Governo do Estado lidera a primeira expedição ‘Rota da Integração’

A expedição ‘Rota da Integração’ do Governo de Mato Grosso vai acontecer entre os dias 03 e 05 de setembro e irá percorrer a rodovia BR-163 entre Cuiabá e Santarém. Os dois eixos estruturantes, desta primeira expedição, são a consolidação da BR-163 e a Ferrovia Cuiabá-Santarém, conforme o secretário-extraordinário de Estado de Acompanhamento da Logística Intermodal de Transportes, Francisco Vuolo. Embora a logística seja o foco desta primeira expedição, a ‘Rota da Integração’ é uma ação integrada com todos os segmentos sociais e econômicos e vai abordar todos os aspectos: integração social, econômica e, até, cultural.

A Rota da Integração é uma ação integrada, liderada pelo governador Silval Barbosa, contudo terá a participação dos segmentos importantes representativos dos setores produtivo como a Aprosoja, Famato, Ampa, Acrimat (Fiemt ainda não respondeu ao convite formulado). Todas essas entidades representativas têm interesse na consolidação da BR 163, enquanto eixo rodoviário, segundo Vuolo.

Ele cita como exemplo, a produção de Manaus, que para chegar até a região sul, sudeste do país, utiliza a rodovia Belém-Brasília, ou pelo Oceano Atlântico, contornando a América do Sul. Se a BR-163 estivesse concluída, essa produção poderia ser escoada por Mato Grosso, tornando o frete mais em conta, com a participação da logística ferroviária, que até dezembro de 2012 deve chegar em Rondonópolis.

Outro eixo da expedição é a construção da Ferrovia Cuiabá-Santarém. Como essa ferrovia interessa aos chineses, por uma questão estratégica para o escoamento de alimentos, eles já estiveram em audiência com o governador Silval Barbosa, quando manifestaram esse interesse e agora vão participar da expedição com 14 profissionais chineses. Integram o grupo engenheiros, engenheiros ambientais, geólogos e economistas da China National Machinery, uma empresa da estatal chinesa CMC, e da Asian Trade & Investments (ATI), que já vão iniciar os estudos de viabilidade técnica, ambiental e econômica. Também vão integrar a expedição representantes da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) para iniciar esse importante diálogo entre o Executivo estadual e iniciativa privada.

Segundo Vuolo, o Governo quer chamar a atenção para a importância dessas logísticas para o processo de desenvolvimento por qual passa Mato Grosso. A produção agrícola e atração de novos investimentos para instalação de indústrias dentro da cadeia produtiva dependem da logística. “Nossos produtos serão competitivos com uma logística eficiente”, já declarou o governador.

A comitiva da expedição será liderada pelo governador Silval Barbosa e contará com integrantes da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, representantes das entidades representativas dos segmentos econômicos e irá checar in loco o andamento das obras que estão sendo executadas pelo Dnit em diversos trechos entre Cuiabá até Guaranã do Norte. A partir de Guarantã até Miritituba (PA) existe um trecho de 800 km totalmente sem asfalto.

A expedição sai de Cuiabá no dia 03 de setembro (sábado) com previsão de chegada em Santarém (PA), às 19h, do dia 05 de setembro (segunda-feira), e deve contar com participação de 100 pessoas, incluindo os chineses.

Fonte: Secom-MT

Share Button