Galindo da desconto no IPTU, mas mantém planta genérica, que é o que vale, enfim

Veja o que escreve o repórter Téo Meneses, da Gazeta: abram aspas “O prefeito Chico Galindo (PTB) admite conceder 30% de desconto linear no IPTU de 2011 para todos os imóveis da Capital. A decisão foi anunciada ontem após reunião com entidades de classe que criticam aumento médio de 230% no Imposto decorrente da nova planta genérica da Capital. Para oficializar a medida, no entanto, ele aguarda para hoje aval das entidades.

Galindo chegou a apresentar ontem à imprensa minuta de um decreto em que oficializa o desconto através da cobrança de apenas 70% da nova planta genérica, usada como parâmetro para estabelecer o IPTU cobrado dos imóveis. Ele só não assinou a proposta porque as entidades prometem se reunir hoje para dizer se estão ou não satisfeitas com a medida. Também prometeu manter a isenção para imóveis com valor de até R$ 25 mil.” Fecham aspas.

A repórter Mariana Peres, do Diário de Cuiabá, de posse das mesmas informações, escreve, abram aspas: O prefeito de Cuiabá, Chico Galindo, anunciou ontem que o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) chegará aos contribuintes no próximo ano com desconto de 30%. A concessão do Executivo atende ao pedido do “Fórum de Combate ao Aumento do IPTU”, movimento liderado pela Câmara dos Dirigentes Lojistas de Cuiabá (CDL), e é uma estratégia para barrar um possível projeto de iniciativa popular que poderia anular qualquer tipo de alta. O prefeito pretende assinar ainda nesta semana o decreto que concede o desconto e publicá-lo até o início da próxima semana.

O anúncio não invalida a atualização da Planta de Valores Genéricos da Capital, aprovada no final de outubro pelos vereadores, e vale apenas para 2011. Apenas 70% do valor apontado pelo documento é que será considerado no momento de se lançar o imposto que começa a chegar ao contribuinte a partir de janeiro. Conforme as regras do IPTU, além de parcelamentos em até oito vezes está mantido o desconto de 20% para quem estiver adimplente (em dia) e fizer o pagamento à vista. Neste caso, o abatimento total será de 50%.” Fecham aspas.

Quando o prefeito de Cuiabá, Chico Galindo decidiu pelo aumento ele, claro, já sabia que haveria uma reação contra, pois ninguém gosta de majoração, principalmente nos percentuais aprovados pela Câmara de Cuiabá (até por conta disso nenhum vereador foi eleito deputado) e, talvez, já estivesse pensando estrategicamente neste desconto, que por um lado neutraliza o aumento – num primeiro momento – mas mantém a planta genérica de Cuiabá, que passa a valer doravante, inclusive para 2012, ano de eleição.

O prefeito Chico Galindo, este ano, já majorou a tarifa de ônibus e agora confirma a manutenção dos índices do novo IPTU de Cuiabá. Ano que vem, pré-eleitoral, não vai proporcionar nenhum aumento, que voltam em pauta apenas em 2013.

Share Button

  • Gosto muito do seu blog e sempre que posso leio os posts! Parabéns…..continue o ótimo trabalho. Shirley de Souza