Esperança de vida

Quando eu nasci
não lembro do anjo
contando quantos anos
iria viver…

A esperança de vida
naqueles anos cinquenta
era menos que hoje, sei
não poderia viver tanto
tempo quanto o tempo
que passou e meu anjo
nunca esqueceu de ajudar
ao tempo ultrapassar

A esperança de vida
quando passamos o tempo
vai ficando menor
como nossa vista
a pele enrugada
os cabelos
os passos
quando vamos passear

A esperança de vida,
quando esta termina,
recomeça minada…
Quando começa a vida,
a verdadeira vida,
sem ponto final,
sem medo do fim
a esperança é vida.

16/04/2010
Poemas de João Bosquo
Share Button