Uma imitação de soneto: Drible Personalizado

São poucos os que detêm drible personalizado
E permanecer cristalizado na memória do torcedor
Até dos menos fanáticos por futebol, como eu…

A invenção do drible é maravilhosa…
E ação política de evitar a penalidade,
Sem justificativa para tal e como tal acontecia…

A bola, como o poema, precisa de um craque
O qual saiba levar a pelota pelos descaminhos
Até chegar a meta adversária e se tonar gol

O poema, muito das vezes, se perde nas penas
Do poeta perna-de-pau e não se concretiza
Como o concreto balanço das arquibancadas…

O poema que não se estabelece como poesia
É chute dentro da área para fora da meta e vaia.

Share Button

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...