Governo de Mato Grosso, por meio da Gcom, publica Nota de Esclarecimento e lamenta prisão e detenção de jornalistas do Olhar Direto

A Secretaria do Gabinete de Comunicação (Gcom) do Governo de Mato Grosso lamenta o incidente envolvendo a equipe do site Olhar Direto, um agente prisional e policiais militares durante a realização de operação da Delegacia Fazendária, na manhã desta quarta-feira (29.03), na cidade de Várzea Grande, que resultou na detenção do repórter fotográfico Rogério Florentino, e também na abordagem do repórter Jardel Arruda.

O Gcom, como de resto, todo o Governo de Mato Grosso, compreende a liberdade de imprensa e o livre exercício profissional dos jornalistas como direitos fundamentais e invioláveis, e vai solicitar às autoridades da Segurança Pública e Sistema Prisional a apuração dos fatos, narrados inclusive em Boletins de Ocorrência registrados por um dos jornalistas e pelo agente prisional, para verificar se houve excesso na atuação dos agentes públicos no caso.

Entretanto, esclarece que o repórter fotográfico abordou um agente prisional que estava conduzindo réu preso até o Fórum de Várzea Grande, onde seria submetido a Júri, confundindo-o com policial que participava de uma operação para apurar crimes de corrupção na prefeitura daquela cidade, o que causou o mal-entendido, uma vez que há normas e perímetro de restrição de acesso a réus presos, para proteção do custodiado pelo Estado, dos agentes públicos e do público em geral, dados os riscos inerentes à movimentação de presos.

A bem da verdade, a operação ocorrida nesta manhã foi executada por policiais civis lotados na Delegacia Fazendária, nas dependências da prefeitura, cuja área é contígua à do Fórum, o que pode ter contribuído para o engano do jornalista.

O Gcom esclarece, ainda, que os policiais militares que efetuaram a detenção do jornalista foram acionados por uma colega lotada no Fórum de Várzea Grande, em razão de suposta ameaça relatada pelo agente prisional, conforme Boletim de Ocorrência.

O secretário de Comunicação Kleber Lima acompanhou o caso desde que recebeu a notícia da detenção e recebeu os jornalistas envolvidos, acompanhados do seu editor, Lucas Bólico, para apresentar a solidariedade do Governo de Mato Grosso aos profissionais e anunciar o pedido de apuração dos fatos. O secretário convidou o Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso (Sindjor) para participar do encontro, porém, a entidade não encaminhou nenhum representante.

Cuiabá-MT, 29 de março de 2017.

Gcom – Secretaria Extraordinária do Gabinete de Comunicação do Governo de Mato Grosso

Share Button