Quero tempo de cantar – Mais um poema deste blogueiro…

Quero cantar, quero cantar
Um canto bendito, que fale tudo
Bem de perto do coração
Que o ouvinte possa sentir
Toda a emoção, todo sentido
De uma canção maior… dó maior.

Quero o canto, o belo canto
De uma manhã que renasça
Dentro da própria esperança
Fomentada nas veias batidas
Pelo tempo que amadurece
Inclusive o endurecido coração

Quero o canto, quero o belo
Mesmo se a voz não sair, de certo,
Nada permanece… Tudo muda
Inclusive o próprio jeito de cantar
Nos vãos das batidas veias
Que amadurecem pelo tempo.

><>Definitivamente não consigo mais guardar os poemas na gaveta como antigamente. Eles, agora, imagina, são compostos nas teclas do computador e em dois tempos estão na rede.

Share Button