Seminário no Museu do Amanhã discute os caminhos da inovação no Brasil

Evento reunirá inventores brasileiros em cartaz em exposição temporária na próxima quarta-feira (16)

Da Assessoria | O Museu do Amanhã, em parceria com a Finep, realiza na próxima quarta-feira (16/8), às 9h30, o Seminário Inovanças – A inovação feita no Brasil, um desdobramento da Exposição Inovanças – Criações à Brasileira, inaugurada em abril, e que já recebeu mais de 120 mil visitantes. A necessidade de errar, de valorizar a tecnologia social e de saber como os brasileiros têm inovado no país serão os temas que nortearão a discussão. O evento, gratuito, será realizado no Auditório do Museu do Amanhã. As inscrições podem ser feitas no site.

Para falar sobre novas maneiras de criar e de reinventar, o seminário reunirá alguns dos brasileiros inventores apresentados na Exposição Inovanças, como Joana D’arc Félix, PhD em Harvard que superou a fome e o preconceito e, atualmente, soma 56 prêmios em sua carreira. Joana desenvolveu uma pele artificial a partir da epiderme de porco que pode ajudar na recuperação de queimaduras em humanos. Além dela, o jovem Ronaldo Tenório criou o aplicativo Hand Talk, software apoiado pela Finep que traduz o português oral e escrito para LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) de modo on-line – vencedor do prêmio da ONU como o melhor aplicativo social do mundo.

Marcos Cintra, presidente da Finep; Roberto Lerusalimschy, desenvolvedor da Linguagem de Programação Lua; Dávila Souza Corrêa, representante do Instituto Mamirauá; Regina Tchelly, criadora do projeto Favela Orgânica; Wang Shu Chen, diretora da empresa Adespec e criadora da supercola sem solventes, também compõem o grupo de palestrantes de Inovanças – A inovação feita no Brasil.

Todos esses personagens centrarão forças para ajudar o público a conhecer o atual status da inovação do Brasil e a debater sobre como a sociedade não tolera o erro, visto como sinônimo de fracasso – mas necessário como tentativa rumo ao acerto. Além disso, os participantes terão a oportunidade de entender as tecnologias sociais que são vetores para o desenvolvimento do país – tradução da habilidade humana de moldar a realidade ao redor – e poderão ouvir de inventores brasileiros quem inventa os benefícios e dificuldades de se criar algo por aqui.

“Há um consenso sobre o papel da inovação para o desenvolvimento econômico ao redor do mundo: trata-se do elemento-chave para o crescimento econômico sustentado e o bem-estar social. A inovação deve ser tratada como um bem público”, destaca Marcos Cintra, presidente da Finep.

“O evento será uma oportunidade de debater o atual status da inovação no Brasil, discutindo o ponto em que estamos, para onde vamos e como queremos ir”, finaliza Leonardo Menezes, gerente de Conteúdo e do Observatório do Museu do Amanhã.

Serviço:

Seminário Inovanças – A inovação feita no Brasil
Data: 16 de agosto (quarta-feira)
Horário: das 9h30 às 14h30
Local: Auditório do Museu do Amanhã (Praça Mauá, nº 1, Centro – Rio de Janeiro)

 

Share Button

Admin

Este perfil publica Releases e material Da Assessoria

Você pode gostar...