Festa Literária de Pirenópolis terá Encontro de Ilustradores

Alana Gandra

Rio de Janeiro – Uma iniciativa inédita entre as festas literárias nacionais será o 1º Encontro de Ilustradores que a Festa Literária de Pirenópolis (Flipiri) promove este ano. A Flipiri será aberta no próximo dia 27 e terá como tema Literatura e Imagem. Serão homenageados  o ilustrador e autor Roger Mello e o artista plástico Pérsio Forzani. A mostra ocorre até o dia 1º de junho.

O  encontro quer destacar a importância  e a participação da ilustração nas histórias, disse o secretário de Cultura de Pirenópolis, João Brandão. “As pessoas leem a história. E a  ilustração é uma forma de você entrar nela também”. A ideia é mostrar a visão de outra arte ilustrativa que está presente na literatura”. Ele considera que, nas crianças, o papel da ilustração é  mais intenso, uma vez que a imagem constitui ponto importante de incentivo à leitura.

Organizada pelo Instituto Casa de Autores em parceria com as secretarias municipais de Educação e Cultura, a Flipiri  tem a preocupação de passar às crianças a importância da leitura. “Os organizadores fornecem às escolas do município livros que a gente distribui e nós convidamos os autores homenageados para dar palestras. Eles ficam mais próximos das crianças. Isso diminui a distância entre o autor e o leitor”.

Os estudantes e o público em geral participam de oficinas e bate-papos com escritores, além de exposições de livros. “Este ano, acrescentamos a música à literatura”, informou Brandão. O convidado especial é o músico, letrista e poeta José Miguel Wisnik, professor de literatura da Universidade de São Paulo (USP),  que dará uma aula no encerramento da festa.  “Ele fará a junção da literatura com a música”.

A Flipiri se destaca ainda pela preocupação com a preservação do meio ambiente. Situada no centro do estado de Goiás, Pirenópolis tem uma atividade muito forte voltada para  o ecoturismo, junto com a preservação das tradições culturais e artísticas locais. João Brandão informou que cerca de 95% dos materiais utilizados na decoração da festa literária são reciclados, o que é um incentivo às crianças para que também sigam nessa linha. “Temos que mostrar às crianças a importância disso. A reciclagem é uma grande forma de preservação ambiental”.

O secretário ressaltou que o patrocínio do BNDES, pelo segundo ano consecutivo, dá à Flipiri condições de alcançar  uma dimensão  cada vez maior.

A edição 2013 da Flipiri tem público estimado de 3 mil pessoas por dia. No ano passado, a média de visitantes atingiu 1,8 mil pessoas/dia.  As doações de livros para escolas públicas e acervos alcançaram R$ 80 mil nas quatro edições anteriores, com média de 5 mil alunos contemplados por edição e de 260 professores participantes por ano.

viaFesta Literária de Pirenópolis terá Encontro de Ilustradores | Agência Brasil.

Share Button