O Forasteiro

O eu de ontem
me acompanha
como um fantasma

O eu de hoje
é um plasma
do eu que fui…

O que vale
entretanto
é o Eu de fora

o Eu que ainda
não habita
dentro de mim.

Poemas de João Bosquo
Share Button