Desencontros Internos – Uma imitação de soneto de João Bosquo

a Eduardo Mahon

Com tanta coisa pra fazer

– cozinhar, lavar panelas,

ler os e-mails, escrever poemas

e engraxar os sapatos –

eu gostaria de ter um outro de mim

 

Mas será que o outro

seria exatamente igual,

faria o feijão temperado

do mesmo jeito relaxado e

balançaria a cabeça sem perder a cabeça?

 

Ou seria totalmente diverso

– como diversa é a vida –

e em nada ajudaria o outro diferente

totalmente fora de mim.

><>: A propósito do lançamento do livro de Eduardo Mahon, “O Fantástico Encontro de Paul Zimmermann”, no próximo dia 13.
Li o livro com uma incumbência: escrever um posfácio a convite do autor, que aceite de pronto.
A leitura – depois de iniciada – foi um ‘vapt-vupt’. O texto está lá nas páginas finais da obra, que vocês terão oportunidade de apreciar.
Depois, semanas, não lembro direito, veio-me essa rápida inspiração que transformei em poema e agora posto aqui.

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR
nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...