Falar Poema é Coisa Simples – uma imitação de soneto de João Bosquo

Falar alguma coisa ou poema
não falar coisa alguma – fonema –,
faz o mesmo sentido ao tema?

Temer a letra oclusiva, combinada
com outra letra vogal ou seminua
no recinto fonético da sala
é próprio dos alfabetos escritos…

O som brota límpido da língua
falada por todos os leitores mudos
presentes desde antes do sol

Falar o poema agora recitado,
como será imaginado pelo poeta,
sempre pressentindo presente sonoro
em volume de não calar a voz é lei A.

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR
nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...