Exposição “O Sagrado e o Profano”, do artista Sergio Venny, começa nesta terça-feira, 17, no Museu Histórico

Começa nesta terça-feira, 17, a exposição “O Sagrado e o Profano”, do artista plástico Sérgio Venny, no Museu Histórico de Mato Grosso. A abertura da mostra terá início às 19h.

Sérgio é um autodidata das artes, filho da atriz e cantora Cléia Gattaz, trabalhou com diversos artistas e aos 43 anos se tornou um profissional multifuncional. Agora, com 24 anos de carreira, celebra sua trajetória expressando sentimentos e a busca da liberdade da alma, por meio de suas obras.

Suas pinturas refletem as duas metades do mundo, o sagrado e o profano O artista encontrou ainda a sensualidade em seres místicos como a Medusa. Além de buscar inspiração na biografia de grandes mulheres que seguiram seus instintos (Ciganas), sua arte (Frida Kahlo), sua música (Carmen Miranda) e sua vida (Marilyn Monroe).

Consideradas como símbolos sexuais e revolucionárias pela conquista do seu espaço, Venny as pintou com técnicas contemporâneas, modernas, alegres e com cores vivas.

Em sua exposição, Sérgio Venny também dá uma volta no realismo clássico, ousando na criação da sua Monalisa com querubins tocando a viola de cocho.

Essas, entre outras obras, ficarão expostas até o dia 17 de fevereiro, no Museu Histórico de Mato Grosso, em horário normal de funcionamento da casa – das 9h às 17h, de terça-feira a sábado.

Share Button