Governador Silval Barbosa assegura continuidade de obras do PAC em Mato Grosso

e Cristina Azevedo

O governador Silval Barbosa cumpriu agenda em Brasília com a Ministra do Planejamento, Mirian Belchior, nesta quarta-feira (10.04), eapresentou as demandas de Mato Grosso para serem mantidas dentro do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), na área de logística e habitação. O ponto de destaque foi assegurar que as obras da BR 158 continuem. Silval esteve acompanhado de Francisco Vuolo, secretário-extraordinário de Acompanhamento da Logística Intermodal de Transportes,

Após a reunião, o govenador afirmou que definiu com a ministra Mirian Belchior que os programas que o Governo Federal executa no estado serão mantidos dentro do PAC. “O que nós queríamos, agora, era uma decisão do que vai ficar no PAC e as quais serão excluídas”, disse. Ele enfatiza que a prioridade de Mato Grosso é a logística. “Os maiores problemas que temos hoje é a nossa logísticas de transporte, principalmente para nós em mato Grosso, que produzimos no centro do Brasil e precisamos ter poder de competitividade”.

Para Silval o poder de competitividade passa pela ferrovia. “Por isso estamos aqui, brigando, lutando, reivindicando e participando de todos os movimentos e audiências, para que a ferrovia se concretize o mais rápido possível”. Ele lembrou que os Portos de Santos e Paranaguá, por onde são exportadas a nossa produção, estão saturados.

Silval disse que a ministra garantiu que para as obras estruturantes de Mato Grosso, bem como aos programas sociais e da segurança para a copa do Mundo os recursos estão garantidos e não vão faltar. Quanto a BR 158, o governador disse que as obras de contorno em reserva indígena do Xingu também estãoasseguradas.

O secretário Francisco Vuolo disse que a reunião com a ministra Mirian Belchior foi bastante positiva e num momento oportuno, já que mato Grosso vem produzindo acima de sua capacidade de escoamento.

“Por isso a discussão sobre as ferrovias. O governador apresentou os projetos e todo o cronograma das duas ferrovias. Uma que já é realidade, até Rondonópolis e que deve continuar até Cuiabá com a perspectiva dos estudos serem aprovados ainda este mês. Ele também apresentou o desenho da Ferrovia Cuiabá Santarém”. Quanto a Fico (Ferrovia de Integração Centro Oeste), Vuolo disse que após as audiências públicas serão lançados os editais para o projeto executivo

Share Button