Entre aspas: Agência russa anuncia que Pequim criou um sistema de pagamento em rublo e yuan deixando dólar de fora

A notícia do site Sputnik – uma espécie de órgão extraoficial do governo russo – postou nesta sexta-feira, 13, que o “Sistema de Comércio Cambial da China (CFETS, na sigla em inglês), gerenciado pelo Banco Popular da China, anunciou ter criado um sistema de pagamento que permite realizar transações tanto em yuan como em rublo”.

“Trata-se do sistema “payment versus payment” ou PVP (Pagamento versus pagamento), lançado em 9 de outubro depois da autorização do Banco Popular da China. Com o sistema é possível realizar transações em moedas nacionais da Rússia e da China”.

“Esta plataforma permitirá aos dois países evitar pagamentos recíprocos em dólar. Segundo o comunicado do CFETS, o novo sistema reduzirá os riscou relacionados ao câmbio de moeda e melhorará a eficiência do mercado de divisas”.

><>Consequências desse comunicado. A primeira é que marca o início do fim do dólar como moeda fiduciária, caráter assumido depois que o EUA, em 1971 praticamente decretou o fim do Tratado  de Bretton Woods, que convencionou após o fim da Segunda Grande Guerra que o dólar teria também conversibilidade em ouro, como a libra esterlina. Com essa medida do governo Nixon, os EUA desobrigou em controlar o seu deficit e passou a emitir dólares sem lastro já que é dono da impressora.

O Iraque de Saddam Hussein passou a vender seu petróleo cotado em euro, fato que expunha as fragilidades da economia americana e o resultado foi o que foi.

Agora a Venezuela sofre as mesmas ameaças. Em setembro último o governo Maduro encaminhou uma série de medidas econômicas ao parlamento entre as quais a da conversibilidade do bolívar ao rublo, yuan e a rúpia, moeda indiana, que também restringe o uso dólar no país.

Agora a China propõe a fazer o mesmo com os países europeus que vão integrar a nova Rota da Seda.

Share Button

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...