo

O Amor Apareceu

O amor apareceuna minha vida depoisde te conhecer aquie poder sonhar a dois O amor um dia vemremexe com nosso peito…O que estava arrumadofoi revirado, desfeito O amor quando padecetudo fica meio assimsem saber o que fazerse o amor chega ao fim O amor desapareceNinguém esperava suapartida neste pedaçode tempo de sol e lua O amor perdeu o ingressovocê sumiu,

Share Button
Continue lendo

A Praça

Para cada verso escritoexiste toda uma vidacom fôlego suficientepara despertar uma praça Praça cheia de gente      cheia de vidaA praça inteira é nossa A praça é um poema completo. Poemas de João Bosquo

Share Button
Continue lendo

O Passarinho na Janela

A ave vem e pousano parapeito da janela… Assiste com seus olhinhoso andar pela casada filha mais velhavê o pais diante da TVe a dona de casa arrumandoa mesa para o almoço… Suspira, um suspiro de passarinhodepois voa… 1979 Poemas de João Bosquo

Share Button
Continue lendo

Falar Poema é Coisa Simples

Falar alguma coisa: poemaou falar coisa alguma: fonemafaz o mesmo sentido ou tema Temer a letra oclusiva, combinadacom outra letra vogal ou seminuano recinto fonético da salaÉ próprio dos alfabetos escritos O som saiu límpido da línguafalada por todos os leitores mudospresentes desde antes do sol Falar o poema assim recitadocomo foi imaginado pelo poeta que precinto sempre sonoropara que

Share Button
Continue lendo

Clara

Das duas preferirás sempre uma: gêm(e)a Não suportarás trair a mulher com a mesma mulher. 1979 Poemas de João Bosquo

Share Button
Continue lendo

Teus Seios

Vi a base de teus seios.Como são gostosos!, livressem remorsos e sutiã, jovens…Espera!… São pêras, maçãs? Que sabor terão os teus seios?Nós dois no ônibus, próximosmeus olhos procuram ver melhore investigam teus seios gentis, doces e alegres de tanta mocidade.Saberão teus seios de meus anseios,sonhos sensuais, espasmos noturnos? Ou com certeza faz tudo isso,quando estamos juntos no ônibus,-ai!- só pra

Share Button
Continue lendo

Merda (segundo capítulo)

A Merda de Caetanonão é a mesma merdaque entra pelo cano A Merda do artistasimboliza outra falaA fala de artista A Merda de Caetanotranscende a palavraescrita em um plano A Merda do artistapode ser manchete enão machuca a vista. Poemas de João Bosquo

Share Button
Continue lendo

O Sapo Filósofo

Sonhei que tinha um sapo na barriga. Era um sapo grande, enorme… Um sapo de olhos verdes, maravilhosos, que diziam coisas em francês, e muito das vezes não entendia, só sabia que era sapo, fazia filosofia e estava na minha barriga Sonhei que tinha um sapo na barriga. Acordei e pensei que estava grávido de uma possibilidade maior que o

Share Button
Continue lendo

Águas de Chapada

A água fria da cachoeira de Chapadate arrepia os pelos da barriga, do púbis;os pelos amarelos internos das coxas,dos braços morenos, te arrepia as sobrancelhas A água fria da cachoeira de Chapada,que cai em cachos sob o efeito da lua,te provoca e na prova tua pele não resisteà água límpida e fria que escorre a noite A água fria da

Share Button
Continue lendo

Poema de Amor

Todos os poemas de amor devem ser, creio, só de amor como minhas dores devem ser só minhas Para a amada não cantarei a fome, a miséria, a luta desenfreada pelo poder apenas pelo poder sem que isso signifique menosprezo pelo ser amado Não cantarei… Fora os poemas de amor tudo que mais há, além do amor vão estar em

Share Button
Continue lendo

Será

Será que Fachin mantém a barba? Se ela estiver, estará branca? Estará do jeito que imagino Um papai Noel cara de menino? Poemas de João Bosquo

Share Button
Continue lendo

Quase no Fim da Curva

Quase no fim da curvaComo que enxergandoO fim da linha demarcadaSinto que nada foi gratuito Tudo,tudo de tudo, tem um porquêUma razão de ser – seremosUm e outro entrelaçadosAté aprendermos o amorO sentido de amarComo é por que serenos Tudo e nada tem o mesmo valorO mesmo sentido, um segundoNum voltar do ponteiroAo ponto da partida final. 2011 Poemas de

Share Button
Continue lendo

Aquilo que está dentro de nós e não se quer ver

Não é possível agora, neste exato instante, Criar outra realidade, sem esta estar presente Sem que se esqueça – lembrança permanente Da mesma realidade que nós vivemos semente Viver outra realidade é sonho de todos tolos E esquecer que a realidade permanece sempre Em todos os momentos da mesma  eco-realidade Da qual fugimos e para a qual queremos ser Outros,

Share Button
Continue lendo

Os assassinados do Rio de Janeiro

Os assassinados do Rio de Janeiroestão nas favelas, nos morrosnas travessas, vielas e avenidasescondidos atrás das grades da violência Os assassinos do Rio de Janeiroestão expostos, são protagonistasdos noticiários da Rede Globo personagens do horror do dia-a-dia Os assassinas do Rio de Janeiroprovocam terror: – terroristasprovam do medo, sem sabor, de estar fora de si, embora sem saberOs assassinos do Rio

Share Button
Continue lendo