Silval assina convênios para investimentos de R$ 1 bilhão

O Governo de Mato Grosso e o Ministério dos Transportes, por meio do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), assinaram convênio para a implantação e pavimentação da Rodovia BR-174, trecho Castanheira – Juruena – Colniza, num total de 272,7 km, um investimento de mais de R$ 663 milhões. O ato de assinatura, no Palácio Paiaguás, em Cuiabá, nesta terça-feira (23.04), contou com a presença do ministro dos Transportes, César Borges, e do presidente do Dnit, general Jorge Ernesto Fraxe.

Na mesma solenidade foi assinado também a ordem de serviço dos Contratos de Restauração e Manutenção de Rodovias (Crema) – segunda etapa da Rodovia BR 158, trecho Ribeirão Cascalheira – Barra do Garças. O roteiro de visita do ministro em Mato Grosso, contou com outro importante ato, o de assinatura do contrato de duplicação do trecho entre Rondonópolis e Jaciara (BRs 163/364) – dentro do projeto de duplicação até o Posto Gil em Diamantino – com recursos de mais R$ 250 milhões.

Assim que desembarcou no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, o ministro e o presidente do Dnit, acompanhados do governador Silval Barbosa, sobrevoaram a Rodovia dos Imigrantes, e os dois puderam ver “in loco” a necessidade da recuperação e duplicação dessa importante via de escoamento de parte das 40 toneladas de grãos que são produzidos em Mato Grosso.

Silval Barbosa, em sua fala, destacou a parceria do ministro Cesar Borges, que como diretor do Banco do Brasil garantiu recursos para o MT Integrado, que vai permitir interligar 44 municípios com pelo menos uma rodovia pavimentada. E, agora, com menos de 20 dias depois que assume o Ministério vem a Mato Grosso para assinatura desses convênios e ordem de serviço. “O que está acontecendo hoje e vai acontecer com o Mato Grosso, só temos que agradecer a presidenta Dilma”, completou referindo-se à Ferrovia Integração Centro-Oeste (Fico), a pavimentação da BR 158, até Vila Rica, na divisa com o Pará. O governador destacou que essa região, com asfaltou vai dar um salto na produção, de forma importante para a economia. O govenador lembrou que Mato Grosso não pede nada pequeno. “Tudo o que pedimos é do tamanho de Mato Grosso, do tamanho da sua produção”.

O ministro disse que o governo da presidenta Dilma reconhece a importância do Estado de Mato Grosso e “por isso não poderia fazer uma visita ao estado de mãos vazias”. O ministro comentou que “não vamos dizer que vamos fazer tudo de uma vez, estaria mentindo, mas vamos atender o máximo quanto for possível”.

Uma das garantias que o ministro deu é a federalização da Rodovia dos Imigrantes. Ele espera receber a autorização [cujo projeto está em tramitação na Assembleia Legislativa] sancionada pelo governador. Cesar Borges destacou que as obras de contorno nas cidades é uma preocupação da presidenta. “Essa obra representa um investimento em torno de R$ 165 milhões e queremos ao voltar para a inauguração do Terminal da Ferronorte em Rondonópolis poder anunciar o início das obras de recuperação e pavimentação”, disse.

O presidente do Dnit não escondeu seu entusiasmo. “Queremos transformar Mato Grosso num verdadeiro canteiro de obras”. Segundo ele, as obras de pavimentação da BR 174 vão estar concluídas “duas janelas hídricas”, ou seja em dois períodos não chuvoso. Os 272,7 km vão se somar aos 38,3 km já realizados totalizando 311 km.

João Bosquo

João Bosquo, poeta e jornalista, editor deste blogue NAMARRA.COM.BR
nas redes sociais: @joaobosquo

Você pode gostar...