Dinalte Tuiuiú o fotógrafo das competições

O repórter-fotográfico do DC tem um dos maiores acervos fotográfico a disposição em sua página do Facebook

O repórter-fotográfico, Dinalte Tuiuiú e este e poeta em março, no lançamento do livro Imitações de Soneto

Se formos contar as corridas – todas as corridas de Reis – Dinalte Miranda, o nosso Tuiuiú, sem sombra de dúvidas ele é o grande vencedor. Ele – se não participou como corredor inscrito – esteve presente em sua grande e absoluta maioria registrando os melhores (e piores) momentos das Corridas de Reis, que este ano chega em sua 33ª edição.

Dinalte Miranda, como seu perfil no Facebook tem o maior acervo de fotos de atletas anônimos, conhecidos e celebridades que já participaram da corrida que acontece todos os anos na capital mato-grossense.

Pelos registros do repórter-fotográfico Dinalte Tuiuiú temos uma noção da importância que ganhou a corrida ao longo das décadas. De um modesto início hoje a Corrida de Reis está no calendário esportivo nacional e internacional, com transmissão ao vivo pela TV.

Dinalte Miranda nascido e criado no bairro da Lixeira, estudou no antigo colégio do Baú, Escola Kardeciana, ligada ao Centro Espírita Cuiabá, do qual Aristotelino Praieiro era presidente; Escola Maria de Glória, passando por mais de dez escolas, muito das vezes abandonando a escola para trabalhar, ajudar no sustento da família, aprendendo a profissão de auxiliar de carpintaria.

Ele conta que começou a fotografar, por uma necessidade de registrar os seus momentos de participações em diversas corridas, entre elas Corrida do Congo, em Vila Bela da SS Trindade, da qual foi o vencedor. Depois correu em Barra do Garças, Jaciara, Castanheira e 12 corridas de São Silvestre. Para registrar a sua participação levava uma máquina Zenith, que pedia para os outros registrar – não existia ainda a ideia de autorretrato, ou o simplesmente selfie. Além disso fazia também das concentrações e daí foi tomando gosto e abandonando as participações nas corridas e virando fotógrafo.

Hoje Dinalte Miranda é praticamente um fotógrafo esportivo. Em seu perfil temos registro da oitava corrida de Reis até a penúltima, que foi a do ano deste no de 2016 e espera estar a posto para registrar a de 8 de janeiro.

Também tem registro das corridas Sr. Bom Jesus de Cuiabá, Corrida Dante de Oliveira, Corrida Homem do Fogo, da Polícia Militar e primeira Corrida da Orla do Porto. Dinalte garante que tem registro de todas as corridas acontecidas na última década, que inclui também a Passeio Ciclístico Cuiabá-São Matias e, claro, a passagem da tocha olímpica e documentos como a demolição do Estádio Governador José Fragelli, o Verdão, construção da Arena Pantanal.

 

Ele não sabe quantas fotos são ao total, todas. Diferente dos alguns profissionais da foto, que usam máquinas sofisticadas e tiram dezenas de uma cena para escolher uma, Dinalte Tuiuiú opta pela emoção, sem preocupar-se com o denominado “tratamento” no ‘photoshop’, que algumas pessoas veem como manipulação, no entanto ganham prêmios fazem edições luxuosas de livros.

O profissional avisa quem participou das corridas de Reis dos últimos anos basta procurar no facebook.com/dinalte.miranda e encomendar uma cópia em alta resolução, ou pelo whatsApp: 65.99971-5004.

Share Button