Novo MOP do aeroporto começa a operar e aumenta a capacidade para 2,4 mi passageiros ano

O Governo de Mato Grosso e a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) entregam nesta quarta-feira (30.11), às 15 horas, o módulo operacional provisório (MOP) do Aeroporto Internacional de Cuiabá/Vázea – Marechal Rondon. A nova estrutura entra em operação com duas novas esteiras de 15 metros cada uma e vai proporcionar mais celeridade no desembarque, mais conforto aos passageiros que visitam ou retornam a Mato Grosso, em turismo ou negócio. A solenidade de entrega da obra vai contar com as presenças do governador Silval Barbosa, do presidente da Infraero, Gustavo do Vale, e secretários de Estado.

O secretário-extraordinário de Acompanhamento da Logística Intermodal de Transportes de Mato Grosso, Francisco Vuolo, informa que essa estrutura passa operar imediatamente, aumentando a capacidade de atendimento. Atualmente o Aeroporto Marechal Rondon tem capacidade de receber 1,7 milhão e passa a atender, a partir de agora, 2,4 milhões passageiros/ano.

O novo MOP começou a ser construído em julho deste ano, conforme o conveniado entre o Governo de Mato Grosso e a Infraero, pela empresa vencedora da licitação – Engeglobal Construções – e representou um investimento de R$ 2,250 milhões. A nova estrutura tem 675 m² e, além das duas novas esteiras, conta com quatro banheiros.

Francisco Vuolo diz que a nova estrutura vai beneficiar significativamente o desembarque e vai suportar o fluxo de passageiros até dezembro de 2013, quando deverá estar concluída a reforma e da ampliação do Aeroporto Marechal Rondon, também objeto do convênio assinado com o Governo Federal.

A OBRA – O projeto de reforma e ampliação do Marechal Rondon foi dividido em duas etapas. A primeira, com a construção do MOP, já está concluída. Agora começa a segunda etapa, conforme o convênio assinado entre o Governo de Mato Grosso e a Infraero, que possibilitou essa celeridade no processo. A nova etapa – já em andamento – a Infraero deverá entregar o projeto básico para que a obra possa ser licitada pelo Estado, por meio da Secretaria das Cidades (Secid). Esses prazos serão amarrados no encontro entre Silval Barbosa e Gustavo do Vale.

O projeto preliminar aprovado prevê o alargamento da pista de desembarque, que deverá ter 23 metros de largura, área exclusiva para voos internacionais, construção freeshop, oito novos boxes, quatro novas modernas esteiras e mais uma para desembarque internacional. O estacionamento para 400 lugares, integrado ao projeto de mobilidade urbana – VLT a ser construído pelo Governo do Estado.

Essa segunda etapa, prevista para começar no primeiro trimestre de 2012, permitirá o atendimento de 5,7 milhões de passageiros por ano e tem orçamento previsto em R$ 87,5 milhões. A reforma deve ser concluída até dezembro de 2013, véspera da Copa 2014.

Fonte: Secom-MT

Share Button

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...