Governo de Mato Grosso entrega 95 laboratórios de informática

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Ciências e Tecnologia (Secitec), entregou nesta sexta-feira (07.12), 95 Centros de Acesso a Tecnologia e Inclusão Social (Catis) às universidades do Estado (Unemat) e Federal de Mato Grosso (UFMT), e às secretarias estaduais de Administração (Sad) e Segurança Pública (Sesp), em solenidade realizada no Auditório Ponce de Arruda de Arruda – Palácio Paiaguás, com as presenças dos secretários José Lacerda (Casa Civil), no ato representando o Governador Silval Barbosa, e Áurea Regina Ignácio (Secitec).

O secretário José Lacerda destacou que “é extremamente importante o avanço tecnológico no Estado de Mato Grosso; o governo vem investindo nessa área”. Segundo Lacerda, ainda existe uma carência que exige mais investimento para socializar a informação e a tecnologia para a sociedade. “Hoje, ainda há um população muito pequena, em nível de Brasil, que não ultrapassa 25%, que está integrada a essa informação, enquanto o avanço mundial exige que todos tenham, por meio da informação e da tecnologia, acesso à massa crítica do conhecimento”. E o Governo de Mato Grosso entende que é fundamental a distribuição desses laboratórios de inclusão tecnológica e social.

Segundo a secretária Áurea Regina, os laboratórios de informática foram adquiridos com de recursos de emendas da bancada federal de Mato Grosso alocados no Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCT&I). Ela disse que no primeiro momento está se entregando apenas 95 laboratórios, mas no início do ano deverá se divulgado um calendário de entrega dos demais 359 Catis, entre todos os 141 municípios.

Áurea Regina enfatiza que os laboratórios tem a finalidade de inclusão social e as entidades e órgãos não poderão usar para fins administrativos. “O objetivo é trazer a sociedade para dentro dessas instituições e promover a inclusão digital e social”.

O reitor interino da UFMT, João Carlos de Souza Maia, destaca que a implantação de laboratórios de inclusão digital é uma política recente no mundo todo e tem a finalidade de diminuir a disparidade entre a população que tem acesso a informação e tecnologia e com aquela parte que não tem nenhum ou pouco acesso. Ele diz que importante acelerar o passo e homogeneizar esse acesso. “A UFMT tem, na sua política de desenvolvimento, essa preocupação de inclusão social”, afirmou.

Participaram ainda da solenidade o Secretário de Estado de Administração, César Zílio, o secretário adjunto Alexandre Bustamante, representando Diógenes Curado(SESP), o comandante da Polícia Militar de Mato Grosso, cel. Osmar Lino Farias, e o reitor da Unemat, Adriano Aparecido Silva.

Fonte: Secom-MT

Share Button