Deu no DC: Prefeitura de Cuiabá quer manter gestão sobre PAC

(por Jean Campos) Embora tenha recebido apoio do governador Silval Barbosa (PMDB) para a retomada das obras da primeira etapa do Programa de Aceleração do Crescimento de Cuiabá (PAC-Cuiabá), o prefeito Chico Galindo (PTB) pretende manter na competência do município a gestão do programa. De acordo com o secretário de Governo, Lamartine Godoy, o prefeito recebeu solicitação para entregar ao Estado a responsabilidade do programa, contudo, não se posicionou. “O prefeito ainda não oficializou a posição do município, mas não tem a intenção de entregar o programa ao Governo”, antecipou Godoy.

Os entraves burocráticos decorrentes da operação Pacenas, da Polícia Federal – que paralisou obras desde agosto do ano passado – estão atrasando a retomada do programa.

Através de articulação junto ao governador Silval e com o secretário-executivo do Ministério das Cidades, Rodrigo Figueiredo, Galindo vem buscando aporte orçamentário para arcar com o reajuste de preços, já que as licitações do PAC Cuiabá foram feitas em 2007. Os novos valores necessitam de parecer do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Controladoria Geral da União (CGU). Uma parte do recurso foi liberada pela Caixa Econômica Federal, mas as obras ainda não foram reiniciadas.

Antes mesmo de retomar o PAC I na Capital, Chico Galindo recebeu, nesta semana, a notícia de que Cuiabá será contemplada com R$ 170 milhões para as obras do PAC II. Segundo informações do secretário Lamartine Godoy, R$ 100 milhões serão investidos na área de saneamento e R$ 70 milhões para a habitação. O secretário explicou que os recursos estão previstos no Orçamento da União e só começarão a ser liberados a partir de 2011. Antes disso, a prefeitura se articula para retomar com os lotes do PAC I.

Fonte: Diário de Cuiabá

Share Button