Estação: poema de João Bosquo

No desembarque
da estação final
todos acabam se reconhecendo
lembrando
do plano de fundo
sem contudo poder
frear e retroceder…

O que se pode
é esperar o novo trem
já-já vem apontando
na curva, atrás, sem atraso,
dos passageiros,
de almas prontas
pra outro embarque.

><>Poema reunido no livro (inédito) “Muito de Nós”…

Share Button