Galeria instalada em shopping center mostra a recente arte contemporânea mato-grossense

A mostra busca aproximar o público dos artistas e suas obras, além de facilitar as vendas, e ficará aberta até 31 de maio

Este repórter com Rodrigo Savio, Tania Pardo e Mari Gemma

Por João Bosquo | A coletiva Art Shopping 2017 – Arte Contemporânea, que acontece no Shopping Goiabeiras, é inédita não só pelo número de participantes– comparado apenas aos Salões – bem como pela diversidade de estilo, técnicas e expressões artísticas em fotografias, esculturas, pinturas e cerâmicas dos mais variados pontos de Mato Grosso. A realização desse evento é da Galeria Capucine Picicaroli, com a curadoria de Nikko Kali, que também expõe, e tem produção executiva Ayla Picicaroli.

Ao todo são 28 participantes, conforme a lista que nos chega às mãos, mas só conversamos com três artistas para falar da importância dessa exposição – principalmente quando o país entra num processo de degradação econômica e as artes e os bens culturais na linha de consumo são os primeiros a serem sacrificados.

Os artistas com os quais este repórter conversou foram Mari Gemma de La Cruz, Rodrigo Sávio e Tania Pardo – que, de certa maneira, mostraram a minha ignorância, pois são três valores que, depois desses mais de 30 anos de jornalismo (boa parte dele em cadernos culturais), ainda não os conhecia.

Mari Gemma nos diz que a exposição, de certa forma, representa uma congregação de artistas que tem um perfil de arte contemporânea, nas mais diversas áreas de expressão, que vão da fotografia, passando pela vídeo-arte, pintura em tela, escultura, colagem e cerâmica.

Rodrigo Sávio destaca ainda o fato de esta exposição ser uma aproximação do artista com o grande público. Ele lembra que, normalmente, as mostras acontecem em galerias, museus, centros culturais, que são apenas uma parcela da população que visita esses locais, por uma certa barreira imposta pelas próprias pessoas. Ele acredita que por ser num shopping facilita essa interação. Como exemplo, cita o Sesc Arsenal, que desenvolve diversas atividades que atraem o público e, com isso, favorece as exposições de artes plásticas.

Outro fato destacados pelos artistas é a representatividade desta coletiva. Rodrigo Sávio diz que “embora não estejam todos os artistas de Mato Grosso, a gama de estilo dos participantes mostra aquilo que está sendo produzido no nosso Estado”, afirma.

“Se alguém quiser dar uma atualizada naquilo que está sendo produzido, com trabalhos novos e resultados de novas pesquisas, esta é uma oportunidade bacana”, disserta Rodrigo Sávio.

Além de desmistificar que a arte deve ficar restrita a espaços museológicos, que cria uma barreira impeditiva, volta a reafirmar Mari Gemma, mesmo porque não temos essa cultura de apreciação. No shopping, além de facilitar o acesso, trabalhar o ambiente de educação artística, se propõe também um mecanismo de consumo.

Tania Pardo, que vem de Rondonópolis, convidada pela produtora, também diz da importância dessa acessibilidade aos produtos culturais que são as artes plásticas. Tania tem como tema em sua pintura a natureza que pinta de forma mais espontânea e fica feliz em poder mostrar sua arte ao público. Ela pinta a natureza com os dedos, com as mãos, sem uma preparação anterior e retrata a natureza mato-grossense, para despertar no expectador o gosto para reparar na natureza que o cerca.

Mari Gemma é fotógrafa, mas não é uma fotografia documental, como José Medeiros e de Rai Reis (que também estão na exposição). Ela trabalha a fotografia a partir de um suporte de fragmentos de espelhos, no qual a foto é feita na hora, sem nenhum ‘retoque’ posterior.

Rodrigo Sávio, por seu turno, trabalha como uma técnica inédita no Estado, que ele denomina de cristalização, ou vitrificação, na qual usa três tipos de resina para conseguir o efeito desejado, e seu conteúdo é o abstrato.

Os artistas convidados, além dos já citados são: Adriana Milano, Almira Reuter, Babu78, Benedito Silva, Brunno Portella, Capucine Picicaroli, Claudyo Casares, Clovis Irigaray, Eder Oliveira, Gen Duarte, João Manteufel, José Pereira, Júlio Cesar, Luiz Carlos Antunes da Fonseca, Luís Segadas, Marcelo Velasco, Marcus Levy, Rodrigo Pedrosa, Valquez Rodrigues, Vicente Paulo, Vitória Basaia e Vitor Hugo.

A abertura da Art Shopping 2017 – Arte Contemporânea aconteceu no último dia 4 e ele poderá ser visitada pelo aberta ao público até o dia 31 de maio, no horário comercial do Shopping Goiabeiras.

Share Button