O governo municipal medebista de Emanuel Pinheiro, apesar da crise que desemprega mais de 12%, irá cobrar na justiça o IPTU atrasado

A prefeitura de Cuiabá anuncia nova investida no sentido de cobrar os IPTUs atrasados.

Pela nota publicada no DC, a PMC vai cobrar judicialmente.

A crise promovida pelo governo Michel Temer, do MDB, o mesmo do prefeito cuiabano, Emanuel Pinheiro, que elevou a a taxa de desemprego acima dos 12%, ajudou nesse aumento de contribuintes inadimplentes.

Agora, vamos combinar, essa cobrança dos impostos atrasados tem que começar pelos mais ricos, como fez o ex-prefeito Mauro Mendes. Os primeiros, encabeçando a lista, devem ser os donos de imóveis nos alfavilles, imóveis dos bancos, os de propriedades de senadores.

Se começar a cobrança pela periferia, corre o risco de fracassar…

Share Button