Filmes produzidos em parceria por Brasil e Uruguai vão receber apoio da Ancine pelo segundo ano

por Alana Gandra

Edital da Agência Nacional do Cinema (Ancine) para estimular a parceria entre produções cinematográficas uruguaias e brasileiras está com as inscrições abertas para apoio financeiro em 2012. Segundo o presidente da Ancine, Manoel Rangel, o edital de coprodução Brasil-Uruguai é uma forma de aproximar o cinema feito nos dois países, “a troca de experiências, de expertises e de talentos bilaterais”.

Ambos os países se beneficiam, segundo Rangel. Para o Uruguai, o edital representa a oportunidade de acessar o mercado brasileiro. “Para o Brasil, representa a oportunidade de acessar o mercado uruguaio que, embora pequeno, é um mercado relevante culturalmente.”

Em 2011, no primeiro edital, foram apoiados dois filmes. Agora, a expectativa é que o número de coproduções aumente. “Não apenas com os projetos que acabam sendo premiados, e são dois a cada ano, mas também pelas parcerias que vão se firmar e que vão utilizar outros mecanismos financeiros que a legislação reserva para apoiar a produção brasileira e a uruguaia”, observou Rangel.

A Ancine apoiará a participação minoritária brasileira no filme uruguaio com US$ 150 mil. Poderão concorrer projetos de longa-metragem de produção independente, nos gêneros ficção, documentário ou animação, cujas filmagens ainda não tenham sido iniciadas.

A coprodutora majoritária brasileira em filme uruguaio será apoiada pelo Instituto do Cinema e do Audiovisual do Uruguai (Icau) com US$ 50 mil. As inscrições serão encerradas no dia 10 de abril.

Share Button