Mato Grosso recebe exposição comemorativa aos 20 anos do Proler

O Programa Nacional de Incentivo à Leitura (Proler), uma ação da Biblioteca Nacional, completa 20 anos e para comemorar essa data, o Ministério da Cultura está realizando a Exposição Itinerante Proler: 20 anos de incentivo à leitura no Brasil.

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC/MT), participa das comemorações e sediará a partir do dia 15 de agosto, no Salão de Exposição, a mostra, em parceria com o Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas (SNBP) e Secretaria de Estado de Educação (Seduc/MT).

O Proler foi criado em 1992, por meio de decreto, pelo Governo Federal, e vinculado à Fundação Biblioteca Nacional (FBN), à época tinha como presidente o poeta Afonso Romano de Santana, com objetivo de promover ações de valorização da leitura e impedir que o brasileiro perdesse o interesse pela leitura, como mostrou a pesquisa publicada recentemente pelo Instituto Pró-Livro.

Segundo a coordenadora Nacional do Proler, Carmem Pimentel, -que vai estar em Cuiabá para a abertura do evento -, o programa tem hoje, espalhado pelo Brasil, 78 comitês de leitura, com atividades que abrangem cerca de 500 municípios e a meta do programa até dezembro de 2012 é estabelecer mais dez comitês de leitura.

O programa também forma por ano, em média, dois mil mediadores de leitura. A formação de mediadores de leitura é um trabalho de enraizamento cultural que se multiplica, formando uma rede cada vez maior de ações de leitura. Em Cuiabá, acontecem duas oficinas e práticas leitoras. A primeira com o professor Francisco Gregório, é “A arte da convivência: os contadores de história”, e a segunda oficina, com a professora Katy Navarro, é “Dinâmicas de leitura: compartilhar, ler, interpretar, contar”. As duas oficinas acontecem nos dias 16 (das 8h às 12h e das 14h às 18h) e 17 (das 8h às 12h), ambas com carga horária de 12 horas.

A pesquisa Retratos da Leitura no Brasil revelou que o índice de penetração de leitores caiu cinco pontos percentuais em quatro anos, passando de 55% em 2007 para 50% em 2011. No mesmo período, a média de livros lidos pela população com 15 anos ou mais, e pelo menos três anos de escolaridade caiu de 3,7 para 3,1 por ano. A pesquisa foi realizada pelo Instituto Pró-Livro, com o apoio da Associação Brasileira de Editores de Livros Escolares (Abrelivros), a Câmara Brasileira do Livro e o Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL).

Programação

15.08 – Quarta-feira

17h00 – abertura: professora Carmem Pimentel, coordenadora Nacional do Proler

17h10 – professor Francisco Gregório Filho (FBN/SNBP)

17h30 – Mesa de debate “Leitura e Cidadania”, com participação de autoridades locais

19h00 – Inauguração da Exposição Proler: 20 anos de incentivo à no Brasil.

Share Button