Cuiabá, cuiabanos e cuiabana

Cuiabá 300-6 é contagem regressiva
Para o tricentenário da cidade verde
Ano que vem será menos cinco
E Cuiabá não para, não para, não para…

Meu coração, enquanto bate, não para
De ser cuiabano, de ser otimista
De acreditar que o homem cuiabense
Além de hospitaleiro é esse mesmo…

Assim também é o cuiabanense
Quando olha para o sol se pondo
E lembra que amanhã é segunda-feira

Cuiabá caminha, calma e solene
No seu andar, morena… Antes de tudo
Melhor de tudo é o coração da cuiabana.

Abril 2013

Publicado originalmente no Poemas de João Bosquo

Share Button

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...