Despermanecer – Uma imitação de soneto

Não permaneço onde estou
No mesmo lugar, fora do tempo
Dentro do eixo, por entre esquinas
Enquanto vejo sóis e luas
Anoitecerem dias-lunares

Não permaneço um segundo
Enquanto o mundo gira
No mesmo ponto
No mesmo intento
De me encontrar

Só importa pra onde vou
Caminho rumo ao que pertenço…
Despeço-me e me despedaço
Enquanto matéria não amanheço.

><>O livro “Imitações de Soneto” está à venda (ou doação para professores de literatura); para tratar pelo messenger do Facebook.com/joaobosquocartola

Share Button

Admin

Este perfil publica Releases e material Da Assessoria

Você pode gostar...