Neurozito conta em livro a trajetória de Jacildo e Seus Rapazes

Da Assessoria | O músico, professor e escritor, Neurozito Figueiredo Barbosa, lança seu segundo livro, dia 12 de dezembro, no Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso. Depois de “Sayonara, Brilhos e Escuridão”, agora é a vez de “A música na década dos conflitos – A sina de um músico e a trajetória de uma banda”.

O livro retrata parte das memórias do autor numa sequência de crônicas que situa a Cuiabá de 1961 a 1970, narrando fatos e acontecimentos mundiais e nacionais enquanto a capital de ares provincianos vivia uma espécie de isolamento em transe. O autor se utiliza de uma narrativa simples e direta, em primeira pessoa, narrando histórias locais em sintonia com os principais fatos, políticos, econômicos, sociais e culturais, que influenciaram no comportamento da humanidade. A memória narrada, como se sabe, tem muito de imaginação em que o autor se lança em um jogo de memórias de suas próprias vivências e observações. É criador e criatura de suas próprias memórias (re)inventadas.

Longe de ser uma tese segundo os cânones acadêmicos o livro é um depoimento com base em sua vivência e experiência de mundo. A trajetória que o levou a ser músico, a necessidade de estudar, os dramas familiares, a segregação social e racial, em concomitância com o mundo que chegava aqui através das ondas do rádio e nas rodas de amigos que faziam da Praça Alencastro um ponto de encontro e de informação e reflexão.

A banda Jacildo e Seus Rapazes inaugurou em Cuiabá um movimento cultural antenado com as revoluções da época como o rock com a beatlemania, a Jovem Guarda, estabelecendo conexões com o mundo via música pop. Daí gerou uma movimentação com o surgimento de várias bandas musicais na cidade e mudanças de comportamento.

Neurozito diz que buscou fazer “uma revisão da época áurea da Jovem Guarda.” Ele afirma ainda que partiu do geral para o particular. “A partir dos grandes eventos mundiais, nacionais e os locais, relacionando-os à música e ao nosso dia a dia. A falta de informação geopolítica mundial em Cuiabá dificultava a compreensão do mundo. Essa situação deixava a população à mercê de suas próprias condições o que obrigava a criar seu próprio estilo de vida.”

O livro foi produzido com apoio da Secretaria Estadual de Cultura, Assembleia Legislativa de Mato Grosso e Associação Cuiabana de Belas Artes.

Serviço:
Lançamento do livro “A Música na Década dos Conflitos”
Autor: Neurozito Figueiredo Barbosa.
Quando: 12 de dezembro de 2017
Hora: 20h
Onde: Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso
(Rua Barão de Melgaço, esquina com Voluntários da Pátria)

Share Button

Admin

Este perfil publica Releases e material Da Assessoria

Você pode gostar...