Entre aspas: Para evitar mal-entendidos o Gaego aponta Permínio Pinto (PSDB) e Alan Malouf, ex-caixa de Pedro Taques em 2014, como líderes do esquema de propinas na Seduc

Permínio e Alan apontados como líderes

Na denúncia do Ministério Público, o empresário Giovani Guizardi é o ‘testa de ferro’ de Permínio e Alan Malouf

Reportagem assinada pela jornalista Kamila Arruda, da Reportagem do DC.
Abre aspas:
Na denúncia derivada da 3ª fase da operação Rêmora, ingressada na última segunda-feira (19), o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) afirmou que o suposto esquema na Secretaria de Estado de Educação (Seduc) era formado por camadas, de maneira que uma encobria a outra “a fim de ocultá-la”, e os líderes do grupo eram o ex-secretário Permínio Pinto e o empresário Alan Malouf. Já o empresário Giovani Guizardi, proprietário da Dínamo Construtora, é apontado como o “testa de ferro“ da organização criminosa que se instalou na Secretaria de Educação do Estado entre os anos de 2015 e 2016.

Para o Gaeco, Permínio Pinto era responsável por gerenciar o esquema em conluiou com os servidores Fábio Frigeri, Wander Luiz dos Reis e Moises Dias da Silva.

Já Malouf é tido como articulador e principal beneficiário do esquema de cobrança de propina no âmbito da Seduc. “As investigações demonstram que Giovani Guizardi é o ‘testa de ferro’ dos referidos servidores públicos e de Alan Malouf, é a pessoa que faz o trabalho sujo a fim de ocultar a identidade dos verdadeiros solicitantes/recebedores da propina”, diz trecho da denúncia apresentada à Justiça.

Fecha Aspas.

Leia mais: clique aqui

><>Segundo Meu Peixe agora, de algum modo, as coisas começam apertar… Lembrando: Perminio Pinto era um coxinha que participava das manifestações contra a corrupção e pelo impeachment da presidenta Dilma.

Leia  também:
Pedro Taques nega por meio de Nota de Imprensa publicitada pela GCom as informações de Alan Malouf sobre caixa 2

Entre aspas: Caixa da campanha de Pedro Taques é denunciado pelo Gaeco

Entre Aspas: Alan Malouf, caixa de Pedro Taques, garganteou que teria colocado dinheiro na campanha de 2014, diz Jamille Grunwald, mulher de Giovani Guizardi, em depoimento ao Gaeco

Frente a frente com a juíza Selma Arruda, Permínio Pinto diz que seu “erro foi a omissão” ao permitir instalação do esquema de arrecadação de propinas na Seduc

Entre Aspas: Delator afirma que esquema na Seduc/MT era para saldar doação para Pedro Taques; GCom rebate por meio de nota de esclarecimento

Share Button

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...