Poema do Dia: Enterro

Enterraram meu coração
Na sombra desaparecida
Na sombra desaparecida
De uma palmeira

Enterraram meu coração
Sem nenhuma pena
Sem nenhuma mágoa
Sem nenhum coração

Enterraram meu coração
– Semente –
Que brotará palmeira
No coração da cidade.
><>Do livro “Sonho de Menino…”

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR
nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...