Conferencistas recebem ‘Práticas Reiki’ durante 12ª Conferência Municipal de Saúde

Foto: Davi Couto Valle / Divulgação

Por Oziane Rodrigues | Problemas de saúde passam a ser menos tortuosos quando técnicas convencionais da medicina se unem às chamadas ‘Práticas Integrativas e Complementares’ e aos tratamentos com recursos terapêuticos voltados para curar e prevenir. Sob esta ótica e pelos diversos benefícios que tais técnicas resultam à saúde, a Unidade de Referência de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (URPICS) está esclarecendo dúvidas e aplicando a terapia Reiki em participantes da 12ª Conferência Municipal de Saúde.

Na última semana, a Secretaria de Saúde iniciou o processo de capacitação para que profissionais da área possam aplicar em Unidades Básicas de Saúde, esses métodos que estão à disposição da comunidade no Horto Florestal Tote Garcia, no bairro Coxipó. Segundo a mestre reikiana, Suely Correia de Oliveira, o principal objetivo do estande é romper o preconceito e trazer mais adeptos para este processo. “Estamos rompendo preconceitos e iniciando um processo que irá transformar para melhor o processo de tratamento dos pacientes do Sistema Único de Saúde. Como tudo que é novo, causa estranheza, promovemos o estande para demostrar os benefícios do Reiki que atua canalizando as energias e mobilizando forças em prol do melhoramento, mental, espiritual e físico dos doentes”, frisou.

As demonstrações conquistaram os conferencistas que formaram filas para receberem a terapia. A secretária de Saúde Elizeth Araújo foi uma das que fez questão de receber a aplicação da técnica. “As ‘Práticas Integrativas e Complementares’ já são uma realidade do SUS em todo Brasil e vem para descaracterizar a cultura da medicação convencional. Sabemos que muitas pessoas chegam às unidades de saúde com doenças provenientes de problemas emocionais. E este novo método, que vem de gerações, vem para contribuir não apenas com o tratamento do paciente, mas também melhorar sua qualidade de vida”, afirmou a secretária.

A funcionária pública aposentada, Aid Honório Silva recebeu os atendimentos e atestou os benefícios que a terapia prega. “Eu não conhecia essas Práticas Integrativas em saúde, de imediato me chamou a atenção o ‘varal’ de plantas medicinais. Me aproximei, sanei as dúvidas sobre o Reiki e me encantei. Eu estava com um nível de stress muito alto e confirmo: realmente funciona. Agora vou conhecer o Horto e espero que as técnicas sejam implantadas nas unidades de saúde o mais breve possível”, concluiu.

Admin

Este perfil publica Releases e material Da Assessoria

Você pode gostar...