Poema do Dia: As Lixeiras de Benedito Nunes

Cuiabá além da perimetral
poucos tinham coragem de se aventurar
só os mais velhos saíam para caçar

Lembro-me de tudo isso
quando olho as lixeiras de Benedito
sob o sol do meio dia
e Deus,  Nunes,  nos livre de enfrentar.
><>Ainda da mesma seleção de poemas inscrita num concurso da Prefeitura (gestão WS),que foi cancelado por baixa qualidade dos participantes.

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR
nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...