Em Honra dos Josés – uma imitação de soneto de João Bosquo

O que me honra em ser brasileiro
São as pessoas que foram aquilo
Que por medo ou insegurança não fui

Seus grandes e humildes poetas
Escritores de pequenas linhas que li
Quando estudava no Colégio dos Padres

Foram os brasileiros soldados mortos
Em estranhas lutas de ódio brasileiro
Denominadas guerrilhas em florestas
E ruas de cidades obscuras

Se idade tivesse, coragem não teria
De abandonar meus pais, namorada
Colegas-amigos e desconhecidos vizinhos…
Não fui. Honro-me com eles e sou brasileiro.

><>Neste momento triste de nossa história, sim triste, quando homens se sucumbem por ameaça de uma prisão mais alongada, este poema em honra dos Josés, Dirceu e Genoíno, nos lembra que outros se superam, inclusive ao tempo.

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR
nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...